prevalencia de desordens musculoesqueletica em fisioterapeutas

Páginas: 17 (4035 palavras) Publicado: 20 de setembro de 2013
Anuário da Produção
Acadêmica Docente
Vol. 4, Nº. 7, Ano 2010

PREVALÊNCIA DE DESORDENS
MUSCULOESQUELÉTICAS RELACIONADAS AO
TRABALHO EM FISIOTERAPEUTAS DA CIDADE
DE TAUBATÉ

Ronald Nascimento Gonçalves
Faculdade Anhanguera de Taubaté
ronaldfisio@ig.com.br

Nataly V. Santos de Andrade
Faculdade Anhanguera de Taubaté
nataly@usp.br

Simone Karina Alves Germano
Faculdade Anhanguerade Taubaté
simka@ig.com.br

RESUMO
Desordens Musculoesqueléticas Relacionadas ao Trabalho são comuns
em algumas profissões e foram analisadas, neste estudo, em
profissionais de fisioterapia, que são apontados como portadores deste
quadro, devido às atividades desenvolvidas durante o seu trabalho. A
pesquisa caracterizou-se como um estudo quantitativo epidemiológico,
transversal edescritivo, que teve como objetivo correlacionar a área de
atuação do fisioterapeuta, tempo de exercício da profissão e a faixa
etária com os sintomas de desordens musculoesqueléticas relacionadas
ao trabalho, em profissionais da cidade de Taubaté – SP. Visando
identificar provável problemática foi utilizado um questionário autoaplicável traduzido e adaptado do original Standardized NordicQuestionnaire. A pesquisa permitiu concluir que as desordens
musculoesqueléticas relacionadas ao trabalho são uma realidade entre
os fisioterapeutas, haja vista que 22 (78,57%) dos analisados
apresentaram essas desordens, e que existe uma relação entre a área de
atuação, tempo de exercício da profissão e faixa etária com os sintomas
de desordens musculoesqueléticas relacionadas ao trabalho.Palavras-Chave: fisioterapeuta; desordens musculoesqueléticas; trabalho; dor.

ABSTRACT

Anhanguera Educacional Ltda.
Correspondência/Contato
Alameda Maria Tereza, 2000
Valinhos, São Paulo
CEP 13.278-181
rc.ipade@unianhanguera.edu.br
Coordenação
Instituto de Pesquisas Aplicadas e
Desenvolvimento Educacional - IPADE

Musculoskeletal disorders relates with the work are more common in
someprofessions and were analyzed, in this study, in physiotherapists,
because of this developed during the work. The research characterizes
like as a quantitative, epidemiological, transversal and descriptive. The
aim of this study was correlated the physiotherapist area actuation,
professional exercise time and age with the musculoskeletal disorders
symptoms, in professionals in the Taubate city.The Standardized
Nordic Questionnaire was used. The conclusion of this research that the
Musculoskeletal disorders relates with the work are a reality among the
physiotherapists, whose 78.57% of this professionals were affected.
There is a relationship between actuation area, professional exercise
time and age with the musculoskeletal disorders symptoms. This
research can contribute toadoption of the prevention program and safe
care among physiotherapists and to security awareness of the
functional problem and healthy problem.
Keywords: physiotherapist; musculoskeletal disorders; work; pain.

Artigo Original
Recebido em: 08/04/2009
Avaliado em: 18/06/2010
Publicação: 30 de março de 2011

9

10

Prevalência de desordens musculoesqueléticas relacionadas ao trabalho emfisioterapeutas da cidade de Taubaté

1.

INTRODUÇÃO
As Desordens Musculoesqueléticas Relacionadas ao Trabalho (DMRT) podem ser
definidas como manifestações ou síndrome que se instalam insidiosamente em
determinados segmentos do corpo em conseqüência do trabalho realizado de forma
inadequada (ANAMT, 1998).
Não há uma causa única e determinada para a ocorrência de DMRT. A literatura
mostraque são vários os fatores existentes, como: movimentos contínuos, manutenção de
posturas inadequadas por tempo prolongado, esforço físico constante, trabalho muscular
estático, etc. Para que esses fatores possam ser considerados de risco para a ocorrência de
DMRT é importante que se observe sua intensidade, duração e freqüência (MINISTÉRIO
DA SAÚDE, 2002).
No Brasil, os primeiros casos de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • PREVALÊNCIA DE DISFUNÇÕES UTERINAS ATRAVÉS DE DESORDENS MECÂNICAS SACRAIS
  • Prevalência de dores musculoesqueléticas em motoristas de caminhão e fatores associados
  • FISIOTERAPEUTA
  • fisioterapeuta
  • FISIOTERAPEUTA
  • fisioterapeuta
  • Fisioterapeuta
  • fisioterapeuta

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!