pediatria

Páginas: 16 (3826 palavras) Publicado: 22 de outubro de 2013
CARDANO COLÉGIO TÉCNICO
Curso Técnico em Enfermagem
Módulo: 3º Disciplina: Pediatria
Profª: Gabriella R. da Silva

A CRIANÇA E A DOR

A partir dos três anos a criança já é capaz de comunicar a dor que está sentindo. Embora não tenha capacidade de descrever o tipo ou intensidade da dor, elas podem localizá-la ao apontar para uma área específica.
“A dor é qualquer coisa que a pessoa queexperimenta diz que sente, existindo sempre que a pessoa diz existir.” (McCffery e Beebe, 1989)
Nunca subestimar a dor em criança. Muitas vezes ao indagar as crianças sobre a dor elas podem negá-la por temerem receber “injeção” ou por acreditarem merecer uma punição por algum erro. Podem também negar a dor para um desconhecido, mas rapidamente admiti-la para os pais.
Atentar para as respostasverbais, não-verbais e fisiológicas da dor:
Rigidez corporal, agitamento, retraimento local reflexo da área estimulada.
Choro alto, gritos, face de dor ou raiva.
Falta de colaboração, solicita o término do procedimento.
Expressões como: “Ai”, “Ui”, “Isto dói”, “Você está me machucando”, “Espere um pouco”.
Aumento da PA, FR e FC.
Escalas e instrumentos utilizados na avaliação da dor nacriança:

FACES: Utilizada em crianças até 3 anos.
FACE 0 sem dor
FACE 1 dói um pouco
FACE 10 dói o máximo.

ESCALA NUMÉRICA: Utilizada em crianças de 3 a 12 anos
0 significa sem dor
10 significa muita dor

BONECO
Solicitar que a criança pinte a área que dói. Tão pequena ou grande, conforme a dor.

Como minimizar a dor:
1. Avaliar a dor da criança, sempre com o mesmo método.
2. Utilizarcuidados atraumáticos.
3. Encorajar pais e crianças maiores a expressarem o que dói, como dói e como aliviar a dor.
4. Administrar analgésicos corretamente.
5. Controle não-farmacológico da dor.

O CUIDADO DOMICILIAR CENTRADO NA CRIANÇA E SUA FAMÍLIA

O sucesso na implementação dos cuidados de enfermagem no ambiente domiciliar é construído sobre uma base de colaboração entre a família e oprofissional. Tendo como primícias:
Comunicação com diálogo e escuta ativa.
Consciência e aceitação das diferenças.
Negociação.
O profissional deve assegurar às famílias o direito ao sigilo das informações coletadas no histórico de enfermagem. Em situação de discordância entre família e profissional quanto aos procedimentos apropriados para o cuidado com a criança, deve-se respeitar aspreferências paternas, desde que não traga risco ou prejuízos à saúde da criança. Sempre respeitar as diferenças culturais e não fazer julgamentos.
Cuidado com a curiosidade das crianças: medicamentos, agulhas, seringas e quaisquer materiais contaminados devem ser armazenados com segurança.


CLASSIFICAÇÃO DO RN

Estão classificados de acordo com o peso, a idade gestacional (IG) ao nascer e com arelação entre um e outro. Possibilita o planejamento dos cuidados e tratamentos específicos, o que contribui para a qualidade da assistência.
Classificação de acordo com o peso:
A Organização Mundial de Saúde define como RN de baixo-peso todo bebê nascido com peso igual ou inferior a 2.500 gramas. Nessa classificação não se considera a IG, estão nesta, tanto os bebês prematuros quanto os nascidosa termo. Nesse grupo ocorre elevado percentual de morbimortalidade neonatal, devido a não disponibilidade de assistência de qualidade no pré-natal, o parto e o puerpério e/ou pela baixa condição socioeconômica e cultural da família, o que causam graves consequências sociais.
Classificação de acordo com a IG:
O tempo de uma gestação desde a data da última menstruação até seu término é de 40semanas. Sendo assim, considera-se:
a) RN prematuro - toda criança nascida antes de 37 semanas de gestação;
b) RN a termo - toda criança nascida entre 37 e 42 semanas de gestação;
c) RN pós-termo - toda criança nascida após 42 semanas de gestação.
Quanto menor a IG ao nascer, maior o risco de complicações e a necessidade de cuidados neonatais adequados. O nascimento antes do tempo acarreta...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pediatria
  • pediatria
  • Pediatria
  • Pediatria
  • Pediatria
  • Pediatria
  • Pediatria
  • Pediatria

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!