Princípios da contabilidade

Páginas: 5 (1158 palavras) Publicado: 30 de setembro de 2014
PRINCÍPIO DA PRUDÊNCIA
O Princípio da PRUDÊNCIA impõe a escolha da hipótese de que resulte menor patrimônio líquido, quando se apresentarem opções igualmente aceitáveis diante dos demais Princípios Fundamentais da Contabilidade. 
O Princípio da Prudência, durante muito tempo referido como convenção do Conservadorismo, procura reforçar a necessidade de se apresentar informação que reflita deforma adequada o Patrimônio Líquido da Entidade.
PRINCÍPIO DA PRUDÊNCIA “Objeto do Artigo 10 da Resolução 750/93 do CFC,o Princípio da PRUDÊNCIA
determina a adoção do menor valor para os componentes do ATIVO e do maior para os do
PASSIVO, sempre que se apresentarem alternativas igualmente válidas para a quantificação
das mutações patrimoniais que alteram o patrimônio líquido”. Nos trêsparágrafos que
integram o artigo, a resolução esclarece, como segue:
1º o Princípio da PRUDÊNCIA impõe a escolha da hipótese de que resulte menor
patrimônio Líquido, quando se apresentarem opções igualmente aceitáveis diante
dos demais Princípios Fundamentais de Contabilidade.
§ 2º observado o disposto no art. 7º, o Princípio da PRUDÊNCIA somente se aplica
às mutações posteriores, constituindo-seordenamento indispensável à correta
aplicação do Princípio da COMPETÊNCIA.
§ 3ºA aplicação do Princípio da PRUDÊNCIA ganha ênfase quando, para definição
dos valores relativa às variações patrimoniais, devem ser feitas estimativas que
envolvam incertezas de grau variável.
(2004) destaca que a aplicação do Princípio da Prudência – de forma a obterse
o menor Patrimônio Líquido, dentre aquelespossíveis diante de procedimentos alternativos
de avaliação – está restrita às variações patrimoniais posteriores às transações originais como
mundo exterior, uma vez que estas deverão decorrer de consenso com os agentes econômicos
externos ou da imposição destes. Esta é a razão pela qual a aplicação do Princípio da
Prudência ocorrerá concomitantemente com a do Princípio da Competência, conformeassinalado no §2º, quando resultará, sempre, variação patrimonial quantitativa negativa, isto é,
redutora do Patrimônio Líquido.
Diz ainda que a prudência deve ser observada quando, existindo um ativo ou
um passivo já escriturados por determinados valores, segundo os Princípios do Registro pelo
Valor Original e da Atualização Monetária, surge dúvidas sobre a ainda correção deles.
Havendoformas alternativas de se calcularem os novos valores, deve-se optar sempre pelo
que for menor do que o inicial, no caso de ativos, e maior, no caso de componentes
patrimoniais do passivo. Naturalmente, é necessário que as alternativas mencionadas
configurem, pelo menos à primeira vista, hipóteses igualmente razoáveis. A provisão para
créditos de liquidação duvidosa constitui exemplo de aplicaçãodo Princípio da Prudência,
pois sua constituição determina o ajuste, para menos de valor decorrente de transações com o
mundo exterior, das duplicatas ou de contas a receber. A escolha não está no reconhecimento
ou não da provisão, indispensável sempre que houver risco de não-recebimento de algumas
parcelas, mas, sim, no cálculo do seu montante.
Para que melhor se entenda esse princípio, éimportante lembrar que:
Os custos ativados devem ser considerados como despesa no período em que ficar
caracterizada a impossibilidade de eles contribuírem para a realização dos
objetivos operacionais da Entidade;
Todos os custos relacionados à venda, inclusive aqueles de publicidade, mesmo
que institucional, devem ser classificados como despesas;
Os encargos financeiros decorrentes dofinanciamento de ativos de longa
maturação devem ser ativados no período pré-operacional, com amortização a
partir do momento em que o ativo entrar em operação.
É importante considerar os limites quanto à aplicação deste Princípio. Acerca disso,
Icoloca que:
A aplicação do Princípio da Prudência não deve levar a excessos, a situações
classificáveis como manipulações do resultado, com a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Principios de contabilidade
  • Principios da contabilidade
  • Principios da Contabilidade
  • Princípios da Contabilidade
  • PRINCIPIOS DA CONTABILIDADE
  • principios da contabilidade
  • Principios da contabilidade
  • Princípios da Contabilidade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!