Preconceito linguístico nas escolas públicas brasileiras

Páginas: 9 (2247 palavras) Publicado: 29 de setembro de 2012
Preconceito linguístico nas escolas públicas brasileiras
Pricila Vieira
PUC-GO.

Resumo: Este artigo aborda os sérios problemas que a educação pública brasileira tem enfrentado ao longo dos anos e como os alunos sofrem preconceitos de teor lingüístico por terem sua forma de comunicação considerada não padrão. A linguagem e a cultura da classe dominante são impostas de maneira brusca e aclasse dominada passou a ser inferiorizada num ambiente em que não deveria ser: A escola. O desejo aqui é compartilhar e entender que não se trata de deficiências, mas de variações e que nossa língua, o português, é rica em diversidade e isso sim, se trata de orgulho e não pode ser usada como uma forma de discriminação de classes sociais.

Palavras-chaves: Preconceito; linguagem; escola; línguaestrangeira.

Introdução

Não é implícita a demonstração de preconceito lingüístico dentro de instituições que se dizem educacionais e que desvalorizam a linguagem das massas populares. Sobre o assunto é importante ressaltar que essa discriminação existe desde o início da escola no Brasil, quando a educação era destinada às classes mais favorecidas e por isso privilegiava a cultura e a linguagemdelas. Em todo caso, o que se discute é até que ponto é possível considerar deficiente a linguagem de uma determinada classe social ou como julgá-la apta ou não para aprender uma língua estrangeira.
Em relação ao preconceito lingüístico existente nas escolas é discutível se ele está diretamente ligado ao fracasso dos alunos de classe baixa, que tem uma linguagem restrita, já que a linguagemadotada nas instituições de ensino é a linguagem elaborada, ou seja, a das classes dominantes. Com isso surge a dúvida se o fracasso é do aluno ou da escola.
Sobre a falta de aptidão para aprender língua estrangeira, alguns pesquisadores concordam que na verdade existe é a falta de motivação. Os professores já chegam ao ambiente escolar com uma idéia errada do aluno, como se ele não fosse capaz deaprender outro idioma já que tem dificuldade até mesmo em sua língua materna. Ora, se o próprio professor se comporta dessa forma e mesmo que essa idéia não seja explícita, o aluno capta esse pensamento e com isso seu rendimento escolar é comprometido. A partir daí surge também o preconceito cultural, do qual as camadas populares são vítimas.
Este trabalho tem como objetivo analisar e compreender aorigem dos problemas escolares que fazem com que a educação no Brasil tenha poucos avanços e haja tão pouco preparo da parte dos professores em relação aos alunos de classes desprivilegiadas. É preciso entender também o motivo que leva esses alunos a sofrerem tanto preconceito por causa da sua maneira de comunicação e da sua dificuldade no aprendizado de uma língua. Nosso país possui granderiqueza cultural, no entanto a cultura de uma sociedade de classe mais baixa é discriminada enquanto a cultura da elite é imposta de forma brutal.

1 PRECONCEITO NA LÍNGUA FALADA

A língua falada é um saber natural que o ser humano adquire convivendo com seus familiares e com uma sociedade. Entre suas inúmeras utilidades, é possível afirmar que através da língua conseguimos identificar a quegrupo social um indivíduo pertence.
Numa sociedade dividida em classes, onde nitidamente distingue-se a classe dominante da classe dominada, não é incomum ver diferenças culturais e lingüísticas separando uma classe da outra. Essa separação tem como conseqüência a discriminação da classe dominada que tem sua linguagem e sua cultura consideradas inferiores. Essa discriminação é claramente observadano ambiente escolar, onde a desigualdade deveria ser combatida. O que é visto nas escolas são a desvalorização e a marginalização das classes baixas. As diferenças são tratadas como deficiências e a escola acaba censurando a linguagem das camadas populares causando o fracasso e a evasão escolar.
A fala, por ser uma poderosa ferramenta de comunicação que o ser humano possui, não deveria ser alvo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O preconceito linguístico presente na educação brasileira
  • As variantes lingüísticas, a oralidade e o preconceito lingüístico na sociedade brasileira “o preconceito...
  • As variantes lingüísticas, a oralidade e o preconceito lingüístico na sociedade brasileira “o preconceito lingüístico”
  • O DECLÍNIO DA ESCOLA PUBLICA BRASILEIRA
  • O DECLÍNIO DA ESCOLA PUBLICA BRASILEIRA
  • A APLICAÇÃA O DO DOSVOX NAS ESCOLAS PÚBLICAS BRASILEIRAS
  • Educação integral nas escolas públicas brasileiras
  • Preconceito linguistico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!