Por que diz-se que o pré-modernismo não é um estilo literário, propriamente dito?

Páginas: 5 (1248 palavras) Publicado: 1 de junho de 2013
Nesta atividade vocês deverão pesquisar sobre o Pré-Modernismo e responder, reflexivamente:

-Por que diz-se que o Pré-modernismo não é um estilo literário, propriamente dito?
-Por que ele reflete o momento político brasileiro?
- Com o que cada um dos autores abaixo contribui na reflexão do momento histórico brasileiro?
-Monteiro Lobato
-Lima Barreto
-Euclides da Cunha
-Graça Aranha-João do Rio
-Augusto dos Anjos

O pré-Modernismo não é considerado uma escola literária, porque é somente o período (1902-1922) antes do Modernismo de fato e no qual alguns escritores não adaptados inteiramente às propostas da modernidade, escreveram. Seu contexto histórico é marcado por manifestações sociais e regionais como A guerra de Canudos, o cangaço, a crise de misticismo nordestino, aRevolta contra a vacina, a Guerra do Contestado, o Ciclo da Borracha, a Revolta da Chibata, greves operárias e a República o Café com Leite. Delimitação: Teve início em 1902 com o lançamento dos livros Canaã e Os Sertões e termina com a semana da Arte Moderna em 1922. O Pré-Modernismo tem genericamente temas sociais, pois dispõe de uma faceta revolucionária, que capta as dificuldades do homem moderno,da realidade brasileira e reflete novos tipos como a República e os problemas gerados pela abolição da escravatura.
Monteiro Lobato: é um pré-modernista graças a duas características fundamentais presentes em suas obras: o regionalismo e a denúncia da realidade brasileira. Como regionalista atuou exibindo um Brasil rural, dando ênfase aos sentimentos, aos tons satíricos, aos costumes patéticos,a decadência e a característica de sua gente. Também criou um esboço do caboclo vagabundo, exibindo a imagem típica de um caboclo das regiões do interior brasileiro.
Também investiu sempre em espécie de metáforas do Brasil, narrando aventuras de seus personagens e de certa forma tentando conscientizar o publico infanto-juvenil sobre alguns dos problemas mais comuns enfrentados pela populaçãobrasileira.

Lima Barreto: o romance Triste Fim De Policarpo Quaresma é de grande contribuição de Lima Barreto para a literatura brasileira. Nele o autor representa os anos conturbados da 1ª República, com movimentos militares, revoltas e perseguições. A Figura central da obra é o major reformado Policarpo Quaresma, um nacionalista fanático que, vivendo fechado em seu gabinete, cercado de muitoslivros, acaba fazendo do Brasil uma imagem totalmente equivocada.Patriota estremado, sonha em poder resolver os problemas do país por meio da agricultura, mas, ao trabalhar no campo acaba entendendo que as terras não são tão férteis como diziam os índios. Ele propõe a valorização de nossos costumes, censurando a imitação das moedas estrangeiras, mas não encontra receptividade da parte de ninguém.Seu patriotismo o leva ao campo militar, incorporando-se voluntariamente ás tropas de Marechal Floriano Peixoto por ocasião da Revolta Armada.Mas tem nova desilusão: O Marechal não é o chefe que idealizara e seu destino é selado quando, após presenciar a escolha arbitrária de prisioneiros a serem executados, ele escreve uma carta a Floriano Peixoto denunciando a crueldade da repressão aosadversários. Assim devido a suas criticas, ele é preso e condenado ao fuzilamento pela ordem do próprio presidente, que tinha como argumento a traição de Quaresma, que era seu ídolo.
Euclides da Cunha: Considerada uma obra pré-modernista, o estilo de Os sertões é conflituoso, angustiado, torturado. Dá a impressão de sofrimento e luta. O autor faz uso de muitas figuras de linguagem, às vezes omite asconjunções (assindetismo), outras repete-as reiteradamente (polissindetismo). Ocorre, com freqüência, a mistura de termos de alta erudição tecno-científica com regionalismos populares e neologismos do próprio autor. Como contribuição às ciências sociais, encontra-se nesta obra de Euclides da Cunha a separação da nação brasileira entre os povos litorâneos e os interioranos. A compreensão de cada uma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Tecido conjuntivo propriamente dito
  • Estilos literários
  • Estilos Literários
  • Estilos Literários
  • Aquele que diz sim e aquele que diz não
  • Estilos Literários
  • Estilos literários
  • Tecido conjuntivo propriamente dito

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!