Qualificação e Educação: Reconstruindo Nexos e Inter- relações

Páginas: 6 (1372 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
Universidade do Estado da Bahia
Curso: Especialização em Metodologia de Ensino Para Educação Profissional
Disciplina: Educação e Trabalho
Professor(a) Cursista: Carlos Antonio Brito Tiano
Texto: Qualificação e Educação: Reconstruindo Nexos e Inter- relações
Autora: Silvia Maria Mandredi

Em virtude do cenário competitivo atual os setores empresariais têm cada vez
mais investidos naqualificação e no desenvolvimento das competências dos seus
trabalhadores, que passou a ser um instrumento estratégico para se obter vantagem num
mercado tão competitivo. Segundo Harbison (1974, p.153) estes investimentos possuem
elementos qualitativos e quantitativos, isto é, a formação de capital humano implica não
apenas gastos de educação e adestramento em sentido estrito, mas também o cultivode
atitudes favoráveis à atividade produtiva.
Com a necessidade de se planejar e racionalizar os investimentos do Estado, no
que diz respeito à educação escolar, visando, no nível macro, garantir uma maior
adequação entre as demandas dos sistemas ocupacionais e o sistema educacional surge a
“Teoria do Capital Humano”, concebida como uma inversão em benefício do homem e
de seu desenvolvimento,como um recurso criador e produtivo, que inclui a inversão por
parte da sociedade na educação escolar, inversão no adestramento dos empregadores e
inversão de tempo e dinheiro por parte dos indivíduos para o seu próprio
desenvolvimento.
A concepção de qualificação nasceu associada à concepção de desenvolvimento
socioeconômico nos anos 50 e 60, devido às transformações ocorridas na sociedadebrasileira, em decorrência das mudanças técnico-organizacionais na esfera do trabalho.
Desta forma faz ressurgir debates relativos a temas e problemas que nos remetem às
relações entre trabalho, qualificação e educação, especialmente a formação profissional.
Para a autora (MANFREDI, 1998, p.27) a noção competência já existia no Brasil
no campo da lingüística e das Ciências da Cognição desdeos anos 70, no entanto faz
um destaque de quando esta passa a ser incorporada pelos empresários chamando a
atenção para a maneira como estes passam a incorporar tal conceito.
Esta concepção de qualificação hegemônica que existe há mais de três décadas,
tem como matriz o modelo definido a partir da posição a ser ocupada no processo de
trabalho e previamente estabelecida nas normasorganizacionais das empresas, e está
ancorada no modelo taylorista/fordista, que visa o aumento da qualidade de seus
produtos e serviços, e que entra em crise com a reorganização do sistema capitalista por

intermédio da adoção de sistemas de produção flexíveis e da criação de novas formas de
organização do trabalho.
Na ótica do modelo (taylorista/fordista), a qualificação é concebida como sendo
aoposto de trabalho e não como um conjunto de atributos inerentes ao trabalhador e
para que isto ocorra e estes níveis sejam alcançados pelas empresas é necessário fazer
uso de tecnologias de gestão e produção mais recentes e inovadoras existentes no
mercado para que possam trazer uma excelência nos processos e tarefas realizadas no
seu dia-a-dia.
Para garantir o sucesso da produção em massa nosmodelos fordistas, exigia-se
uma postura altamente técnica e especializada ao trabalhador. Já nos modelos flexíveis
de produção, do trabalhador exigia-se uma requalificação, em função das alterações na
tecnologia empregada na produção, assim como a presença de características de ordem
subjetiva, como abertura a mudanças, capacidade de assumir riscos continuamente,
criatividade e flexibilidade.O problema da qualificação dos trabalhadores não preocupou somente os
teóricos e gestores do capital, muito pelo contrário, os críticos do capitalismo e
defensores do trabalho têm discutido questões relativas à qualificação e formas de
organização, e para alguns autores contemporâneos, baseados na tradição marxiana, as
concepções de qualificação têm sido construídas tomando-se o trabalho...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Inter- relações da Educação Física
  • Inter-Relações da Educação Física
  • Reflexões sobre as inter-relações entre arte, educação e a cultura visual
  • Relações Inter-Específicas
  • Relações inter pessoais
  • As inter-relações dos fatores de sucesso
  • Inter- Relações sobre a natação
  • Relações Inter-Áreas em jogos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!