Psicologia na educação: contribuições da análise institucional para o processo pedagógico

Páginas: 5 (1013 palavras) Publicado: 26 de fevereiro de 2013
No texto “Psicologia na educação: contribuições da Análise Institucional para o processo pedagógico” de Tania Ribeiro Catharino, a abordagem a respeito das áreas da Psicologia e Educação, enquanto conhecimento e saberes teóricos e práticos claramente identificáveis, tem sua origem na crença de que a educação e o ensino podem melhorar sensivelmente com a utilização adequada dos conhecimentospsicológicos. Tal convicção, que tem suas raízes nos grandes sistemas de pensamento e nas teorias filosóficas anteriores ao surgimento da “psicologia científica”, foi objeto de múltiplas interpretações. Existem profundas discrepâncias quanto aos princípios que devem ser aplicados, em que aspecto ou aspectos da educação devem ser usados e, de maneira muito particular, o que significa exatamente aplicarde maneira correta à educação os princípios da psicologia.
O texto também levanta uma questão muito pertinente sobre as aptidões de cada indivíduo. Seriam elas naturais ou adquiridas? E esse é um dos pontos de onde partem a discussão sobre Psicologia do Desenvolvimento da Aprendizagem. Denominam-se teorias da aprendizagem, em Psicologia e em Educação, aos diversos modelos que visam explicar oprocesso de aprendizagem pelos indivíduos. De acordo com o pensamento comportamentalista, o objeto de estudo da Psicologia deve ser a interação entre o organismo e o ambiente. Embora o comportamentalismo (ou behaviorismo) tenha raízes bastante concretas, com princípios bastante importantes e bem estabelecidos na corrente comportamental, existe um conceito de “condicionamento operante”, que foilançado a partir de experiências com ratos em laboratório, utilizando um equipamento que ficou conhecido como Caixa de Skinner (em referência a seu criador, B. F. Skinner). Por esse conceito explica-se que, quando um comportamento é seguido da apresentação de um reforço positivo (recompensa) ou negativo (supressão de algo desagradável), a frequência deste comportamento aumenta. Esta teoria dodesenvolvimento da inteligência consiste em parte numa combinação das teorias filosóficas existentes à época, o apriorismo e o empirismo. Existem, também, experiências com crianças a partir do nascimento até a adolescência, que demonstram que o conhecimento não é totalmente inerente ao próprio sujeito, como postula o apriorismo, nem provém totalmente do meio que o cerca, como postula o empirismo. Oconhecimento seria construído através da interação do sujeito com seu meio, a partir de estruturas existentes. Assim sendo, a aquisição de conhecimentos depende tanto das estruturas cognitivas do sujeito como da relação dele, sujeito, com o objeto.
Muitos pensadores já relacionavam o meio externo com agente modificador do comportamento natural humano. Jean-Jacques Rousseau já dizia que “o homem nasce bome a sociedade o corrompe”. Essa concepção ambientalista na modelagem do comportamento diz inclusive que, o homem teria uma predisposição em certas habilidades, como a própria fala. Na visão inatista, é dito que a linguagem se desenvolve naturalmente nas crianças. Defende-se que os seres humanos nascem programados biologicamente para falar, assim como os pássaros para voar, por exemplo. O ambientecontribuiria para que as pessoas falem uma língua. As demais habilidades, a criança adquire por si só. Para isso, aciona inconscientemente um mecanismo cerebral que, supostamente, contém um conjunto de princípios válidos para todas as línguas humanas. A influência direta do ambiente externo é um fator primordial na formação do indivíduo.
Dentro desse conceito de que o ambiente influencia como umaespécie de força adaptativa, em nossa sociedade, a escola se prende a esse conceito justamente como formadora de cidadãos. E para isso, esta utiliza-se dos chamados sistemas de avaliação para apoiar esta função. A questão aqui não é a qualidade do papel das escolas, mas sim, em como atender a todos de forma eficiente, já que vivemos em uma sociedade heterogênea que tenta resumir toda a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ANÁLISE SOBRE AS CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA PARA A EDUCAÇÃO
  • Contribuições da Psicologia no Processo do Envelhecimento
  • “Contribuições da Psicologia para Educação”
  • Contribuições da Psicologia para Educação
  • Psicologia e Contribuições para Educação
  • CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA PARA A EDUCAÇÃO
  • CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA
  • Psicologia Institucional análise de filme

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!