primeiras décadas depois da escravidão

Páginas: 37 (9116 palavras) Publicado: 31 de março de 2014
Capítulo VII
O FIM DA ESCRAVIDÃO
E O PÓS-ABOLIÇÃO

historia.pmd

171

11/5/2006, 10:09

172 Uma história do negro no Brasil

historia.pmd

172

11/5/2006, 10:09

Podemos dizer que, para a maior parte do mundo ocidental, o
século XIX representou a “era das emancipações”. Naquele século, a escravidão e as demais formas de trabalho forçado, como a
servidão na Rússia, foramcondenadas e extintas em várias partes
da Europa e das Américas. Na Europa, desde fins do século XVIII,
surgiram movimentos abolicionistas reivindicando o fim do tráfico e a extinção do trabalho escravo. Aqueles movimentos modificaram o posicionamento dos governos das grandes potências em
relação à escravidão em seus domínios coloniais. Por exemplo, foi
sob pressão dos abolicionistas que, em 1808,foi abolido o tráfico
transatlântico para as colônias inglesas do Caribe e, em 1834, foi
abolida a escravidão nessas mesmas colônias.
Sem dúvida, aqueles acontecimentos repercutiram no Brasil e
deixaram evidente que se havia quebrado o pacto entre as grandes
nações coloniais européias de defesa da escravidão. Repercutiu também a revolução escrava do Haiti. As elites brasileiras temiam queseus escravos fizessem o mesmo. Durante todo o século XIX, o
fantasma do “haitianismo” atormentou as cabeças de quem defendia e inspirou quem atacava a ordem escravocrata. Muitos críticos
da escravidão na primeira metade do século advertiam que se o tráfico e em seguida a escravidão não desaparecessem o Haiti poderia
repetir-se no Brasil. De fato, para os escravos brasileiros os acontecimentosdo Haiti tiveram outro significado, mostraram que era
possível sonhar com o fim da escravidão.
Mas foi na segunda metade do século XIX, especialmente
depois da proibição do tráfico, em 1850, que o debate sobre a

Na Inglaterra, a primeira reação contra a escravidão
ocorreu na segunda metade do século XVIII, partindo
de uma seita protestante radical, os Quakers. Eles consideravam a escravidãoum pecado e não admitiam que
um cristão pudesse tirar proveito dela. Em 1768, enviaram ao parlamento uma solicitação pedindo o fim do
tráfico de escravos. Pouco depois, John Wesley, o fundador do movimento metodista, pregou contra a escravidão afirmando que preferia ver as colônias inglesas do Caribe naufragarem do que manter um sistema
que “violava a justiça, a misericórdia, a verdade”. Em1787, um grupo militante chamado Os Santos (The
Saints), liderado por William Wilberforce, organizou a
Sociedade Antiescravista (Anti-slavery Society). Graças
às pressões dessa sociedade, contra os interesses
escravistas das cidades de Liverpool e Bristol, foram
abolidos o tráfico em 1807 e a escravidão em 1834.
Com este último ato foram libertos 776 mil escravos,
mantidos porém sob umregime de “aprendizado”. Sob
pressão dos libertos o aprendizado foi abolido em 1838
e a liberdade definitiva conquistada.

Uma história do negro no Brasil 173

historia.pmd

173

11/5/2006, 10:09

abolição da escravidão se intensificou no Brasil. Para boa parte
das elites brasileiras ficou evidente que o fim do tráfico teria como
conseqüência lógica o fim do cativeiro. Acreditavam quecom os
altos índices de mortalidade da população escrava, e sem possibilidade de renová-la por meio do tráfico, a escravidão desapareceria em algumas décadas. A partir de então, a elite política e as organizações de agricultores passaram a projetar e a colocar em prática a substituição de mão-de-obra escrava por colonos europeus
ou asiáticos. Buscou-se também transformar os escravos emtrabalhadores livres.
Desde meados do século XIX, a escravidão no Brasil vinha
sofrendo transformações significativas. Deu-se o declínio acentuado da população escrava nas cidades por causa da transferência
de cativos para as áreas rurais. Em algumas províncias do Norte e
do Nordeste houve diminuição significativa da população cativa
em decorrência da maior demanda de trabalho nas lavouras de
café...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • primeiras decadas apos a escravidão
  • Nas primeiras decadas do seculo XVI
  • primeiras décadas do segundo reinado
  • A infância de Teresina na primeiras décadas
  • O legado da Primeira Década do Milênio
  • As transformações das primeiras décadas do século xx
  • As transformações das primeiras décadas do século XX
  • Livro : comentários à “primeira década” de tito lívio

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!