Por uma gramática do português brasileiro: repensando o objeto de ensino das aulas de português

Páginas: 12 (2810 palavras) Publicado: 9 de outubro de 2011
FACULDADE DO NOROESTE DE MINAS

RÍSIA GUEDES OLIVEIRA

POR UMA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS BRASILEIRO: REPENSANDO O OBJETO DE ENSINO DAS AULAS DE PORTUGUÊS

Jequié
2009
RÍSIA GUEDES OLIVEIRA

POR UMA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS BRASILEIRO: REPENSANDO O OBJETO DE ENSINO DAS AULAS DE PORTUGUÊS

Artigo científico apresentado à Faculdade de Educação da FINOM, comorequisito parcial para obtenção do título de Especialista em Língua Portuguesa. Sob a orientação do Professor Mestre Orientador: Henrique Manhães.

Jequié
2009

A aula de português

A linguagem
Na ponta da língua
Tão fácil de falar
E de entender

A linguagem na superfície estrelada das letras
Sabe lá o que ela vai dizer?

Professor CarlosGóis, ele é quem sabe
E vai desmatando
O amazonas da minha ignorância.
Figuras de gramática, esquipáticas
Atropelam-me, aturdem-me, aturdem-me, seqüestram-me,

Já esqueci a língua em que comia
Em que pedia para ir lá fora,
Em que levava e dava pontapé.
A língua, breve língua entrecortada
Do namoro com a prima.

O Português são dois; o outro,mistério.
(C. Drummond de Andrade, Esquecer para lembrar. Rio de Janeiro: Record,1970).

POR UMA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS BRASILEIRO: REPENSANDO O OBJETO DE ENSINO DAS AULAS DE PORTUGUÊS
1
Rísia Guedes Oliveira

RESUMO

Este artigo aborda sobre o porquê da necessidade de seproduzir uma gramática do português brasileiro. Com base no fenômeno das variações linguísticas e de que a fala e a escrita baseia-se num problema social. Partindo do pressuposto de que existe uma demanda social por regras, por normas. Nota-se que os alunos têm dúvidas, na hora de produzir um texto mais elaborado, recorrendo assim aos compêndios da gramática normativa, tradicionalíssima, queapresenta diversos problemas e que há muito desapareceu da atividade lingüística efetiva dos brasileiros, inclusive dos chamados de “cultos”. Busca-se, por meio de levantamentos, o porquê de se ter uma gramática para a fala do brasileiro. No que se refere a norma culta, pretende-se levantar a questão oralidade e ampliar as discussões e reflexões de como trabalhar em sala de aula sobre a língua e suasvariedades. Discutiremos aqui a visão dos gramáticos que não deduzem o funcionamento real da língua, ou seja, as chamadas “transgressões” da norma padrão.

Palavras-chave: gramática; variação lingüística; norma culta; português brasileiro.

Introdução

Existe uma tradição na área educacional que sempre negou a existência de uma pluralidade de normas lingüísticas dentro do universoda língua portuguesa: a própria escola muitas vezes não reconhece que a norma padrão culta é apenas uma das muitas variedades possíveis no uso do português e rejeita de forma intolerante qualquer manifestação lingüística diferente, tratando os alunos como defeituosos lingüísticos. Marcos Bagno argumenta que falar er-

_________________________________
1 Pós Graduando em Língua Portuguesa,pela FINOM ( Faculdade do Noroeste de Minas) e Graduada em Letras vernáculas pela UESB ( Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia) – 2008. Email – risia_lf@hotmail.com

.
rado e o que pode parecer erro no português não-padrão tem uma explicação lógica, científica (lingüística, histórica, sociológica, psicológica).
Embora esse artigo se trate de algumas críticas com relação a gramáticanormativa, não há uma proposta de se jogar no lixo as gramáticas.Sempre há o que se aprender na leitura de uma obra escrita por um gramático, bem como o fato de que a norma culta é a utilizada em documentos oficiais e administrativos, em grande parte das matérias da maioria dos jornais e revistas, assim como em grande parte do noticiário de rádio e televisão. Outro motivo: é o nosso dialeto...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • plano de aula portugues ensino medio
  • Plano de aula
  • Para uma gramática de português
  • Plano de aula português ensino fundamnetal
  • Gramática Português
  • Português e gramática
  • Português e gramática
  • Gramática

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!