Pré sal

Páginas: 10 (2376 palavras) Publicado: 21 de abril de 2013
Pré-sal e as possíveis desvantagens para a Baixada Santista

O pré-sal gera impactos para a Baixada Santista que apresentam um lado positivo, mas também tem suas desvantagens, como já é do conhecimento de todos.
por outro lado, cidades como Santos, Praia Grande, Cubatão, Guarujá, Itanhaém e São Vicente precisam se planejar de modo adequado o grande boom imobiliário previsto para os próximosanos, especialmente após o começo das operações da Petrobras com o término da construção da primeira das três torres da empresa no bairro do Valongo, em Santos, prevista para 2013.
Que a Baixada Santista vai crescer e muito com a exploração da camada pré-sal, não há dúvidas. Mas crescer para onde? O técnico em meio-ambiente e secretário de Gestão Ambiental do Partido Verde (PV), Paulo RobertoCastilho, alerta sobre os problemas cotidianos que isso trará. “Santos não tem mais para onde crescer. A superlotação de pessoas que virão para trabalhar tanto no pré-sal como nos grandes empreendimentos que estão sendo construídos vai afetar principalmente o trânsito”.
Para abrigar tanta gente que está por vir, novos prédios estão sendo erguidos visando o lucro que proporcionarão na região, o quecausa o fenômeno da verticalização da Cidade. Segundo Castilho, isso também será fonte de sérios problemas. “O movimento de muitas pessoas em um mesmo recinto causará um superaquecimento. Os edifícios contribuirão para isso, dificultando ainda mais a circulação de ventos tropicais”, explica.
No aspecto geral, segundo Roberto Castilho, os maiores alvos desta transformação regional serão as duasgerações que predominam em Santos: a juventude e a terceira idade. “Os jovens até que vão se beneficiar das oportunidades de emprego, mas os idosos sofrerão um impacto violento em seu cotidiano, tanto no trânsito como em simples idas ao mercado”.
Já o biólogo, ambientalista e vereador de Santos, Fabio Nunes, não vê esse reflexo tão negativo na região. “O que está acontecendo é um movimento de pessoasque estão indo embora porque acreditam que a cidade perdeu o que elas chamam de qualidade de vida. Em compensação, há gente fazendo hora extra para comprar um apartamento no 25° andar de uma torre”. Para ele, Santos já contava com muitos edifícios há tempos e os que estão por vir não mudarão muita coisa no clima que já existe na Cidade.
Para Fabião, como é conhecido, o fato de o novo Plano Diretornão ser punitivo, e sim mais restritivo quanto ao potencial de construção, alivia a preocupação em relação ao boom imobiliário. “Desde 1999, aqueles gabaritos de verticalização não existem mais, o que existe é uma alteração do potencial construtivo, ou seja, ao invés de você construir muita área, você diminuiu a construção”.
Exagero da mídia
A diretora do Ibama em Santos, Ingrid Oberg, tambémnão enxerga esta evolução como algo negativo. Para ela, haverá um aumento populacional sim, mas não como estão divulgando. “É um exagero por parte da mídia”.
Porém, quando a obra chegou ao fim, os operários ficaram sem emprego. Sem dinheiro, permaneceram em Macaé e contribuíram para um grave impacto ambiental, que triplicou o índice populacional sem ter estrutura suficiente para tal.
Apesar docrescimento visível, Fabião afirma que isso não causará o mesmo impacto carioca pela diferença infraestrutural, tampouco acarretará em mais moradias clandestinas construídas em áreas de risco. “O programa Santos Novos Tempos vai acabar com todas as palafitas em um prazo de até 15 anos”. Castilho discorda: “Já sou velho e ouço isso há alguns anos. As casas clandestinas existem há mais de 50 anos e achoque vai demorar muito tempo ainda para que elas sumam completamente”.
Assim como Fabião, ele não crê que Santos possa ter o mesmo destino de Macaé. Ainda assim, Castilho alerta para que não cometam o mesmo erro que os cariocas. “Os impactos negativos vão acontecer, isto é um fato. O que precisamos fazer é arranjar meios de amenizá-los. E isso vai depender de investimentos do Governo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • pre-sal
  • pré-sal
  • Pré
  • o pre sal
  • Pré-sal
  • pré-sal
  • Pre sal
  • Pre-sal

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!