Relações da sociedade com a matemática entre o final do século xviii e começo do século xix e suas consequencias para a docência na educação matemática no brasil

Páginas: 21 (5015 palavras) Publicado: 21 de março de 2012
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA


DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DA MATEMÁTICA
PROFESSOR: HUMBERTO

ALUNA: WANESSA MOREIRA DOS SANTOS

RELAÇÕES DA SOCIEDADE COM A MATEMÁTICA ENTRE O FINAL DO SÉCULO XVIII E COMEÇO DO SÉCULO XIX E SUAS CONSEQUENCIAS PARA A DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA NO BRASIL
INTRODUÇÃO
Ao final do século XVIII os paradigmasestabelecidos, a partir da obra de René Descartes, Issac Newton e tantos outros, começam a ser questionados. David Hilbert (1862-1943), alemão, foi considerado por muitos o maior matemático da transição do século XIX para o século XX.

"A história nos ensina a continuidade do desenvolvimento da ciência. Sabemos que cada era tem seus próprios problemas, os quais a era seguinte ou resolve ou colocade lado como sem interesse e os substitui por novos problemas."
David Hilbert, 1900.

Existiu uma grande dificuldade em definir ou mesmo identificar matemáticos "profissionais" antes do século XIX. Na transição do século XVIII para o século XIX são influenciadas por três grandes revoluções dos tempos modernos: a Revolução Industrial (Máquina a Vapor, 1774); a Revolução Política (Estados Unidos,1776); e a Revolução Social (França, 1789).
A presença das aplicações de Newton, na inglaterra chagaram à França, e culminou com a matematização francesa, dada por Voltaire. A grande influência científica nos domínios sociais e políticos tornou-se cada vez mais comum na Europa. As leis de Newton deveriam refletir sua ordem aplicando-se também à vida e à organização social humana. As aplicaçõesda teoria de Newton ao contexto social, e toda a natureza observada impressionou não somente aos matemáticos, mas também, alcançou profundos interesses em filósofos como Kant, por exemplo, instigando-o a justificar a possibilidade do conhecimento racional a respeito de toda a natureza que nos cerca. Para a aplicação dessas leis necessário desenvolver a Geometria Analítica e a Análise Infinitesimalcomo instrumentos de análise dos fenômenos naturais.
Denis Diderot e Jean D`Alembert produziram a “Enciclopédia”, com o objetivo de contemplar todo o conhecimento científico, artístico e técnico produzido pela engenhosidade humana até o final do século XVIII. Agora a missção da ciência seria a interação de fatos científicos por meio de símbolos, e a simbologia mais apropriada seria aMatemática, quem descreveria logicamente fatos da natureza.
A Geometria oferecia vantagens visíveis para a engenharia e arquitetura, por exemplo. Foi a época dos matemáticos Lagrange, Condorcet, Monge, Laplace, Legendre, que, além de ajudarem a estabelecer a matemática como a conhecemos hoje, também tomaram parte ativa na própria Revolução social e política que ocorria.
Lagrange, por exemplo, foi um dospropositores da reforma dos pesos e medidas de 1790, da qual surgiu o sistema métrico decimal usado até hoje inclusive no Brasil. Condorcet e Monge pertenceram tanto ao Comitê de Instrução como ao Comitê de Obras Públicas durante o período revolucionário. Monge foi encarregado de estabelecer instituições de ensino superior na França, entre as quais a famosa Escola Politécnica. Esta foi uma escolaonde a Matemática teve fundamental importância na divulgação e desenvolvimento de novas técnicas estruturais. Monge, Lagrange e Laplace fundaram também, em 1790, a Escola Normal, que durou pouco tempo, mas na qual um curso de Monge inaugurou uma das disciplinas básicas da engenharia da época: a Geometria Descritiva.


































VIRADA DOSSÉCULOS XVIII E XIX E A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA NO BRASIL

A Escola

Um trabalho realizado a respeito da escola no Brasil deve considerar que a concepção de escola dos séculos XVIII e XIX difere da concepção de escola tal como ela é entendida atualmente.
Podemos destacar que, nos séculos XVIII e XIX, com exceção do Colégio Pedro II, fundado em 1837, os colégios religiosos e os liceus...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A lógica Matemática no século XIX
  • Transformações sociais do final dos seculos XVIII e XIX
  • Ser africano no Brasil dos séculos XVIII e XIX
  • Pedagogia nos séculos XVIII e XIX
  • trabalho e vida operaria final do seculo XIX no brasil
  • Relações Políticas entre Brasil e Angola no século XIX
  • A Educação no seculo XVIII
  • A sociedade brasileira do século xix

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!