Por uma educaçao humanizadora

Páginas: 6 (1365 palavras) Publicado: 17 de maio de 2012
Por uma educação humanizadora

Desejamos, a partir do texto de Paulo Freire[1], reconhecer que o processo de desumanização é uma realidade histórica, factual e não meramente “algo natural”, “destino dado”, mas resultado de uma ordem injusta que nega a possibilidade do “SER MAIS”, abrindo a possibilidade de afirmar que o que é não deveria ser, e o que ainda não é deve ser.


Comofalar de humanização nesta sociedade onde reina a injustiça, onde o que conta é o dinheiro e o poder? É possível lutar pela libertação em tempos do triunfo do dogmatismo neoliberal, do capitalismo transnacional em processo de globalização? Quem são os responsáveis que irão pensar uma “práxis de libertação” a fim de construir novos momentos, normas ou instituições que possibilitem o enfrentamentoda vida com dignidade? A pergunta que se impõe é que práxis concreta devemos estar dispostos a realizar hoje.


Olhando a nossa realidade constatamos todo tipo de desumanização, seja de cunho racial, étnico e/ou sexual. Frequentemente, pelo mero fato de ser mulher, negro, indígena ou homossexual a dificuldade da vida se agrava. A vítima[2] não é simplesmente o ser humano, mas aquele quemais se parece ao não-homem, desfigurado em sua “vocação do SER MAIS”.


Acreditamos que na realidade descrita se exprime a negatividade mais grave da historia – a constatação das vítimas, da desumanização –, e se exprime uma esperança positiva – “a vocação do SER MAIS”, a luta pela humanização. Trata-se da relação que se produz entre a negação da corporalidade como ser vivente e humano,expressa no sofrimento, miséria, infelicidade, injustiça, analfabetismo, dos dominados e/ou excluídos e a tomada de consciência ético crítica destas negatividades como impossibilidade de reprodução ou desenvolvimento da vida a fim de que se possa julgar o sistema vigente como perverso, causador de opressão e dominação. A constatação destas negatividades demonstra a impossibilidade de produzir,reproduzir ou desenvolver a vida humana. Indica a falta do cumprimento das necessidades, mas é, ao mesmo tempo, a origem da consciência crítica. Desse modo da “não-consciência”, ou da “consciência ingênua”, emerge a consciência ético-crítica. A busca dessa superação sugere-nos a educação como um processo permanente.


É a partir da análise da própria história, dos acontecimentos dacotidianidade, que a vítima começa a tomar consciência crítica das injustiças que sofreu e que vem sofrendo. Pois, sem a consciência da negatividade[3], da desumanização – de explorados, encobertos, excluídos – não se conclui pela necessidade útil da luta, da organização e, sobretudo, a necessidade de ir construindo novas normas, atos ou instituições. O escândalo que se deve suprimir é a morte infligidainjustamente, não simplesmente a morte natural, como “destino dado”.


O reconhecer responsavelmente o outro, como sujeito autônomo, em sua corporalidade sofredora, é o processo de onde brota a possibilidade de libertação e de humanização. “Solidarizar-se não é ter consciência de que explora e ‘racionalizar a culpa paternalisticamente”[4]. Solidarizar-se é “sentir com” os outros suasnecessidades, fazendo-as nossas. Para quem se solidariza verdadeiramente a morte muitas vezes não é só conseqüência das limitações biológicas, nem do desgaste que produz para manter a vida, e sim conseqüência também da entrega por solidariedade (por amor) aos outros e àquilo que nos outros há de produto da injustiça. Quem se solidariza com as vítimas tem de estar disposto/a a entregar-se a elas e acorrer o mesmo destino. Oferecer a face pelo outro, perante o sistema, colocando-se em seu lugar substitutivamente – tal como o descreve fenomenologicamente Lévinas. Solidariedade que se concretiza na entrega, na gratuidade, numa constante luta para transformar esta sociedade em que vivemos numa sociedade mais justa e fraterna, onde a humanização aconteça e onde cada sujeito seja reconhecido...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Papel da creche na educação humanizadora das crianças
  • pedagogia humanizadora
  • Cuidar Express O Humanizadora Da Enfermagem
  • Expressão humanizadora da enfermagem
  • Economia Solid Ria Fundamento De Uma Globaliza O Humanizadora
  • Educação Educação
  • Educação
  • Educação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!