Projeto de Recomposição Florestal - Parque Uberaba

Páginas: 12 (2889 palavras) Publicado: 3 de junho de 2014
PROJETO DE RECOMPOSIÇÃO FLORESTAL DA
ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DO
PARQUE DA CIDADE
(setor Córrego das Lages)

O
BRÃ
LIL A
E KA
FOZ
RUA
O
INH
HAR
. BIL
END
AM
DID
CAN
RUA

CICLOVIA
CICLOVIA

BANCOS

PONTE EXISTENTE
BANCOS

CALÇADA

AVENIDA RANDOLFO BORGES JUNIOR

1. INTRODUÇÃO:
A legislação brasileira, através do Código Florestal (Lei nº 477/65),
prevê acompleta preservação de Matas Ciliares, que são classificadas como
Áreas de Preservação Permanente- APP. Suas características variam muito
dependendo da largura do curso de água, do solo e substrato, do relevo e da
vegetação. Esse código especifica a largura da APP que precisa ser mantida ao
longo de um rio, córrego ou lago. Ela é medida a partir do nível máximo da lâmina
de água.
Arecuperação ou a regeneração natural de uma Área de Preservação
Permanente - APP é um processo dinâmico, envolvendo diversos fatores, que se
processa de médio a longos prazos. Nesse sentido, quando se pretende
recompor formações florestais, é fundamental que se tenha em mente a
distribuição das espécies em determinada área. Ela é determinada pela
adaptação dessas espécies às condições da fitogeografia deuma dada
região. De posse desses dados, pode-se pensar em traçar um programa de
recuperação florestal já com a indicação das espécies a serem utilizadas e dos
modelos específicos de recomposição.
O objetivo deste projeto é a recuperação da Área de Preservação
Permanente – APP do Parque da Cidade (setor Córrego das Lages).
 Localização:
Parque da Cidade (setor Córrego das Lages) estálocalizado no início da
Av. Randolfo Borges Júnior, no trecho da Rua Cândida Mendonça Bilharinho até
a ponte de acesso ao Centro de Valorização Tecnológica – CVT na
UNIVERDECIDADE (FIG. 1) e possui uma área de aproximadamente 5 hectares.

Ponte do CVT

PARQUE DA CIDADE

Av. Randolfo Borges Júnior

Rua Cândida Mendonça
Bilharinho
Figura 1: Recomposição da Mata ciliar do trecho do Córregodas Lages.

 Descrição do local:
Em vistoria realizada pela Secretaria do Meio Ambiente de Uberaba –
SEMAM, na área do Parque da Cidade, constatou-se que a APP do Córrego das
Lages, afluente direto do Rio Uberaba, encontra-se degradada.
Os solos são argilosos, profundos (basalto) em sua maior parte (FIG. 2), e
em alguns pontos são barrentos e imperfeitamente drenados (FIG. 3).
Recomenda-serealizar o plantio de espécies de árvores e arbustos de
florestas mesófilas semidecídua, decídua e hidrófila.

Figura 2: Solos argilosos (basalto).

Figura 3: Solos Barrentos.

A cobertura vegetal (forração) predominante é o capim elefante (napier)
que possui um crescimento denso (tipo touceira) e agressivo, com ampla
propagação e germinação de suas sementes, com uma altura média de 2metros,
encontrando-se presente em cerca de 50% da APP (FIG. 4). Este capim está no
momento, evitando o desmoronamento dos taludes ao longo do córrego, mas ao
mesmo tempo, por falta de seu manejo, está impedindo a regeneração natural
das espécies florestais.
Recomenda-se realizar o manejo do capim elefante com a roçadeira
manual, mantendo sua altura entre 15 e 20 cm (FIG.5). Com estetratamento o
capim elefante emitirá novos perfilhos (FIG. 6 e 7), renovando seu ciclo biológico,
superando o seu efeito inibidor sobre a regeneração de árvores jovens, um
fenômeno chamado “alelopatia”. Por outro lado, eles protegem o solo, através de
suas folhas que formam uma cobertura e de suas raízes que seguram o solo,
evitando a erosão e contribuindo na conservação do solo.

Figura 4: Capimelefante (napier).

Figura 5: Capim elefante, emitindo novos perfilhos
(em primeiro plano).

Figura 6: Novos perfilhos.

Figura 7: Área de APP com o capim elefante
roçado no nível do chão.

As espécies florestais predominantes na APP do Parque da Cidade são as
leucenas e os angicos e em menor número o Guapuruvu (FIG. 8), pata de vaca,
oiti, mutambo (FIG. 9), ipês, espécies frutíferas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Projeto técnico de recuperação e recomposição florestal
  • Projeto do Parque
  • Roteiro para formulação de projeto florestal
  • PROJETO DE MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL
  • Projeto de parque de diversões
  • Projeto Parque vai a escola
  • Projeto Parque na Escola
  • Projeto parque ambiental sambaiatuba

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!