Psicose e mediação de conflitos

Páginas: 13 (3128 palavras) Publicado: 15 de novembro de 2011
FACULDADE DOM BOSCO
CURSO DE DIREITO
DISCIPLINA DE PSICOLOGIA JURÍDICA

Título: Psicose e Mediação de conflitos
Jairo Vieira de Jesus

Partindo dos estudos de Jacques Lacan em seu livro Seminário 3 – As Psicoses, sobre a psicose, suas peculiaridades em comparação com a neurose e os procedimentos formais e habituais de mediação e arbitragem descritos na legislação regulamentadora e nocódigo de ética dos mediadores e ainda, na própria visão da sociedade em geral sobre a psicose, buscando encontrar a melhor forma do mediador/conciliador chegar a uma solução satisfatória num hipotético caso de conflito entre um ente psicótico e outro considerado ‘não-psicótico’. Ainda uma breve abordagem sobre possibilidade de cura e procedimentos clínicos para tratamento e a descrição da capacidadejurídica ou não de psicóticos.

Palavras-chave: Lacan, psicose, mediação.

Psicose

O termo psicose é utilizado em inúmeras situações e em diferentes sentidos. Na maioria das vezes, o mais comum é entendermos que se refere a um comportamento anormal, ou ainda como um medo ou pavor, que acomete várias pessoas ao mesmo tempo.

As definições em psiquiatria também são diversas. Écaracterizada por alterações psicológicas graves e muito mais comprometedoras que outros distúrbios, como é o caso da neurose.

A característica psicológica mais comprometida parece ser o juízo da realidade apresentado pelo paciente. A comunicação fica quase totalmente prejudicada, devido à incapacidade de reconhecer fatos e as relações entre eles. Há um distorcimento da realidade (delírio) ea fé plena nas fantasias, causando uma quase irredutibilidade a qualquer tentativa de argumentação lógica.

Podemos dizer que a psicose não se refere a uma doença específica,mas a um conjunto de doenças diferentes, que possuem sinais e sintomas semelhantes. A esquizofrenia é um dos quadros psicóticos de maior importância. As doenças afetivas, que se caracterizam por fases de depressão emania, podem também se apresentar como quadros psicóticos, mostrando os conteúdos afetivos da doença como características do delírio. Na fase depressiva, apresenta delírios de ruína, de culpa, prejuízo, morte, o paciente se sente responsável por grandes catástrofes mundiais, por guerras e desastres. Na fase maníaca, os delírios são de grandeza ou de poder. Os novos quadros psicóticos sãocaracterizados também por visões de situações fúnebres, por depressão, a pessoa pode chorar muito e ouvir vozes que podem ser de comando ou podem estar chamando pessoas que já morreram, além de outros delírios. A psicose pode aparecer em qualquer fase da vida. O autismo é um exemplo de uma psicose típica da infância que se caracteriza por um alheamento e pela falta de contato com as pessoas. Além do uso dedrogas, que podem causar sintomas psicóticos e do álcool pode causar alucinose alcoólica e o delirium tremens. Algumas doenças como tumores cerebrais e até a AIDS podem levar ao aparecimento da síndrome.

Clinicamente, a psicose é tratada com medicamentos e, em casos mais graves, a internação é inevitável, mesmo que se tenha como objetivo um tratamento rápido com alta precoce. Diz-se quehá período mínimo de internação, mas não há um período máximo, o que variará de acordo com a evolução do paciente, sua resposta diante do tratamento. O indivíduo psicótico não tem consciência do seu estado e, por este motivo, pode recusar a medicação. Esses detalhes reforçam a idéia da importância da intervenção da família até que o paciente possa tomar conta de si próprio.

AbordagemPsicanalítica (segundo Jacques Lacan)

O pensamento lacaniano não é apenas uma corrente, mas um sistema de pensamento que, a partir de um mestre que modificou a doutrina e a clínica freudiana, construiu novos conceitos e inventou uma técnica de análise diferente. Para Lacan, a psicanálise é uma prática que se utiliza da livre associação para chegar ao núcleo de cada ser. Sob o comando de uma visão...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Mediação de conflitos
  • Mediação de Conflitos
  • Mediação de conflitos
  • Mediação de Conflitos
  • mediação de conflito
  • mediação de conflito
  • mediação de conflitos
  • Mediação de conflitos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!