Pis/pasep e cofins não cumulativo

Páginas: 5 (1212 palavras) Publicado: 26 de novembro de 2011
INTRODUÇÃO
A não-cumulatividade das contribuições, instituídas a partir do ano de 2002, e às desonerações setoriais empreendidas a partir do ano de 2004, tornaram a legislação que as rege por demais complexas. No quadro da arrecadação federal do ano de 2010, que atingiu a cifra de quase oitocentos e vinte e seis bilhões de reais, a COFINS e o PIS têm uma participação da ordem de 33,8%.
Alémdo aumento na arrecadação, a sistemática não cumulativa criou distorções setoriais, o que exigiu a edição de uma imensa gama de normas pontuais na tentativa de atenuar essas distorções. Assim a legislação do PIS e da COFINS, na sistemática não-cumulativa, atingiu um detalhamento que exige uma profunda pesquisa para definir qual a norma a ser aplicada ao caso concreto.
A ausência de umregulamento próprio que consolide a esparsa legislação agrava ainda mais tais dificuldades para caracterização de créditos.
Hoje temos dificuldades para entendimento na caracterização de insumos para apropriação de créditos, sendo que a Receita defende que o conceito de insumo é aquele previsto na legislação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), ou seja, restrito a matéria-prima, produtosintermediários, embalagens ou outros gastos diretamente ligados à produção.
Analisando a legislação (que pode ser considerada extremamente subjetiva), e com base em decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF), temos o entendimento que quaisquer custos ou despesas envolvidos na produção do bem ou da prestação de serviço podem ser considerados insumos, gerando crédito dessascontribuições. Com base nisso, por exemplo, uma indústria pode considerar como insumo os gastos com controle de qualidade de seus produtos, etapa essencial na produção, gerando créditos de PIS e COFINS, mas do qual não é o entendimento executado pela Receita Federal do Brasil.
OBJETIVO
Apresentar e discutir as questões polêmicas ligadas à apuração e ao aproveitamento de créditos daContribuição para o PIS/PASEP e da COFINS não cumulativo, trazendo a posição oficial da administração tributária e as interpretações da jurisprudência administrativa e judicial. Além das questões polêmicas, serão analisados todos os créditos permitidos pela legislação no setor sucroalcooleiro.
MATERIAL E MÉTODOS
Foi utilizado no estudo métodos qualitativos, interpretativos e descritivos. Trata-sede uma pesquisa interpretativa, onde nesse método é explorada a habilidade de observar, analisar e registrar. Tal método foi escolhido por se enquadrar no tipo de pesquisa, pois assim é possível explorar fatos, situações e interpretações, não sendo preciso projetar resultados numéricos.
INTRODUÇÃO
A não-cumulatividade das contribuições, instituídas a partir do ano de 2002, e às desoneraçõessetoriais empreendidas a partir do ano de 2004, tornaram a legislação que as rege por demais complexas. No quadro da arrecadação federal do ano de 2010, que atingiu a cifra de quase oitocentos e vinte e seis bilhões de reais, a COFINS e o PIS têm uma participação da ordem de 33,8%.
Além do aumento na arrecadação, a sistemática não cumulativa criou distorções setoriais, o que exigiu a edição deuma imensa gama de normas pontuais na tentativa de atenuar essas distorções. Assim a legislação do PIS e da COFINS, na sistemática não-cumulativa, atingiu um detalhamento que exige uma profunda pesquisa para definir qual a norma a ser aplicada ao caso concreto.
A ausência de um regulamento próprio que consolide a esparsa legislação agrava ainda mais tais dificuldades para caracterização decréditos.
Hoje temos dificuldades para entendimento na caracterização de insumos para apropriação de créditos, sendo que a Receita defende que o conceito de insumo é aquele previsto na legislação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), ou seja, restrito a matéria-prima, produtos intermediários, embalagens ou outros gastos diretamente ligados à produção.
Analisando a legislação (que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pis e cofins não cumulativos e cumulativos
  • Pis e cofins não cumulativo
  • Pis E Cofins Nao Cumulativo
  • Pis/cofins cumulativo e não cumulativo
  • Pis e cofins não cumulativo
  • Pis e cofins não cumulativo
  • Pis e cofins não cumulativo
  • PIS e COFINS não cumulativo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!