Questão social contemporanea

Páginas: 24 (5952 palavras) Publicado: 22 de março de 2012
QUESTÃO SOCIAL: ASPECTOS PARA A
CONTEMPORANEIDADE DO DEBATE
Naíres Raimunda Gomes Farias1

ІNTRODUÇÃO
A questão em debate parte de uma realidade de desemprego e precarização acirrada,
em um quadro onde a acumulação do capital manifesta rebatimentos em termos de
economia de trabalho vivo e crescimento de uma força de trabalho excedentária. O âmbito
industrial de ponta, em suas estratégiasde gestão, por exemplo, requisita redução de custo,
mas como política que incentiva enxugamento de pessoal e sobrecarga de trabalho. A meta
é aumentar a produção com um número reduzido de trabalhadores em um menor tempo de
trabalho socialmente necessário, ampliando-se o trabalho excedente.
Acresce a isso o “exército” de indivíduos em situações de reserva no mercado,
sobretudo considerando osignificativo contingente recrutado como reserva no setor de
pessoal dos estabelecimentos. Os parques industriais, como citado, dispõem de um número
considerável de mão-de-obra jovem que se supõe “saudável”, apta para a produção e em
condição de “prontidão” para atuar em qualquer momento que o processo produtivo
1

Professora Assistente do Departamento de Serviço Social da UFMA, mestrepela Escola Serviço Social da
UFRJ e doutoranda pela Pós-Graduação em Serviço Social na UFPE.

requisitar. E mais, em situação de “troca” inferior a do trabalhador de vínculo empregatício
estável. Simultaneamente, estimulam-se trabalhos terceirizados e precarizados para cumprir
tarefas, outrora requisitadas, em troca de um salário rebaixado.
Mais-valia relativa e absoluta assentada naexploração, essa nos parece a direção do
padrão de produção hegemônico no mercado. Reflexos: desemprego, subemprego,
precariedade de condições de trabalho, entre outros.
O debate que se apresenta inicia problematizando a questão social na
contemporaneidade, suscitando à discussão a questão do uso retroativo da repressão aos
segmentos considerados perigosos para a “segurança” demandada pelasociabilidade do
capital. Consideramos tratar-se de atuações que tiram de cena uma questão política de
reconhecimento público, deixando pulverizações de problemas sociais reprimidos pelo
bloco coercitivo do Estado, à volta da polícia como encaminhamento interventivo.
Segue destacando o deslocamento de responsabilidades, muito mais privadas que
públicas. Em vez do Estado, responsabiliza-se a sociedadecivil e os próprios indivíduos
pelo enfrentamento das mazelas oriundas pela sociabilidade do capital. Além do retrocesso,
há o desconhecimento das responsabilidades travadas pelos sujeitos políticos. É melhor
trabalhar com categorias, como vagabundos, miseráveis, pauperizados, traficantes. Isso
obstaculiza o trato da temática partindo de requisições do capital, sobretudo sob uma ótica
declasse, fetichizando em estigmatizações a situação dos sobrecarregados, terceirizados,
precarizados, desempregados, como os de longa duração, entre outras singularidades
contemporâneas da exploração do capital.
Prossegue procurando suscitar se o trato pulverizado a determinadas situações pode,
de fato, ser considerado um modo de enfrentamento da questão social. Questão ou não
questão, e osocial? Há uma nova questão social, ou há elementos novos nessa questão,
diga-se de passagem, gerados por essa mesma sociabilidade do capital? Enfim, essas são
algumas questões cujos argumentos deixamos ao debate. Finalmente, apresentamos as
considerações finais, seguidas pela bibliografia recorrida no trato da temática.
1. A CONTEMPORANEIDADE DA QUESTÃO SOCIAL

Uma das questões peculiares aonosso tempo refere-se ao trato da questão social, ou
não questão, sob a via da criminalização, à volta da polícia como meio de sua intervenção.
Diríamos que o trato da questão social se contemporaneiza, reciclando a noção de classes
perigosas, não mais laboriosas, sujeitas à repressão e à extinção, como expressa Iamamoto
(2001). A autora aponta duas formas de intervenção na questão social...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Questão de agrotóxicos e agricultura contemporânea
  • Salsichas, uma questão contemporânea.
  • A questão da criatividade na arte contemporânea
  • Questao social
  • Questão social
  • Questão social
  • Questão social
  • Questão Social

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!