Perseguição dos Romanos aos Cristãos

2928 palavras 12 páginas
Moedas do Brasil
01/08/2003 00h00
Em mais de cinco séculos, o Brasil teve nove moedas diferentes, mas a maioria surgiu nos últimos 50 anos. Até 1942, a única moeda oficial era o réis, cunhado a partir de 1695. Ao longo dos anos, ele mudou de cara várias vezes. A pataca foi a versão que circulou por mais tempo: 139 anos
1580
Circulam os Reales hispano-americanos, cunhados no Peru
1645
O Florim é a primeira moeda cunhada no país, feita pelos holandeses que ocupavam o Nordeste brasileiro
1695
A Casa da Moeda começa a produzir os Réis, cunhados em ouro (dobrões) e prata (patacas)
1727
São produzidas no Brasil as primeiras moedas com a figura do governante no anverso e as armas do reino no reverso, um costume europeu. Daí vem a expressão “cara ou coroa”
1808
Com a vinda da família real, os gastos aumentam. Por ordem de D. João VI, surge o patacão
1822
Em homenagem a D. Pedro I, são feitas as moedas conhecidas como “Peças da Coroação”. O imperador não gostou do desenho e só 64 delas foram fabricadas. Hoje, é a moeda mais rara do Brasil. Em 1986, uma foi leiloada por 87 mil dólares
1834
Os Cruzados substituem as antigas patacas
1918
Para facilitar o troco, é cunhado o Tostão, com valor de 100 réis
1942
A primeira troca de moeda vem com o Cruzeiro
1967
O Cruzeiro Novo é criado
1970
A moeda volta a se chamar Cruzeiro
1986
Com a inflação, surge o Cruzado
1989
O Cruzado Novo substitui o cruzado
1990
Vinte anos depois, volta o Cruzeiro
1993
É a vez do Cruzeiro Real
1994
O Real ajuda a eleger Fernando Henrique Cardoso presidente
Escambo(PB), permuta (PE, PB), troca direta ou, simplesmente, troca é a transacção ou contrato em que cada uma das partes entrega um bem ou presta um serviço para receber da outra parte um bem ou serviço em retorno em forma de Crédito, sem que um dos bens seja moeda. Isto é, sem envolver dinheiro ou qualquer aplicação monetária aceita ou em circulação. Por exemplo, um agricultor com um marceneiro pratica escambo

Relacionados

  • Perseguição aos cristãos no império romano
    2893 palavras | 12 páginas
  • PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃO NO IMPÉRIO ROMANO: DESCRIÇÃO
    2857 palavras | 12 páginas
  • perseguição
    2146 palavras | 9 páginas
  • Lutero
    1642 palavras | 7 páginas
  • A Oposição Cristã e a Dominação Romana
    1924 palavras | 8 páginas
  • As perseguições do império romano
    4204 palavras | 17 páginas
  • Licenciado
    3607 palavras | 15 páginas
  • Historia da igreja primitiva
    2884 palavras | 12 páginas
  • CRISTIANISMO PRIMITIVO
    2685 palavras | 11 páginas
  • Teologia
    14947 palavras | 60 páginas