radiologia

Páginas: 17 (4115 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
O IEN na mídia
Voltar

Fonte : Revista Brasil Nuclear - ano 6 - nº 18 - Jan-Mar/1999

O átomo que cura
Mais e melhores radioisótopos ajudam a tratar e diagnosticar as donças do povo brasileiro.
Vera Dantas
No dia 30 de abril de 1997, o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) enviou para a cidade de Medellin, na Colombia, um lote do radiofármaco samário-153, indicado para oalívio das dores de metástases ósseas. Quatro dias depois, uma mensagem emocionada chegava ao fax do instituto. Nela, a filha de um paciente que havia utilizado o medicamento comunicava que seu pai não mais sentia as terríveis dores que o atormentavam há muito tempo. A felicidade dele com o fim do sofrimento era tal que pedia que lhe mandassem uma camiseta de Pelé, pois estava disposto a jogar umapartida de futebol.
A carta de agradecimento da jovem colombiana é um exemplo dos benefícios proporcionados pelo samário-153, um medicamento que aumenta a qualidade de vida dos portadores de cânceres com metástases ósseas, uma enfermidade que provoca dores intensas e até mesmo a imobilização do paciente. O samário oferece uma alternativa semelhante ou até mesmo superior aos tratamentosconvencionais para a dor, como a morfina. Além disso, custa 10 vezes menos que o estrôncio, um produto equivalente, que é importado.
O medicamento só começou a ser produzido no país no final de 1996. Até então, muitos doentes, como o antropólogo e ex-vice-governador do Rio de Janeiro Darcy Ribeiro, viajavam para o exterior em busca de tratamento paliativo para as dores que sentiam em virtude do câncerósseo. "Periodicamente, ele ia aos Estados Unidos receber o que chamava de injeção radioativa, que o aliviava das dores durante certo tempo. Essa injeção nada mais era que o samário", lembra o superintendente do Ipen, Cláudio Rodrigues.
Produção interna
Além do samário-153, o Ipen produz outros radiofármacos utilizados em diversas aplicações de medicina nuclear, tais como o diagnóstico de diversasdisfunções do organismo humano e a terapia de doenças como câncer de tireóide (ver A "boazinha" da turma). Com essas substâncias, o Instituto abastece cerca de 360 hospitais e clínicas do Brasil, permitindo atualmente a realização de 27 mil procedimentos de medicina nuclear por semana e beneficiando anualmente cerca de 1,5 milhão de pessoas em todo o país.
Essa produção regular e de alta qualidadeé resultado de um programa de investimentos da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) para dar aos seus institutos de pesquisa condições de atender ao crescimento da demanda de radiofármacos para medicina nuclear no país. "Nos últimos quatro anos, o consumo de radiofármacos aumentou 120%. A taxa média de 15% de crescimento anual está sendo mantida, apesar de toda a crise econômica", constataRodrigues.
No Instituto de Engenharia Nuclear (IEN), no Rio de Janeiro, foram investidos R$ 1 milhão na modernização do ciclotron e das instalações de produção de radioisótopos. Com o apoio da Agência Internacional de Energia Atômica, em cooperação com o Forschungszentrum de Karlsruhe (FZK), o IEN instalou um novo sistema de produção de iodo-123 ultrapuro, em operação desde junho de 1998. Estainstalação permite atender todo país, com um produto de melhor qualidade (livre da impureza iodo-124) e a um preço de apenas 30% daquele cobrado pelo iodo-123 feito com o método anterior. O iodo-123 ultrapuro será usado tambem para a produção do radiofármaco meta-iodo benzil ganidina, usado em cardiologia, que deverá estar disponível nos próximos meses.
No Ipen, os investimentos contemplaram trêsáreas. Para a ampliação e modernização do setor de Produção de Radiofármacos, que mesmo sem receber investimentos há 10 anos estava crescendo, foram destinados recursos da ordem de R$ 1,5 milhão. Outros US$ 3,5 milhões foram destinados à reforma do reator nuclear de pesquisa, de forma a capacitá-lo a produzir radioisótopos, a matéria-prima radioativa utilizada na produção de radiofármacos....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Radiologia
  • Radiologia
  • Radiologia
  • Radiologia
  • Radiologia
  • Radiologia
  • Radiologia
  • Radiologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!