REFLEXÕES SOBRE A RELIGIÃO COMO UTOPIA E ESPERANÇA

Páginas: 7 (1575 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
DESENVOLVIMENTO

Como começar a falar sobre a religião? É difícil imaginar a amplitude desse assunto, colocar em pauta o que vale e o que não vale a pena, os pontos positivos e pontos negativos, não só de uma, mas de qualquer religião já feita, desde a época dos mitos ao que é hoje, seja a religião focada na “libertação” do homem ou na salvação para uma nova vida após a morte. Seja vocêhinduísta ou cristão, ambas as religiões pregam uma rotina tradicional de cada cultura, seja elas para consolo ou apoio para momentos ou decisões difíceis.
Por muitos, a fé é tratada como um estilo de vida. Uma vida rotineira que segue regrado com sua crença e com o que é imposto por alguma referência, seja um livro sagrado ou um representante de sua religião. Mas, querendo ou não, uma religião nãopode se afirmar a verdadeira dentre outras, a prova disso está na história, que explicam as guerras santas, atentados terroristas, desavenças políticas e conflitos religiosos em si, tudo por conta da divergência da fé dos representantes de cada território envolvido nesses conflitos.
A religião acima de tudo deve pregar a espiritualidade do ser humano com o ser divino e aplicar o bom aprendizadoespiritual na humanidade, seja para algum crente ou descrente dessa espiritualidade. A religião está na vida do homem desde a pré-história, e ela vem se adaptando aos limites do homem desde aquela época. Se prender a uma rotina antiga e ultrapassada, sendo que essa não tem mais fundamento para se firmar no dia-a-dia atual da sociedade. A religiosidade tem o poder de transformar a vida de um homem e deuma sociedade, seja regredindo ou progredindo no fator social.
Visto que a espiritualidade e o divino são imateriais, a simbologia veio como uma referência, ou até mesmo uma testemunha da presença do que se encontra ausente na visão do homem. Objetos, desenhos, formas de simbolizar sua religião e pôr sua confiança nesses símbolos, em forma de amuletos, para lhe dar forças ou sorte, seja por féou por superstição. O concreto acaba se tornando parte de uma experiência religiosa para o homem, por fazê-lo sentir a espiritualidade em um amuleto, no caso do homem cristão, o terço é um bom exemplo de símbolo religioso.
A diversidade das religiões é muito evidente, não só pela(s) divindade(s), mas também pelas maneiras de alcançar o divino. A meta imposta pelas religiões é diferente até parareligiões da mesma divindade, no caso do cristianismo e do islamismo. Acaba sendo inevitável um conflito entre as divisões dessas religiões pelos modos diferentes de seguir sua crença, talvez esse seja o maior mal da religião, um homem impõe superioridade sobre o outro por causa de sua fé, extinguindo a paz num espaço territorial, e isso ocorre no mundo todo, infelizmente. Mas ninguém podegeneralizar a religiosidade e os religiosos, até porque existem muitas religiões que se preocupam muito mais na ligação do homem com a espiritualidade e liberdade do nosso mundo atual. O budismo é o melhor exemplo que eu poderia dar. A religião cujo sagrado é imposto por você mesmo, seja você teísta ou não, a filosofia do budismo propõe que você busque sua própria pureza espiritual sem abandonar sua fé,seja você cristão, judeu, etc.
Quando falamos num mundo de simbologia, botamos em conta a imaginação do homem para a espiritualidade, não querendo afirmar que a religião é fruto da imaginação do ser humano, mas afirmando que essa imaginação faz com que a religiosidade abra as portas para algo mais grandioso, seja para a arte, a música e outras invenções. Até porque o que difere o homem dos outrosanimais é a nossa capacidade de imaginar. A humanidade só se transformou no que é hoje por causa desse dom, a inteligência passa a ser o extinto do homem, seja para criar instrumentos ou para seguir uma divindade, acrescentando algo ao ideal.
A visão utópica da religião pode ser dita graças a essa imaginação humana, que busca uma vida que talvez seja impossível de ser alcançada, ou que o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Reflexões sobre a religião como Utopia e esperança
  • REFLEXÕES SOBRE A RELIGIÃO COMO UTOPIA E ESPERANÇA”
  • REFLEXÕES SOBRE A RELIGIÃO COMO UTOPIA A ESPERANÇA
  • Reflexões sobre a religião como utopia e esperança
  • reflexão sobre a religião como utopia e esperança
  • reflexao sobre utopia e esperança
  • Resumo do livro: religião, utopia e esperança
  • Reflexões sobre religião

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!