Pensadores da Economia

Páginas: 28 (6904 palavras) Publicado: 21 de outubro de 2013
FACULDADE DE TECNOLOGIA
SÃO FRANCISCO-FATESF
GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO









Pensadores da Economia










Fernanda dos Santos3


(Disciplina Economia Empresarial II )
Prof.Flávio









Jacareí
2013


Johan Gustaf Knut Wicksell

Johan Gustaf Knut Wicksell (Estocolmo, 20 de Dezembro de 1851 — Stocksund, Danderyd, 3 de Maio de1926) foi umeconomista sueco.
Knut Wicksell usou o conceito "natural" a fim de explicar o equilíbrio de longo prazo da taxa de juros. Em seu trabalho Interest and Prices, Wicksell escreveu sua versão da teoria quantitativa da moeda, com uma visão particular a respeito dos efeitos indiretos da oferta da moeda nos preços. Desenvolveu também a teoria daprodutividade marginal, que afirma que o preço de cada fator deprodução deve se igualar a produtividade marginal. Wicksell também afirmou que uma alocação eficiente de recursos não garantiria uma distribuição justa, pois apenas tomaria a forma de uma injusta e preexistente alocação de renda.
As teorias de Wicksell sobre os preços e quantidades colaboraram decisivamente para a macroeconomiadesenvolvida na Escola de Estocolmo. Wicksell pode também serconsiderado um malthusiano, pois defendia o uso do controle da natalidade.
O seu valor como teórico evidenciou-se na sua teoria da produtividade marginal, formulada como síntese das correspondentes teorias de Jevons e Menger e da teoria do capital de Böhm-Bawerk, numa estrutura walrasiana de equilíbrio geral. Trabalhou também na teoria do capital e do juro e distinguiu-se na teoria monetária, sua maiorcontribuição para a análise económica.


Irving Fisher

Em 1906, Irving Fisher declarou o homo economicus, o homem econômico neoclássico, um defunto e o laissez-faire, uma ideologia morta. A experiência, disse ele, provou que estavam errados os princípios básicos da teoria liberal, segundo os quais os indivíduos eram os melhores juízes do autointeresse e que a busca desse autointeresseproduziria os máximo bem para a sociedade. A regulamentação do governo e os movimentos voluntários de reformas não eram prejudiciais, mas necessários.
Declarou que, se tivesse de escolher entre o extremo liberalismo e o socialismo, optaria por esse último, enumerando muitas instâncias em que aquilo que é bom para o indivíduo não é bom para a sociedade. Portanto, olaissez-faire não é uma políticacorreta.
Ele estava convicto que a interdependência econômica, acentuada pela urbanização, especialização econômica e globalização, implicava maior necessidade de dados, educação, coordenação e intervenção por parte do governo. A preocupação com o futuro exigia prevenção e conservação.
Os economistas falam de racionalidade, exterioridades e falhas de mercado. Fisher falava de ignorância e falta deautocontrole. Argumentava que, mesmo quando os indivíduos se comportavam de maneira totalmente racional, o efeito combinado de suas ações poderia reduzir o bem-estar coletivo.
Um tipo especial de ignorância dizia respeito a tratar o presente com se ele constituísse a norma. Sua percepção mais original foi a de que a mente nos prega peças. Denominava isso a ilusão monetária. Para Fisher, a inflação ea deflação – ambas mudanças no nível de preços – eram um mal, pois induziam as pessoas a tomar decisões equivocadas. No nível da macroeconomia, a ilusão monetária significava que levaria muito tempo para que comerciantes, industriais e consumidores se ajustassem às mudanças de preços e taxas de juros.
Ele chegou a duas conclusões a partir do reconhecimento de que o homo sapiens não era o homoeconomicus, máquina calculadora hiper-racional. Em primeiro lugar, havia grande necessidade de estabelecer a educação compulsória. Em segundo lugar, havia uma necessidade ainda maior de regular o comportamento individual, fosse através de prevenção de incêndios em moradias ou da proibição de jogos, álcool e outras drogas. Fisher foi muito mais longe do que Marshall ao assinalar os limites do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pensadores Economia
  • Pensadores da economia
  • Pensadores da economia
  • Os pensadores na economia e a inflação no
  • Principais pensadores da economia
  • Economia música Gabriel o Pensador
  • principais pensadores da economia
  • Grandes pensadores da economia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!