Portugues 12ºano

Páginas: 31 (7740 palavras) Publicado: 20 de maio de 2012
Fernando Pessoa ortónimo
Síntese

Em Fernando Pessoa, há uma personalidade poética activa, designada de ortónimo, queconserva o nome do seu criador e uma pequena humanidade, formada porheterónimos, que correspondem a personalidades distintas.

No ortónimo, coexistem duas vertentes: a tradicional, na continuidade do lirismoportuguês, e a modernista, que se manifesta como processo deruptura. Na primeira,observa-se a influência lírica de Garrett ou do sebastianismo e do saudosismo,apresentando suavidade rítmica e musical, em versos geralmente curtos; na segunda,encontramos experimentações modernistas com a procura da intelectualização dassensações e dos sentimentos.

A poesia, a cujo conjunto Pessoa queria dar o título Cancioneiro, é marcada pelo conflitoentre o pensar e o sentir,ou entre a ambição da felicidade pura e a frustração que aconsciência-de-si implica.

Pessoa considera que a arte “é o resultado da colaboração entre o sentir e o pensar”.Daí a sensibilidade a fornecer à inteligência as emoções para a produção do poema.

Para exprimir a arte, o autor criativo precisa de intelectualizar o sentimento, o que podelevar a confundir a elaboração estética com umacto de “fingimento”. O poeta parte darealidade mas só consegue, com autêntica sinceridade, representar com palavras ououtros signos o “fingimento”, que não é mais do que uma realidade nova.

O fingimento artístico não impede a sinceridade, apenas implica o trabalho derepresentar, de exprimir intelectualmente as emoções ou o que quer representar.

O conceito de fingimento é o de transfigurar,pela imaginação e pela inteligência, aquiloque sente naquilo que escreve. Fingir é inventar, elaborar mentalmente conceitos queexprimem as emoções ou o que quer comunicar.

Entrar no jogo artístico, fingir ao exprimir as emoções, mas com toda a dimensão desinceridade, implica e explica a construção da poesia de ortónimo.

A dialéctica da sinceridade/fingimento liga-se à daconsciência/inconsciência e dosentir/pensar.

Fernando Pessoa não consegue fruir instintivamente a vida por ser consciente e pelaprópria efemeridade. Muitas vezes, a felicidade parece existir na ordem inversa dopensamento e da consciência.

Pessoa procura, através da fragmentação do eu, a totalidade que lhe permita conciliar opensar e o sentir. A fragmentação esta evidente, por exemplo, em
Meu coração é umpórtico partido,
ou nos poemas interseccionistas
Hora Absurda
e
Chuva Obliqua.

O interseccionismo entre o material e o sonho, a realidade e idealidade surge comotentativa para encontrar a unidade entre a experiência sensível e a inteligência.

O tempo, na poesia pessoana, é um factor de degradação, porque tudo é efémero. Issoleva-o a desejar ser criança de novo. Mas, frequentemente, opassado é um sonhoinútil, pois nada se concretizou, antes se traduziu numa desilusão.

Pessoa sente a nostalgia da criança que passou ao lado das alegrias e da ternura.Chora, por isso, uma felicidade passada, para lá da infância.

O ortónimo tem uma ascendência simbolista evidente desde os tempos de Orpheu e doPaulismo.
Resumo para o Exame Nacional 12º ano – Português Pagina 2

O fingimentoartístico

Para Fernando Pessoa, um poema “é produto intelectual”, e por isso, não acontece“no momento da emoção”, mas resulta da sua recordação. A emoção precisa de“existir intelectualmente”, o que só na recordação é possível.

Há uma necessidade da intelectualização do sentimento para exprimir a arte. Ao nãoser um produto directo da emoção, mas uma construção mental, a elaboração dopoemaconfunde-se com um “fingimento”.

Na criação artística, o poeta parte da realidade mas só consegue, com autenticasinceridade, representar com palavras ou outros signos o “fingimento”, que não émais do que uma realidade nova, elaborada mentalmente graças à concepção denovas relações significativas, que a distanciação do real lhe permitiu.

O fingimento não impede a sinceridade, apenas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • 12ºano
  • Sociologia 12ºano
  • Lusíadas 12ºano
  • Biotecnologia 12ºano
  • Imunização 12ºano
  • Resumo História 12ºano
  • Relatório fisica 12ºano 2.1
  • Resumos Biologia 12ºano

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!