Psicologia nas organizaçoes

Páginas: 6 (1277 palavras) Publicado: 6 de abril de 2013
INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING - FACULDADE IBGM
CURSO DE GESTÃO EM RECURSOS HUMANOS









ANA CAROLINY MATTOS
MARIANA GOMES
CLEITON JOSÉ









PSICANÁLISE: AS EMOÇÕES NAS ORGANIZAÇÕES























RECIFE/2013



ANA CAROLINY MATTOS
MARIANA GOMES
CLEITON JOSÉ






PSICANÁLISE: AS EMOÇÕES NAS ORGANIZAÇÕESTrabalho apresentado ao Instituto Brasileiro de Gestão e Marketing – Faculdade IBGM, para obtenção parcial de nota na disciplina: Psicologia do Capital Humano, sob orientação da profª Ms. Fernanda Lima.


Turma: RH1AM – B MANHÃ










RECIFE/2013





1º. Fazer um resumo do 2º. Capitulo da apostila (Psicanálise:as Emoções nas Organizações).



As Emoções nas Organizações quer mostrar a importância do emocional dos colaboradores, afetos como o medo, o desejo, a agressividade entre outros, reflete no comportamento desse trabalhador podendo expressar a insatisfação pelo trabalho.

A Psicanálise que refere-se ao aparelho psíquico, que foi elaborado por Freud. Um método investigativo.Segundo Freud o aparelho psíquico tem três níveis de vida mental e três elementos de personalidade.

Níveis de Vida Mental

Consciente: é o nível que a pessoa está ciente de algo, que está sobre seu controle, que toma ciência do que está acontecendo no exato momento e que pode interferir.

Subconsciente ou pré-consciente: é o nível que a pessoa já vivenciou algo, um fato do passadoque está guardado na memória, que pode ser trazida pela consciência por meio da memória.

Inconsciente: é o nível que a pessoa não sabe da realidade, que ao decorrer da vida teve experiências frustradas que não deu certo e que no futuro interfere muito no seu comportamento, sendo que, a pessoa não associa, não traz a consciência, do verdadeiro motivo.

Obs.: Níveis de Consciente eSubconsciente, são de nosso conhecimento, temos consciência da realidade, e o Inconsciente não.

Elementos de Personalidade

Id: impulsiva e irracional do ser humano quer satisfazer seu desejo de imediato. Prazer.

Superego: determina moral, conduta e valores regidos pela sociedade.

Ego: é o equilíbrio entre o Id e o Superego, é direcionado pelo princípio da realidade.

OEgo é aquele que tenta amenizar a briga entre o Id e o Superego usando a razão. Mais se precisarmos de artifícios para equilibrá-los? Esses artifícios serão chamados de MECANISMOS DE DEFESA. É um mecanismo que mostra a realidade distorcida, porém ajuda na saúde mental e é uma maneira de descarregar o sentimento do dia-a-dia que não pôde ser colocado para fora em certo momento.

Os mecanismosde defesa são:

Atos Falhos: São trocas de lugares, nomes, e etc. Que podem indicar algum problema guardado no inconsciente.

Lapsos: são esquecimentos inconscientes de algo ou alguém que lhe incomoda, que não faz sentido naquele momento.

Sonhos: durante o sono ocorre o sonho, que vem cheio de desejo que às vezes não são aceitos pela moral. É o inconsciente se manifestando ese organizando. Nos sonhos tem as cenas em que lembramos que é o chamado de Conteúdo Manifesto, e por traz deste está o Conteúdo Latente que lembramos mais não sabemos exatamente o que é ou o significado.

Racionalização: são justificativas, desculpas dadas a si, para explicar algo que a própria pessoa queira algum impulso de desejo.

Projeção: é quando a pessoa tem algum desejo epassa para outra como se esse desejo fosse dela. Por algum motivo a pessoa não admitiu o desejo a si, e transfere para outra pessoa.

Reação de Conversão: são sintomas de alguma doença, dor de cabeça, náuseas, porém não é uma doença física e sim uma doença psicológica.

Doenças Psicossomáticas: são sintomas de alguma doença e neste caso existe a doença física. Emoções mal administradas....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Psicologia nas organizaçoes
  • Psicologia nas organizações
  • psicologia nas organizações
  • PSICOLOGIA NAS ORGANIZAÇÕES
  • Psicologia nas organizações
  • Psicologia das organizações
  • Psicologia nas Organizações
  • Psicologia nas organizações

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!