Polícia comunitária

Páginas: 8 (1755 palavras) Publicado: 26 de maio de 2011
Polícia Comunitária
A Polícia Comunitária no Rio Grande do Sul

A ordem pública no Estado do Rio Grande do Sul sempre foi uma missão institucional para a Brigada Militar desde a sua criação em 18 de novembro de 1837, com a denominação de Corpo Policial e com 19 Oficiais e 344 praças de pé ou a cavalo, em plena Revolução Farroupilha que havia iniciado em 1835, quando sua principalatribuição foi fazer a defesa da cidade de Porto Alegre, garantindo segurança a sua população junto com os municipais permanentes.
A Força tinha como finalidade “auxiliar as Justiças, manter a boa ordem, a segurança pública assim na Capital, e seus subúrbios, como nas Comarcas por destacamentos, não podendo ser distraída deste serviço, exceto no caso de invasão de inimigos”. (Lei Provincial nº7/ 1837)
Esta mesma Força passou por transformações incorporando novas denominações como Força Policial, Guarda Cívica, Corpo Policial e Brigada Policial, no curso das políticas e cenários vivenciados num Estado fronteiriço e beligerante.
As demonstrações de coragem, bravura, iniciativa, disciplina e corpo de tropa forjadas nas diversas batalhas em revoluções que eclodiram noEstado e no País criaram vultos, tradições e símbolos que fortalecem e glorificam esta corporação centenária.
O manuseio das metralhadoras, escopetas, revolveres, espadas, adagas e lanças, a pé ou a cavalo, sob comando de generais intrépidos e ousados, mostraram a perícia e construíram o perfil e a abnegação dos bravos integrantes desta milícia.
Em 1960, quando a Brigada Militar davaseus primeiros passos para o policiamento ostensivo, foi publicado pela Livraria Sulina, como coletânea policial militar, o Manual de Instrução Policial para os Destacamentos, elaborado por um jovem, genial e visionário oficial de cor negra, franzino e astuto, chamado Ten Luiz Iponema, hoje Coronel da Reserva e mestre em Segurança Empresarial, que ensinava, já naquela época, as formas deaproximação e de relacionamento da polícia com a comunidade, afirmando que esta era a bússola para atingir a eficácia na atividade de policiamento contra o crime. Este livro foi transformado em manual e distribuído para todos os membros da Corporação, com o aval do então Comandante Geral da Brigada Militar, Cel Diomário Moogen, expressando esta ordem em Boletim Geral n° 66 de 22 de março daquele ano.Em 1970, outro Oficial da Brigada Militar, Cel José Celi Filho após participar de um curso na Academia Internacional de Polícia em Washington, trouxe para o Estado novas estratégias que foram publicadas no seu livro intitulado “Policiamento Urbano” que fortaleciam o comprometimento com a responsabilidade territorial, seguindo-se, aí, uma leva de seguidores para aprimorar o policiamento derua que as polícias militares assumiram após a extinção das Guardas Civis.
Em 1972, o Cel Nilo Ferreira lançou e foi aprovado pelo Comandante Geral da Brigada Militar o Manual “Patrulheiro Urbano” que estipulava vários procedimentos na execução do policiamento, entre as quais a responsabilidade territorial e o comprometimento com a segurança da população local.
No mesmo ano, o entãoTen Vanderlei Martins Pinheiro realizou um programa de policiamento na 3° Cia do 11° BPM, baseado no artigo “Puesto Policial de Tambol, símbolo da seguridad”, publicado na revista da Academia Internacional de Polícia, que permitiu uma interface destes conhecimentos com as idéias Cel Nilo que era o Comandante da Unidade.
Em 1982, precisamente na 5° Cia do 1° BPM em Porto Alegre,desenvolveu-se o programa denominado “Policiamento de Bairro”, por iniciativa do então Cap José Fredo Landa Cardoso com o propósito de “criar e manter na população a tão desejada sensação de segurança, da qual tanto carece”, assumindo o espírito “prioritariamente preventivo do policiamento da Corporação”. Este trabalho já estabelecia um plano de conquista da população, a transformação das pessoas do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Policia comunitaria
  • POLICIA COMUNITARIA
  • Policia comunitaria
  • Polícia comunitária
  • Polícia Comunitária
  • policia comunitaria
  • Polícia comunitária
  • Polícia Comunitária

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!