Politicas públicas de juventude

Páginas: 5 (1109 palavras) Publicado: 26 de março de 2013
POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE
*Hildete Emanuele Nogueira de Souza

“O político por vocação é um apaixonado pelo grande jardim para todos. Seu
amor é tão grande que ele abre mão do pequeno jardim que ele poderia plantar
para si mesmo. De que vale um pequeno jardim se à sua volta está o deserto?
É preciso que o deserto inteiro se transforme em jardim.”
Rubem Alves

Política é umapalavra cara e digna de respeito, antes de falarmos sobre qualquer temática que deriva dela é preciso parar um pouco e pensarmos de que política nós estamos tratando. Aprendemos na escola que política é bem comum, mas aprendemos nas atitudes mesquinhas de alguns representantes políticos que política é coisa suja, é jogo de interesses próprios, é relação superficial e falsa... É triste perceber que aspessoas não falam sobre política de forma diferente, porque não experimentaram a política como espaço da solidariedade, do diálogo e do bem-querer.
A juventude contemporânea tem inventado e reinventado vários jeitos de falar de política e de participar politicamente, não podemos ficar comparando a atual geração com as gerações anteriores, porque muitas vezes não valorizamos as iniciativas atuaisdas juventudes que são diferentes das outras, porém não são piores e nem melhores.
Política pública é uma responsabilidade do Estado que conta com a participação e o controle da sociedade civil, é sempre bom lembrar esse conceito, porque temos visto em nosso país muitas ações bacanas, mas que não deveriam ser de responsabilidade do movimento social ou das organizações não governamentais. Segundo anossa constituição é dever do Estado em parceria com a família e com a sociedade garantir a população, direitos fundamentais, como: saúde, moradia, educação, cultura, esporte, lazer, segurança, alimentação, profissionalização, dignidade, liberdade e respeito. No campo da juventude temos além da constituição, o estatuto da juventude que garante a esse segmento social alguns direitos específicos,mas precisamos pensar que a cidadania está para além de construção jurídica, é preciso pensá-la como lugar de relações e de construções coletivas.
O primeiro passo quando pensamos em política pública é olhar a realidade onde estamos inseridos, porque toda e qualquer ação política parte de uma necessidade real e concreta. Hoje temos visto a juventude inserida em várias situações que merecem umolhar mais cuidadoso, podemos citar três questões concretas: a violência, a falta de oportunidade no mundo do trabalho e a educação de péssima qualidade, esses são problemas que afetam a grande maioria da juventude brasileira, mas é claro que em cada realidade aparecerá problemas locais e específicos, precisamos ter claro que juventude não é uma coisa só e por isso a realidade juvenil é muito diversae plural, ainda mais num país continental como o nosso.
O segundo passo é pensar e projetar ações que possam solucionar os problemas identificados na construção da agenda. É importante lembrar que a participação popular é fundamental na primeira parte do processo, pois é quando listamos as situações mais complexas e elegemos aquelas que devem ser tratadas com prioridade. Nesse segundo momentotambém é muito importante que se tenha um olhar mais coletivo, porém é uma parte que necessita de uma contribuição mais técnica.
O terceiro passo é executar as medidas que foram pensadas para solucionar os problemas apontados, nessa fase do processo é imprescindível contar com os recursos necessários para tirar do papel o que foi pensado na fase anterior, sem recurso não tem como implementar umapolítica pública. Isso é fato e muitas vezes nos espaços que pensamos políticas públicas não se tem transparência do orçamento que podemos contar, essa é uma questão que trava a parte mais significativa do processo, porque não adianta consultar, debater, priorizar e projetar se não poderá se contar com o recurso necessário para a fase da execução. E o que temos visto no campo da juventude é que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A JUVENTUDE BRASILEIRA
  • evangélicos e políticas públicas de juventude
  • Juventude e políticas públicas no brasil
  • Estatuto da Juventude e as Políticas Públicas
  • Políticas públicas para a juventude
  • Juventude, politicas públicas e inserção no mercado de trabalho
  • Juventude na política
  • Juventude e Política

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!