palestina

Páginas: 8 (1916 palavras) Publicado: 23 de julho de 2014
Confronto na Faixa de Gaza
O que leva israelenses e palestinos a viver recrudescimento de um conflito histórico que parece não ter fim
Intransigência das partes envolvidas e ausência de um acordo de paz, apesar das diversas tentativas, descortinam a incompreensão em relação às raízes e motivações a que todos se apegam em uma terra castigada pela desconfiança e pela violência
por Léo Gerchmann19/07/2014 | 15h04
O que leva israelenses e palestinos a viver recrudescimento de um conflito histórico que parece não ter fim Thomas Coex/AFP
Crise atual começou no mês passado depois da morte de três adolescentes israelenses na Cisjordãnia Foto: Thomas Coex / AFP

O confronto entre dois povos com histórico de sofrimento volta a mostrar que o Oriente Médio é uma terra onde todos têm razão e,até por isso, todos perdem a razão. O tensionamento do conflito entre Israel e palestinos, a partir do assassinato de três adolescentes israelenses em 12 de junho e da reação perpetrada pelo Estado judeu, provoca altercações de todo tipo e de todas as partes.

Leia todas as notícias sobre o conflito
Leia todas as últimas notícias de Zero Hora

Israelenses e palestinos falam na ligaçãomilenar ao território onde vivem e se digladiam. Do lado israelense, registros bíblicos, corroborados por descobertas arqueológicas, conferem-lhes legitimidade para reivindicar o Estado judeu, reforçada pelo histórico de perseguições que sofreram desde a expulsão daquela região pelos romanos, no século I. Do lado palestino, a busca é por igualmente assegurar a conquista do seu Estado, em terras com asquais também mantêm ligações ancestrais e onde vivem em condições majoritariamente precárias.

Apegados a sua cultura e à fé monoteísta, judeus perseguidos rumaram para a chamada Terra Prometida, em especial após o Holocausto, na II Guerra Mundial. Os palestinos que viviam lá naquele momento tiveram de dividir espaço com levas de judeus conduzidos pelo sionismo, movimento de libertação nacional,que, em razão desse contexto, é definido por seus detratores como discriminador.

– O que me preocupa é que, hoje, nem do lado de Israel nem do lado dos palestinos parece haver interesse de negociar. Para o governo de Israel (uma aliança liderada pelo partido direitista Likud) e para o Hamas, a violência se tornou um instrumento de manutenção de poder. No meio disso tudo, há duas populaçõescivis que sofrem. Quando há vontade política, as coisas se resolvem. Quando não há, a violência continua – diz Cristina Pecequilo, professora de Relações Internacionais da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). – Acordos feitos no passado mostram que é possível negociar.

Rejeição ao país e defesa militar

A Organização das Nações Unidas (ONU), criada poucos meses após o fim da II Guerra,definiu, em 1947, a divisão do território palestino entre árabes e judeus. As tropas britânicas, que ocupavam a região desde o final da I Guerra Mundial (1914-1918), retiraram-se em 1948. Os judeus aceitaram a partilha e fundaram Israel. Os árabes a rejeitaram. Foi então que Israel e os países vizinhos começaram a guerrear. Os árabes não aceitaram o novo Estado e trataram de atacá-lo. O governoisraelense, de corte socialdemocrata, passou a investir pesado na defesa militarizada.

Israel venceu o confronto e ocupou áreas antes reservadas aos palestinos. Também ali se iniciou o êxodo. De um lado, algo como 700 mil palestinos tiveram de deixar suas casas. De outro, também cerca de 700 mil judeus tiveram de deixar suas residências em países como Iraque, Iêmen, Egito, Síria e Líbano. Ospalestinos ficaram sem um destino específico, muitos deles em situação de fragilidade. Os judeus que fugiam dos países vizinhos foram acolhidos por Israel e não tiveram o mesmo problema.

– O retorno dos refugiados para os lares pré-48 descaracterizaria o Estado judeu. Israel foi criado como o lar nacional para o povo judeu. É um Estado de maioria étnica judaica. Isso teria de ser resolvido com a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Palestina
  • Palestina
  • palestina
  • Palestina
  • Palestina
  • PALESTINA
  • Palestina
  • palestina

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!