PATRIMÔNIO HISTÓRICO E MODERNIDADE: CONSTRUÇÃO DO CONCEITO A PARTIR DA NOÇÃO DE REVITALIZAÇÃO DE SÍTIOS, MONUMENTOS E CENTROS URBANOS

Páginas: 14 (3359 palavras) Publicado: 5 de maio de 2014
FICHAMENTO I - PATRIMÔNIO HISTÓRICO E MODERNIDADE: CONSTRUÇÃO DO CONCEITO A PARTIR DA NOÇÃO DE REVITALIZAÇÃO DE SÍTIOS, MONUMENTOS E CENTROS URBANOS

“Durante muito tempo a comunidade científica e a ingerência das esferas públicas têm sido cegas em acreditar que a preservação depende única e exclusivamente dos avanços laboratoriais, das ciências exatas - como a química, a física ou a biologia- e dos equipamentos sofisticados. Nada é possível sem a consciência do sentido da preservação; sem a educação; sem o debate amplo e sincero sobre nossos limites e possibilidades e, principalmente, sem o envolvimento da sociedade como um todo. A preservação, a exposição, a pesquisa ou o restauro de bens culturais não devem ser feito apenas para o deleite, o exercício criativo e investigativo ou aafirmação do ego de cientistas e homens cultos. Via de regra, é a sociedade civil que paga este trabalho e ela deveria ser a primeira a se beneficiar com a preservação de seus bens. Assim, é fundamental compreender que o sentido da preservação perpassa questões profundas, subordinadas aos conceitos de valor, poder político e econômico. No entanto, a ordem primeira que orienta os debatesinstitucionais é o princípio ético sob o qual estão sedimentadas a origem, as bases e as intenções ou os fins a que se propõem essas instituições: são os regimentos internos, as cartas de intenções, os códigos éticos que conformam os princípios balizadores que norteiam as ações preservacionistas.” (FRONER, PG.1)
“O conceito moderno de Conservação e Restauro provém da reunião de 1930 acima citada, quandointelectuais, cientistas e agentes governamentais compreendem o perigo das intervenções inadequadas e da necessidade de critérios mais rígidos, dado o montante de restaurações nos anos após a I Guerra. Por sua vez, finda a Segunda Guerra Mundial, a Organização das Nações Unidas foi criada como um instrumento organizacional para a busca da paz; dentro da ONU, a UNESCO – United Nations Educational,Scientific and Cultural Organization (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) – foi fundada com o intuito de ampliar o conhecimento entre as nações, baseado no respeito às culturas e ao modo de vida de cada povo. Dentre as ações propostas pela UNESCO, as noções de preservação do patrimônio cultural e natural fazem parte das políticas fundamentais do órgão. Assim, osconceitos que envolvem a preservação do patrimônio artístico perpassam pela construção de um discurso que adquiriu força e coesão no decorrer do século XX a partir de iniciativas da UNESCO, com a criação de órgãos como o ICOMOS, o ICOM e o ICCROM.” (FRONER, PG.1)

Com a criação desses órgãos, o conceito de Patrimônio Histórico foi finalmente definido, sendo assim possível a elaboração de documentose tópicos de regimento do patrimônio:
1) Carta de Atenas para a restauração de monumentos históricos – adotada pelo I Congresso de Arquitetos e Técnicos de Monumentos, Atenas, 1931.
2) Tratado sobre a proteção de Istituições artísticas e científicas e monumentos históricos. – Pacto de Roerich, Abril de 1935.
3) Convenção Cultural Européia – Paris, dezembro de 1954.
4) Carta de Veneza – Cartainternacional para a conservação e restauração de monumentos e sítios – II Congresso Internacional de Arquitetos e Técnicos em Monumentos Históricos, Veneza, maio de 1964.
5) Normas de Quito – Relatório final do encontro sobre a preservação e utilização de monumentos e sítios de valor histórico e artístico, Quito, dezembro de 1967.
6) Convenção sobre a proteção do patrimônio mundial, cultural enatural – Paris, novembro de 1972.
7) Recomendações relativas à Proteção, aos níveis nacionais, do patrimônio cultural e natural - Paris, novembro de 1972.
8) Bruges Resolutions - Resoluções para a Conservação de pequenas Cidades Históricas, IV Assembléia Geral do ICOMOS, Rothernburg ob der Tauber, maio de 1975.
9) Convenção sobre a proteção do Patrimônio Arqueológico, Histórico e Artístico...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • REVITALIZAÇÃO DOS CENTROS URBANOS
  • A noção de centro urbano
  • Patrimônios edificados em Centros Urbanos
  • ARQUITETURA
  • Patrimônio Histórico Urbano
  • Um patrimônio arquitetônico: o centro histórico de Natal.
  • Abordagem da educação a partir do conceito da modernidade
  • A requalificação urbana com atenção aos centros urbanos e centros históricos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!