Plantio de oliveiras no pampa gaúcho

2902 palavras 12 páginas
UERGS - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL
Curso Superior de Tecnologia em Fruticultura
Disciplina: Fruitcultura Geral
Professora: Eng Agr Drª Simone Braga Terra

“ plantio de Oliveiras ”

Alunos: Selmar Campos

Botânica
Família: Oleácea;
Gênero: Olea;
Espécie: Olea europea L;

* Folhas
Persistentes, opostas, de pecíolos curtos, dispostas em planos de 90° entre sim, de cor verde obscuro na parte superior e branco - prateadas na parte inferior, grossas e com estomas na parte inferior;

* Flores:
Em inflorescências que possuem entre 10 e 40 flores, formadas nas axilas das folhas.
Dois Tipos de flores:
Perfeitas (dão frutos). Estas são hermafroditas ou bi-sexsuais;
Imperfeitas (maior quantidade), aportam pólen.

* Fruto:
Polpa ou tecido comestível.
Armazena no parênquima 95% do azeite e água;
Caroço: contem a semente
Um fator varietal importante é o tamanho onde o conteúdo de azeite é expresso como % do peso.

ÀGUA 5O %, AZEITE 22 %, AÇUCARES 19 %, CELULOSE 5,8 % PROTEINAS 1,6 %.

* Raiz:
A maior expansão é lateral
A morfologia:
Textura do solo e a forma de distribuição da irrigação
Origem da planta:
Estaca enraizada, ou
Semente e enxertia
A absorção de água e nutrientes ocorre na parte jovem da raiz
Não tolera excessos de água no pé, por tempo longo.

IMPLANTAÇÃO
Algumas condições físicas e químicas do solo são fundamentais para a implantação de um olival. Dentre essas condições destacam-se: textura, profundidade e estrutura, assim como, reação (ácida, neutra ou alcalina) e disponibilidade de nutrientes, além de boa drenagem do solo – essencial para o desenvolvimento adequado das oliveiras. As condições físicas, químicas e biológicas do solo e o

Relacionados