referencial teorico

Páginas: 479 (119698 palavras) Publicado: 31 de julho de 2014
Platão

A República

LIVRO I

SÓCRATES — Fui ontem ao Pireu com Glauco, filho de
Aríston, para orar à deusa, e também para me certificar de
como seria a festividade, que eles promoviam pela primeira
vez. A procissão dos atenienses foi bastante agradável, embora
não me parecesse superior à realizada pelos trácios. Após termos
orado e admirado a cerimônia, estávamos regressando à cidadequando, no caminho, fomos vistos a distância por Polemarco,
filho de Céfalo. Ele mandou seu jovem escravo correr até nós,
para nos pedir que o esperássemos. O servo puxou-me pela
capa, por trás, dizendo:
— Polemarco pede que o esperem.
Virei-me e indaguei onde seu amo se encontrava.
— Está vindo atrás de mim — respondeu o jovem. —
Esperem-no.
— Evidente que o esperaremos — declarouGlauco.
Polemarco chegou poucos minutos depois, juntamente com
Adimanto, irmão de Glauco, com Nicerato, filho de Nícias, e
com outros que regressavam da procissao.
Polemarco — Sócrates, parece-me que estás indo embora
para a cidade.
Sócrates — Tua suposição está correta.
Polemarco — Estás vendo quantos somos?

Sócrates — Sim, estou vendo.
Polemarco — Então, se não fordes mais fortes que nós,tereis de permanecer aqui.
Sócrates — Existe a possibilidade de convencer-vos a permitir que partamos?
Polemarco — Será que conseguireis convencer-nos, se não
quisermos ouvir?
Glauco — De forma alguma.
Polemarco — Saibais então que não vos ouviremos.
Nesse momento Adimanto perguntou:
— Desconheceis que esta noite haverá uma corrida com
archotes, a cavalo, em honra da deusa?
Sócrates — Acavalo?! Significa que os contendores passam
os archotes uns aos outros enquanto correm com seus cavalos?
Polemarco — Sim. E haverá também uma festividade noturna digna de ser vista. Iremos assistir a essa festa depois de
havermos jantado. Muitos jovens estarão lá, e poderemos conversar com eles. Ficai para irdes conosco.
Glauco — Não há dúvidas de que teremos de ficar.
Sócrates — Se julgasassim, é o que faremos.
Dirigimo-nos à casa de Polemarco, onde encontramos
seus irmãos Lísias e Eutidemo, e também Trasímaco de Calcedônia, Carmantides de Penéia e Clitofonte, filho de Aristónimo. Havia também o pai de Polemarco, Céfalo. E este se
me afigurou bastante idoso, pois não me encontrava com ele
havia bastante tempo. Estava acomodado numa cadeira com
almofadas e envergava uma coroana cabeça, pois tinha oferecido um sacrifício no pátio da moradia. Nos sentamos todos
em cadeiras junto dele.

Céfalo — Tu vens raramente ao Pireu, Sócrates, para nos
visitar. Devias vir mais vezes. Se eu fosse suficientemente forte
para caminhar até a cidade, não precisarias vir aqui: nós nos
dirigiríamos à tua casa. No entanto, és tu que tens a obrigação
de vir cá mais amiúde. Pois, paramim, cada vez mais os prazeres
do corpo cedem lugar ao desejo e ao deleite da conversação.
Dá, então, a estes jovens o proveito da tua companhia e vem
mais vezes a esta casa de teus muito íntimos amigos.
Sócrates — Em verdade, Céfalo, eu aprecio conversar com
os velhos. Penso que devemos aprender com eles, pois são pessoas que nos antecederam num caminho que também iremos
trilhar, paraassim conhecermos como é: áspero e árduo ou tranqüilo e cômodo. Com certeza, ser-me-ia agradável conhecer tua
opinião, porquanto já alcançaste a fase da existência que poetas
denominam “o limiar da velhice”. Como julgas este momento
da tua vida?
Céfalo — Agrada-me, Sócrates, expressar meu pensamento. Cultivo o hábito de encontrar-me com pessoas da mesma
idade. Muitos de nós lamentam-se, recordamos prazeres da
juventude e, ao lembrar do amor, da bebida, da boa comida e
de outros prazeres, atormentam-se como pessoas privadas de
bens notáveis, que em outra época viviam bem e que, agora,
nem ao menos vivem. Vários manifestam pesar pelas ofensas
oriundas dos parentes e imputam à velhice a causa de tantos
sofrimentos. Contudo, em meu modo de ver, Sócrates, eles se
enganam a respeito...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Referencial Teorico
  • referencial teorico
  • Referencial teorico
  • Referencial teorico
  • O que é referencial teórico?
  • Referencial teorico
  • Referencial teórico
  • Referencial Teórico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!