Proboscidea

Páginas: 6 (1323 palavras) Publicado: 5 de março de 2014
CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA – UNIARA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS






Karina
Rosana











TÍTULO























ARARAQUARA
2013
Sumário






















1. Características Gerais

A ordem Proboscidea (do grego proboskis - tromba) refere-se auma ordem de mamíferos placentários, do clado Afrotheria. São identificadas 175 espécies e subespécies de proboscídeos, considerando os representantes fósseis e atuais.
Atualmente, os proboscídeos são representados por uma única família, Elephantidae, com dois gêneros e três espécies, Loxodonta africana (elefante africano), Loxodonta cyclotis (elefante da floresta) e Elephas maximus (elefanteasiático). A esta família pertencem os extintos mamutes, cuja presença só foi registrada no continente sul-americano no ano de 2010.


Figura 1. Diferenças entre o Elefante asiático (Elephas maximus) e o Elefante
africano (Loxodonta africana).

Dentre as principais espécies de proboscídeos extintos pode-se levar em conta o Elefante Antigo (Elephas antiquus) que viveu no Período Quaternário,na época do Pleistoceno, na Europa. O Elefante Antigo era parente do atual Elefante Indiano, porém maior e alimentava-se de vegetais. Usava seu tamanho e força para se defender de predadores, como felinos e ursos. Foi extinto no final da Era do Gelo. O Mastodonte Americano (Mammut americanum) que viveu no Período Quaternário, na época do Pleistoceno na América do Norte. Era muito parecido com umMamute, mas era menor, tinha presas restas e a cabeça era menos larga. Assim como o Mamute, o Mastodonte Americano fez parte da mega Fauna Americana. Ele era predado por Tigres dente de Sabre. Foi extinto no final da Era do Gelo. O Mamute Imperial (Mammuthus imperator) que viveu no Período Quaternário, na época do Pleistoceno na América do Norte e Ásia. Foi o maior Proboscídeo descoberto até hoje.Chegava a 5 metros de comprimento e passava das 10 Toneladas. Foi extinto há aproximadamente 4.889 milhões de anos.
Os proboscídeos caracterizam-se pela presença de um nariz desenvolvido em forma de tromba. São animais herbívoros de grandes dimensões, embora em algumas zonas isoladas, como na Ilha de Malta, se tenham desenvolvido espécies anãs.
Os elefantes são os maiores vertebradosterrestres que existem na atualidade, seu peso quando adulto pode chegar a 12 toneladas e, em média, sua altura chega a 4 metros. Apesar do tamanho, são animais pouco agressivos. A exceção se aplica aos machos, durante o período reprodutivo, quando se tornam agressivos, em razão do aumento de testosterona.
São animais herbívoros, alimentando-se principalmente de folhas e frutos, cerca de 140 quilos aodia. Vivem em manadas de aproximadamente dez fêmeas e alguns filhotes, lideradas pela matriarca.
Devido ao seu porte, os elefantes têm poucos predadores. Exercem uma forte influência sobre as savanas, pois mantêm árvores e arbustos sob controle, permitindo que pastagens dominem o ambiente. Eles vivem cerca de 60 anos e morrem quando seus molares caem, impedindo que se alimentem de plantas.CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA: 
Reino: Animalia 
Filo: Chordata 
Classe: Mammalia 
Ordem: Proboscidea 
Família: Elephantidae

2. Características Biogeográficas

O elefante-asiático (Elephas maximus) habita a Índia e o sudoeste asiático, e o elefante-africano (Loxodonta africana) habita os territórios do Quênia, Tânzania e Uganda, na África. Ambos vivem em regiões de florestas e nas savanas.3. Características do Crânio

O elefante apresenta crânio tipo sinapsida que precisa ser muito grande de modo a formar um atalho para os músculos do pescoço e do tronco, porém é extremamente pneumatizado (díploe), compensando seu peso elevado.
O crânio destes animais contém grandes ondulações que reduzem o peso e um orifício central único onde insere-se a tromba, uma extensão flexível...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!