pois é

Páginas: 10 (2295 palavras) Publicado: 9 de novembro de 2014
e articulados na construção do conhecimento; elas se
transformam e se complementam mutuamente.
Se levarmos adiante uma pesquisa qualitativa de
acordo com a orientação hermenêutico-reconstrutivis
-
ta, devemos apanhar o conhecimento pelo consenso
permitido pelas considerações prévias do mesmo
mundo objetivo. Em vez do “eu” hermenêutico do
-
minado pela linguagem, devemos apreender o “nós”hermenêutico de uma comunidade de sujeitos que se
comunicam entre si. A investigação deveria acontecer
pela intersubjetividade permitida pela confiança na
possibilidade de um acordo. Ela deve perceber que a
compreensão ocorre mediante a reflexão intersubjetiva
dos problemas oriundos do mesmo mundo objetivo.
Sendo assim, acreditamos que, seguindo essas
prerrogativas gerais, poderemosdiminuir consi
-
deravelmente a possibilidade de que as pesquisas
qualitativas sejam reconhecidas, na educação, pela
forma prosaica com que vêm sendo interpretadas.
Esperamos ter deixado claro que o problema da falta
de rigorosidade científica das pesquisas qualitativas
não está na concepção de pesquisa propriamente dita,
menos ainda numa simples decadência natural de seu
acontecer. De maneirabem diferente, entendemos
que existe um
deficit
de compreensão que propicia a
assimilação dessas abordagens de modo nem sempre
adequado às suas exigências de base.

Sobre a proximidade do senso comum
das pesquisas qualitativas em educação:
positividade ou simples decadência?
Catia Piccolo Viero Devechi
Universidade de Brasília, Departamento de Teoria e Fundamentos da EducaçãoAmarildo Luiz Trevisan
Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Fundamentos da Educação
Considerações introdutórias
Tendo em vista os inúmeros acontecimentos
ocorridos nos últimos tempos no campo do conheci
-
mento, entre eles a crítica à racionalidade instrumen
-
tal, o perspectivismo interpretativo e o movimento
da virada para a linguagem, tem-se utilizado muito
na educação aabordagem das pesquisas qualitativas.
Trata-se de um modo de investigação surgido com
o movimento de rejeição ao modelo positivista de
produção do conhecimento, que se estende desde a
fenomenologia, passando pela hermenêutica, à dialé
-
tica em seus diferentes desdobramentos, tendo como
objetivo principal apreender os fatores não conside
-
rados pelas pesquisas de ordem hipotético-dedutivas.Podemos dizer que as pesquisas qualitativas surgem
com a certificação dos limites das pesquisas quan
-
titativas, especialmente no que se refere às ciências
sociais e humanas. Não há dúvida de que elas
trouxeram muitos benefícios para a educação, pois
foi por seu intermédio que passamos a considerar
elementos não mensurados por meios matemáticos,
como a subjetividade, os valores, oscontextos, os
sentimentos, as diferenças e as questões sociais e
culturais, entre outros.
No entanto, a ampliação do leque de perspectivas
de tratamento do objeto educacional não se fez acom
-
panhar de um necessário aprofundamento teórico. Por
isso existem no ambiente acadêmico algumas suspeitas
de que a pesquisa qualitativa estaria contribuindo
para que a educação se tornasse empobrecida,tendo
em vista a sua falta de “rigorosidade” nas investiga
-
ções. Essa preocupação também é compartilhada por
Alves-Mazzotti (1991, p. 54), quando diz “que mui
-
tos estudos ditos qualitativos não passam de relatos
impressionistas e superficiais que pouco contribuem
para a construção do conhecimento e/ou a mudança
de práticas correntes”.
Brito e Leonardos (2001, p. 11)
consideram que oseu desenvolvimento fora do para
-
digma hegemônico tenha provocado nessas pesquisas
um “sofrimento por sua precocidade”. Nessa
mesma
linha de raciocínio, Moraes (2001) atenta para o fato
de que a educação vive um momento de “recuo da
teoria”; Mazzotti e Oliveira (2000) dizem, apoiados
em Tardy, que se trata de uma “debandada epistemo
-
lógica”; Flickinger (1998) afirma que falta à...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pois é
  • pois
  • Pois
  • pois é
  • pois
  • POis é
  • pois
  • Pois

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!