Psicologia aplicada as organizações

Páginas: 6 (1279 palavras) Publicado: 17 de maio de 2012
FACULDADES INTEGRADAS DO EXTREMO SUL DA BAHIA
ALUNO: LUCIANO NERY DE SOUZA
DISCIPLINA: PSICOLOGIA
SEMESTRE: 3º ADM

PSICOLOGIA APLICADA AS ORGANIZAÇÕES
À medida que as pessoas estejam procurando cada vez mais informar-se sobre o assunto, as ciências comportamentais vêm deixando de se qualificar como aquele conjunto de conhecimentos voltados apenas ao estudo dos seres atípicos ou poucos comuns,tais como débeis mentais, ou neuróticos, os psicóticos ou gênios. É bem verdade que os indivíduos chamaram primeiramente a atenção em virtude de seus desvios de conduta, isto é, quando sua maneira de ser não se enquadrava na faixa daquilo que se chama de normalidade. O interesse das pesquisas sobre o assunto, no sentido de adotar um paradigma que pressupunha como de maior relevância a profilaxia dedoenças e dos desajustamentos em lugar de tão só cura-los ou reorientá-los. Passou-se então a estudar muito mais o ser normal em sua maneira natural de existir e se comportar. O interesse sobre o comportamento humano está presente em quase todas as áreas da vida de cada um e de todos nós ao mesmo tempo.
Finalmente, acabamos por concluir que muitas situações desagradáveis, tais comodesentendimentos, crises, frustações e problemas em geral, que chegam a envolver grandes grupos de pessoas, poderiam ter sido evitadas ou mais facilmente suplantadas se cada um conhecesse um pouco mais a respeito de si mesmo e dos outros. Um dos grandes objetivos pretendidos com o estudo da psicologia é a busca de formas mais saudáveis de vida para o ser humano. Se, por um lado, a era de estonteante avançotecnológico ainda nos fascina, por outro, chega a nos amedrontar, pois não raro as descobertas têm chegado a construir, sob certos aspectos, elementos disparador de dificuldades e desajustamentos para as pessoas.
Grandes e profundos problemas psicológicos parecem ter, na sua maior parte, origem no fato de que esse maravilhoso desenvolvimento industrial e técnico não resultou na correspondentesatisfação afetiva e emocional das pessoas que estão sob seus mantos. O homem contemporâneo, por uma serie de razões dele próprio, dos seus grupos sociais e do ambiente em que vive, tem apresentado, percentualmente um aumento daqueles estados conhecidos como de ansiedade e angústia. É notório que cada pessoa tenha uma tendência natural de considerar sua problemática individual de forma prioritária. É porisso que cada uma faz de si e de suas vidas o ponto de referência do universo no qual se encontra.
Aos poucos os cientistas do comportamento foram compreendendo que poderiam ajudar mais efetivamente as pessoas à medida que facilitassem que ela s mesmas se conhecessem. Isso poderia evitar-lhes sensações desconfortantes ao seu próprio respeito, como por exemplo, sentimentos de autoestima rebaixadospor sentirem que haviam falhado perante si mesmas. Nessas situações, o equilíbrio tão importante à capacidade de serem felizes inexiste pelo fato de não estarem elas mesmas capacitadas a atuar de forma consciente e produtiva na resolução dos seus próprios problemas. Ao servir-se de conhecimentos mais científicos a respeito de si mesmo, o individuo tem maior possibilidade de encarar-se de forma maisinteligentemente avisada, aumentado, assim, suas possibilidades de ser mais feliz, uma vez que tenha respondido de forma mais adequada às solicitações do ambiente no qual se vive.
Como ciência que visa ao estudo do comportamento humano, a psicologia é, hoje, mais acessível às pessoas em geral e seus conceitos de despiram de uma retorica cientifica de difícil apreensão, para retratar com maiorsimplicidade a realidade existencial do dia a dia de cada um. Na atualidade, grande número de pessoas já consegue detectar o momento preciso em que o auxilio de um especialista se faz necessário e, por iniciativa própria, antes que seus problemas se agravem, o procura, não se considerando erradamente como exemplos de pessoas fracas. Como no caso da doença física, a saúde psíquica deve ser...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Psicologia nas organizações
  • Psicologia nas organizaçoes
  • Psicologia nas organizações
  • psicologia nas organizações
  • PSICOLOGIA NAS ORGANIZAÇÕES
  • Psicologia nas organizações
  • Psicologia das organizações
  • Psicologia nas Organizações

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!