REFLORA CORDOVIL

Páginas: 5 (1021 palavras) Publicado: 2 de junho de 2015

REFLORA CORDOVIL

1. INTRODUÇÃO
O projeto tem como objetivo devolver às partes das margens do rio e da vegetação típica da região em que se encontram. É importante a utilização de espécies nativas no processo de reflorestamento pois, a flora nativa, sofreu um rigoroso processo de seleção natural, através de milhares de anos de interação com aquele meio ambiente, gerando, assim, espéciesgeneticamente resistentes e adaptadas ao local onde ocorrem. Portanto, são ideais para desempenhar a função de controlar o excesso de água das chuvas no solo; evitar a perda de água dos rios; gerenciar a filtração e a absorção de resíduos presentes na água; evitar o escoramento e a erosão do solo, além de fornecer alimentação e abrigo para agentes polinizadores. Contando com a colaboração dos moradoreslocais e de órgãos competentes e especializados na área ambiental.













2. MATERIAIS E MÉTODOS
As técnicas citadas neste projeto para preparação de um futuro plantio tiveram como base pesquisas dos alunos Eduardo e Paula.

3. ÁREA ESTUDADA
Este trabalho foi desenvolvido em toda extensão do Rio Quitungo na área de cordovil.
As áreas foram mapeadas com o auxílio da ferramenta Google Earthpara indicação das coordenadas e extensão do local a ser reflorestado ou enriquecido, conforme abaixo, onde foi calculada a área e o número de indivíduos a serem plantados no local.










4. VEGETAÇÃO LOCAL, SOLO E FAUNA
Foi contratada uma empresa para fazer a caracterização ambiental das margens do rio e próximas a ele. Devido à heterogeneidade das áreas deverão ser aplicados diferentesmétodos de plantio para cada área. O preparo do solo deverá ser de acordo com a situação encontrada, visando sempre conferir condições para o estabelecimento da vegetação a ser plantada. Os métodos de plantio visam a melhor adaptação do sistema para cada situação, buscando o sucesso da implantação, otimizando os recursos disponíveis, sempre atendendo às exigências da legislação em vigência.

4.1MODELO DE PLANTIO
Visando o melhor desenvolvimento das mudas e conforme a área a ser reflorestada ter um tamanho considerável, deverá ser feito o plantio em linhas. Quando for feito um enriquecimento da área devido à presença arbórea, a operação deverá ser manual. O plantio em linhas pode ser com a alternância das linhas, sendo uma de pioneiras (pioneiras e secundárias iniciais) e outra de nãopioneiras (secundárias tardias e climáticas); a outra situação seria com a alternância de plantas pioneiras e não-pioneiras na linha, sendo que as plantas de diferentes linhas seriam desencontradas quanto aos grupos ecológicos, prevendo assim, o processo de sucessão ecológica.

4.2 SELEÇÃO DE ESPÉCIES
Para as áreas permanentemente encharcadas, deverão ser colocadas espécies adaptadas a estes ambientes,como aquelas típicas de florestas de brejo. Para as margens, serão indicadas espécies com capacidade de sobrevivência em condições de inundações temporárias. Já para as áreas livres de inundação, como as mais altas do terreno e as marginais ao curso d'água, porém compondo barrancos elevados, deverão ser espécies adaptadas a solos bem drenados.

5.1 PREPARO DO SOLO

Considera-se preparo de solo oconjunto de atividades realizadas anteriormente ao plantio propriamente dito, e envolve operações distintas, relacionadas diretamente às condições da área e ao tipo e objetivos do plantio a ser realizado.
Os objetivos das atividades envolvidas no preparo de solo são, principalmente, reduzir a competição ocasionada por espécies invasoras e melhorar as propriedades físicas e químicas do solo. Oideal é que o solo presente seja minimamente manuseado, a fim de protegê-lo contra processos erosivos.

5.2 LIMPEZA DA ÁREA

Essa operação se constitui na erradicação ou controle de espécies vegetais invasoras que possam vir a competir com as mudas, vindo a prejudicar o desenvolvimento das mesmas.
Essa atividade se constitui na roçada da vegetação invasora, mecânica (com uso de roçadeiras ou...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Notas taxonômicas sobre Apocynaceae s.s. e Rubiaceae

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!