Patologias em ferrovias

Páginas: 19 (4736 palavras) Publicado: 5 de junho de 2015
Patologias em ferrovias

Constituição das Estradas de Ferro „
Infra-estrutura - terraplenagem e todas as obras situadas abaixo de seu greide „
Plataforma ou leito - superfície final de terraplanagem „
Superestrutura ou via permanente - constituída pelas partes sujeitas ao desgaste imposto pelas rodas dos veículos e pelas intempéries
Elementos Principais da Via Permanente „
Sublastro; Lastro;Dormentes; Trilhos



Figura 13 – Junta Isolante

Fonte: Metrô de Recife, 2011. 4.3.1 Natureza do Defeito
Bozi (2005) indica que os problemas decorrentes de falhas que podem ocorrer nas juntas isolantes são tanto problemas funcionais quanto estruturais.
4.3.2 Causa do Defeito
Para colocação da junta isolante deve-se ter a altura da junta com insolação entre +0 e +1mm onde está na seçãoespecificada no trilho. A superfície de contato da junta com o trilho deverá ser lisa e reta admitindo- se uma tolerância de 1mm, usando-se uma régua de unidade de 1000mm. Nenhuma inscrição é permitida na superfície de contato, e todos os furos devem estar com conformidade com o diâmetro. Qualquer variação desse processo já trazem problemas para a via (LIMA, 1998).
4.3.3 Soluções para o Defeito
Manutençãoespalhadas ao longo da ferrovia para manter os equipamentos
(BOZI, 2005), assim como a implantação correta (LIMA, 1998) são soluções para prevenir e corrigir quando ocorre a falha nas Juntas de Isolamento.
4.4 ARRASTAMENTO DE TRILHOS
O arrastamento ou caminhamento dos trilhos é o seu deslocamento longitudinal, intermitente, na via férrea.
Figura 14 – Deslocamento de dormentes com arrastamento dostrilhos.

Fonte: Semchemchem, 2008 4.4.1 Natureza do defeito
O defeito de arrastamento dos trilhos é de natureza funcional.
26 4.4.2 Causas do defeito
As causas do arrastamento dos trilhos são:
• Movimento de reptação (movimento ondular vertical): é devido à passagem das rodas. Como a roda causa depressão no trilho, a parte logo a frente dela apresenta um pequeno aclive, sendo então empurrada nosentido do movimento da composição;
• Atrito do friso das rodas: tendência de arrastamento no sentido do movimento;
• Ação dos freios: componente horizontal, no sentido do movimento;
• Choque das rodas nas extremidades dos trilhos: martelando nas juntas, com deslocamento no sentido da marcha.
• Esforço de tração da locomotiva: componente horizontal, para trás, por atrito. Nas rampas, é descendente esoma-se ao esforço de frenagem. Podem se deslocar no sentido ascendente no caso das rampas curtas, localizadas após descidas longas.
• Dilatação térmica dos trilhos: produz movimentos independentes do deslocamento das composições.
4.4.3 Soluções para o defeito
A utilização de retensores é uma das soluções para o arrastamento dos trilhos, essa prática evita o problema, pois transfere ao lastroatravés dos dormentes os efeitos causadores.
4.5 VAZIO EM TRILHOS O vazio ou bolsa de contração ocorre no processo de solidificação do lingote.
4.5.1 Natureza do Defeito O desnivelamento é causado de forma estrutural.
4.5.2 Causa do Defeito
Tem origem nos rechupes ou nos gases retidos durante o processo de solidificação. Eles causam defeitos de superfície e enfraquecimento da resistência mecânica doproduto. (MACÊDO, 2009)
4.5.3 Soluções para o defeito
Para prevenção do problema devem-se tomar precauções durante a etapa de fabricação para que os gases não fiquem retidos no lingote durante a solidificação. Para correção do problema na via, deve-se trocar os trilhos.
5 DEFEITOS DE BITOLA
Segundo Silva (2006, apud LIMA, 1998), quando a medida da bitola ultrapassa os limites de tolerânciaestabelecidos, então existe um defeito de bitola. Os desvios no valor da bitola em tangente acarretam problemas no alinhamento da via. Em curvas, além do problema de alinhamento, que reduz a segurança operacional, o defeito de bitola aumenta o desgaste nos trilhos e nas rodas. Este defeito de bitola pode ser aferido sob dois aspectos: Alargamento e Estreitamento.
NETO (2011) explica, em seu Manual...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ferrovia
  • Ferrovias
  • FERROVIAS
  • ferrovia
  • Ferrovias
  • Ferrovia
  • ferrovias
  • Ferrovias

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!