Paradigmas filosoficos da revoluçao industrial

Páginas: 9 (2186 palavras) Publicado: 20 de maio de 2012
INTRODUÇÃO



A Revolução Industrial teve início na Inglaterra, em 1740, sendo caracterizada pela introdução das máquinas no processo produtivo e pela organização do trabalho de forma intensiva. Até a revolução o homem havia, paulatinamente, aperfeiçoado instrumentos que amplificavam a sua força muscular ou ampliavam suas habilidades. A introdução da máquina passou a ser o elemento central natécnica do processo econômico e produtivo. A mudança da manufatura artesanal para a fábrica implicou em profundas alterações nas relações de trabalho, principalmente com a desvalorização da habilidade manual do artesão, a destruição das relações sociais da produção até então vigentes, e o rompimento com a tradição.
Para compreender melhor esses movimentos revolucionários e as correntesfilosóficas, é necessário entender as relações de trabalho e comércio no sistema feudal, o Iluminismo, o Positivismo e as transformações econômicas ocorridas com esta revolução.















1 SISTEMA FEUDAL

O Feudalismo foi uma configuração social e política presente na Idade Média, tendo por característica o poder descentralizado, a economia baseada na agricultura de subsistência, otrabalho servil e a economia amonetária e sem comércio, onde predominava o escambo. A aldeia era praticamente auto-suficiente, e o comércio neste período não era intenso, já que não havia incentivo à produção de excedentes (MENEGASSO, 1998).
A sociedade feudal era estática e hierarquizada, dividida basicamente em três grandes grupos: o clero, os nobres e os servos. Os dois primeiros gruposconstituíam as classes governantes, controlavam a terra e todo o poder que dela provinha. A Igreja prestava ajuda espiritual e influenciava o comportamento e o modo de pensar neste período, enquanto a nobreza oferecia proteção militar. Em troca, os grupos governantes exigiam das classes trabalhadoras pagamento, através do cultivo das terras (HUBERMAN,1981). Havia ainda pequenos grupos de comerciantes eartesãos, que viviam nas vilas e cidades, espaços também conhecidos como burgos. O mercado semanal era mantido junto ao mosteiro ou ao castelo, e os comerciantes estavam sob o controle dessas classes dominantes.
No entanto, ao longo do período da Idade Média, diversos fatores sociais e econômicos foram alterando o panorama social, provocando mudanças radicais no regime feudal. Inicialmente, noséculo X, houve um grande aumento populacional, e a busca por mercadorias acabou por estimular o comércio. Outro acontecimento decisivo para o desenvolvimento comercial foram as Cruzadas, já que grande parte dessa nova população não era detentora de terras e via nas Cruzadas uma oportunidade de melhorar suas condições de vida e seu status social. Como salienta Menegasso (1998):
“As Cruzadas tambémse constituíram em alavanca para o comércio. ‘Dezenas de milhares’ de europeus atravessaram o continente por terra e por mar, para conquistar a "Terra Prometida dos muçulmanos". Com isso, os mercadores os acompanhavam, com a finalidade de fornecer as provisões de que necessitassem durante o caminho. Ao regressar, os cruzados passavam a procurar pelas mercadorias a que tinham tido acesso durante aviagem. Em decorrência, criaram-se novos hábitos de consumo de roupas e de comidas e, com isso, um novo mercado para os produtos”.
Já no século XII, a economia havia passado por uma transformação, partindo de uma economia natural do feudo no início da Idade Média para uma economia monetária, incentivada pela expansão do comércio. Consequência imediata dessa mudança foi o crescimento das cidades,pois a expansão do comércio significava trabalho, dando origem a uma nova relação de trabalho e comércio intimamente ligada ao excedente de produção. Agora, com o progresso das cidades e o uso de dinheiro, foi possível aos artesãos abandonar o trabalho servil na agricultura e a viver de seu próprio ofício, não mais para satisfazer apenas suas necessidades, mas também para atender a nova...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Revolução industrial
  • 883019 Do paradigma industrial ao paradigma informacional
  • Da revolução urbana á revolução industrial
  • Revolução industrial
  • Revolução industrial
  • Revolução industrial
  • Revolução industrial
  • revolução industrial

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!