Psicologia .

Páginas: 28 (6822 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
FMU – Direito - Psicologia Jurídica - Prof. Dr. Leandro Feitosa Andrade

AULA 2 - Panorama da Psicologia Jurídica no Brasil

Bibliografia utilizada:
França, Fátima. Reflexões sobre psicologia jurídica e seu panorama no Brasil. Psicologia: Teoria e Prática – 2004, 6 (1): 73-80. (Internet)
Leal, Liene Martha. Psicologia jurídica: história, ramificações e áreas de atuação. Diversa. Ano I –número 2. pp. 171-185. jul./dez 2008. (internet)
Stankowich, Patrícia. Psicologia Jurídica: sua inserção na atualidade. Maceío : Revista Científica de Psicologia. Julho de 2008.
Altoé, Sônia. Atualidade em Psicologia Jurídica. Rio de Janeiro : Instituto de Psicologia da UERJ, 2009.
Amendola, Marcia Ferreira. A construção de uma Psicologia Jurídica : a constatações e críticas. Internet, 2009.DESTAQUES
Psicologia Jurídica como área emergente da Psicologia
Definições/objetivos
Objeto de estudo da Psicologia Jurídica
Objeto de estudo da Psicologia
Argumentos pró Psicologia Jurídica
Psicologia Jurídica e Direito: confluências
Sub-divisões da Psicologia Jurídica
DEFINIÇÕES/OBJETIVOS



Psicologia Jurídica

“O estudo, a partir da perspectiva psicológica, de comportamentoscomplexos de potencial interesse do jurídico, e os efeitos de sua descrição, análise, compreensão, crítica e eventual atuação sobre eles, em função do jurídico” – Popolo (1996).

Adoção do termo Psicologia Jurídica:
Termo mais abrangente. Refere-se ao Direito. Incluindo tanto os procedimentos que ocorrem nos tribunais quanto aqueles que são frutos da decisão judicial.
Psicologia Forense
¨relativoao foro judicial; relativo aos tribunais”.
Foco na perícia e na elaboração de laudos.

Psicologia Judiciária
Estudar, analisar e atuar nas situações que ocorrem dentro dos fóruns, tribunais e cartórios em geral sob a perspectiva psicológica. As atividades dos profissionais e doenças relacionadas às atividades no judiciário (excesso de trabalho, dilemas éticos, perfil profissional).Psicanálise forense
Ramo de estudo da Psicologia Jurídica, que tem o objetivo traçar estudos relacionados entre as leis vigentes e a mente humana tendo como referência a teoria psicanalítica.

OBJETO DE ESTUDO DA PSICOLOGIA JURÍDICA
“O comportamento humano de interesse na inter-relação entre o Direito e a Psicologia”.

OBJETO DE ESTUDO DA PSICOLOGIA

PSICANÁLISE – inconsciente
BEHAVIORISMO –comportamento
GESTALT – percepção
HUMANISMO – desenvolvimento humano

Subjetividade
“O modo como o ser humano se relaciona com o mundo e consigo mesmo.”
“A subjetividade representaria as diferentes expressões de como somos afetados pelo mundo” (Naffah Neto, 1995).
“A subjetividade é a síntese singular e individual que cada um de nós vai construindo conforme vamos nos desenvolvendo evivenciando as experiências da vida social e cultural; é uma síntese que nos identifica, de um lado, por ser única, e nos iguala, de outro lado, na medida em que os elementos que a constituem são experienciados no campo comum da objetividade social. Esta síntese –a subjetividade – é o mundo de idéias, significados e emoções construído internamente pelo sujeito a partir de suas relações sociais, de suasvivências e de sua constituição biológica; é, também, fonte de suas manifestações afetivas e comportamentais. (...)

(...) É o homem em todas as suas expressões,
as visíveis (nossos comportamentos) e
as invisíveis (nossos sentimentos),
as singulares (porque somos o que somos) e
as genéricas (porque somos todos assim)
– é o homem-corpo, homem-pensamento,
homem-afeto, homem-ação e tudo issoestá sintetizado no termo subjetividade”.
(BOCK; FURTADO e TEIXEIRA, 1999, p. 23).
“O desafio que a vida em sociedade apresenta não se limita a apontar uma única e simplificada explicação do “porquê”, em circunstâncias similares,
um homem mata,
outro socorre e
um terceiro finge que nada viu.
A explicação não pode estar em supostos instintos humanos, que tenderiam a dirigir sempre...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Psicologia ou as psicologias
  • A psicologia ou as psicologias
  • A psicologia ou as psicologias
  • A PSICOLOGIA OU AS PSICOLOGIAS
  • A psicologia ou as psicologias
  • Psicologia ou psicologias
  • A psicologia ou as psicologias
  • A psicologia ou as psicologias.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!