Política e Planejamento Social: decifrando a dimensão técnico-operativa na prática profissional

Páginas: 287 (71717 palavras) Publicado: 13 de novembro de 2014
Gramática Contextualizada da Língua Portuguesa
Curso de Língua Portuguesa com o Prof.Marcondes Júnior
Palavras do Autor Este material não pretende defender determinada proposta teórica e,
sim, divulgar uma larga experiência didática acumulada ao longo dos anos de
prática docente. Ordenamos os fatos lingüísticos por meio de texto.
As bancas de concurso exigem que os bons candidatos sejamcapazes
de articular os níveis estruturais da língua sem limitações. Esse candidato
deve entender, portanto, que o encadeamento dos enunciados de uma
língua não se faz apenas consoante regras gramaticais, mas articulá-las é
imprescindível. Iremos recorrer sempre a um nível maior de abstração – o
texto – a fim de privilegiar o mecanismo de produção e intelecção das
inúmeras estruturas da língua etornar o estudo mais claro e eficiente.
Morfologia Contextualizada
Texto I
A questão proposta é a do acaso. Na tradição ocidental, o tema aparece
invariavelmente ligado a um outro, o da razão: o dos limites e do alcance da
racionalidade. Nem seria errôneo afirmar que o empenho maior para o
pensamento filosófico inaugurado na Grécia antiga resume-se em querer
vencer a sujeição ao acaso. Defato, um dos traços peculiares ao homem
primitivo está em deixar-se surpreender pelo acaso, em guiar-se pelo
imprevisível. Já o homem racional instaurado pelos gregos entrega-se, pela
primeira vez na história, a esse esforço descomunal e decisivo para a
evolução do Ocidente, de tentar conjurar o mais possível as peias do acaso,
estabelecendo as bases para um comércio racional do homem com oseu
meio ambiente; mais precisamente: a postura racional passou a designar, de
modo gradativo, um comportamento de dominação por parte do homem,
elaborando racionalmente as suas relações com a natureza, o homem
terminaria abocanhando as vantagens de ver subordinada a natureza aos
seus desígnios pessoais.
(Gerd Bornheim. Racionalidade e acaso. fragmento)
Análise Morfossintática do Texto.Questão 1 - Julgue os itens seguintes.
(A) “A questão proposta é a do acaso” (l.1) pode-se afirmar que os
‘as’ são artigos.
(B) Na (l.9) o vocábulo ‘um’ generaliza o sentido do substantivo
comércio racional.
(C) Em ‘entrega-se, pela primeira vez na história, a esse esforço
descomunal’ (l.6) o ‘a’ que antecede o pronome demonstrativo é
um artigo facultativo.
(D) Na (l.11) as duas ocorrênciasdo ‘a’ em: ‘subordinada a natureza
aos seus desígnios pessoais’, pode-se afirmar que desempenham
a mesma função morfossintática.
Resoluções Comentadas
Questão 1.
(A) Falso. O primeiro ‘a’ é artigo e determina ‘questão’. Já em ‘a do
acaso’, temos um artigo com valor de pronome demonstrativo =
aquela.
‘A questão proposta é a (aquela questão) do acaso’.
Dica: Os artigos podem ter valor depronome demonstrativo e
para reconhecê-los substitua por = aquele(s), aquela(s), aquilo(s).
Ex. Citei as provas da Esaf, e não às da FGV. (= aquelas provas da
FGV)
►Saiba Mais
- O que é análise morfológica: é o estudo das classes gramaticais, das
estruturas das palavras.
- De acordo com a NGB, são dez as classes gramaticais, embora a interjeição,
vocábulo-frase, fique excluída dessa relação.O que é a Nomenclatura Gramatical Brasileira – NGB? Nomenclatura
Gramatical organizada por comissão de professores designada pelo
Ministério da Educação e Cultura, em abril de 1957. Entrou em vigor nas
escolas a partir do ano de 1959.
Classes Morfológicas
- Classes Variáveis: numeral, artigo, verbo, adjetivo, substantivo, pronome.
Memorize assim: NA VASP
As classes são variáveis, poisflexionam principalmente em gênero e número.

Prof.Marcondes Júnior
- Classes Invariáveis: advérbio, conjunção, preposição, interjeição.
Memorize assim: A CPI
As classes são invariáveis, pois não flexionam em gênero e número.
Muita atenção nas Articulações Morfossintáticas:
- Função básica: verbo (transitivo ou intransitivo)
- Funções relacionais (conectivos): conjunções, preposição, verbo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • politica e planejamento Social: Decifrando a dimensão técnico-operativa na pratica profissional
  • Dimensão técnico-operativa do Serviço Social
  • A dimensão técnico-operativa do trabalho do assistente social.
  • A dimensão Técnico-operativa do Trabalho do Assistente Social
  • Dimensão tecnico-operativa da profissão Serviço Social
  • A dimensao tecnico operativa
  • dimensão o tecnico operativa
  • RESUMO DO TEXTO “A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVA DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL” – YOLANDA GUERRA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!