PÔR AMOR E FORÇA: Rotinas na Educação Infantil

Páginas: 5 (1007 palavras) Publicado: 6 de agosto de 2014
PÔR AMOR E FORÇA: Rotinas na Educação Infantil.
Entrevista realizada com a Profª Maria Carmem Silveira Barbosa pelas
acadêmicas:
Aline Nunes Ricci
Fabiana Gonçalves
Geisyara Morgana Borges
Josiana Piccolli
Simone da Silveira

Em conversa informal com a professora Maria Carmen, por ocasião do Seminário
de comemoração aos 20 anos do Núcleo de Desenvolvimento Infantil – NDI/UFSC - Ainfância sob um olhar multidisciplinar, tivemos a oportunidade de conhecer um pouco
sobre a tese de doutorado dela e sobre as considerações que faz a respeito da rotina na
Educação Infantil.
O TEMA
Maria Carmen: Meu trabalho de Doutorado é relacionado à rotina na escola. A questão da
rotina para mim como educadora era difícil porque eu sempre fui uma pessoa meio
desorganizada. Em função dessaminha inabilidade de lidar com horários e o descontrole

1

que a rotina fazia sobre minha vida, resolvi escolher um tema que na supervisão de estágio
inquietava também as alunas, pois haviam escolas que tinham rotinas pré-determinadas,
igual para todas as classes, do berçário aos seis anos. Penso que isso é um absurdo, porque
as necessidades das crianças são diferentes. Aí eu resolvi colocaresta questão, só que eu
não queria fazer um estudo da rotina dentro da escola.
QUESTÕES INICIAIS

Maria Carmen: A minha primeira
pergunta era: Por que é que se organiza o
trabalho pedagógico em torno da rotina
na educação infantil?
Comecei a levantar hipóteses: Será que
isso é uma herança da puericultura, será
que é uma herança do higienismo?
Então, resolvi pesquisar na história ecompreender como é esta questão de se
constituir uma vida rotinizada.

OS PRIMEIROS ACHADOS
Até a modernidade as crianças e velhos ficavam todos juntos nos grandes asilos, nos
hospitais, não existia o específico. Foi exatamente na modernidade que surgiram essas
instituições todas, aí é que vai se trabalhar com o específico: hóspede vai para hotel; louco
para hospício; doente para hospital.Pode-se ver que a raiz de tudo é ho, tudo a mesma
origem porque era a mesma instituição que abrigava a todos. E estas instituições vão se
constituir na modernidade com este regramento, com esta normatividade.
A pesquisa também se estendeu ao campo da Sociologia, da Antropologia, da
Filosofia, onde questões da religião também vão aparecer na constituição da rotina.
Assim, a primeira fase da tesefoi tentar organizar a parte mais social da rotina,
como ela chegou na Educação Infantil.

2

COTIDIANO OU ROTINA?
A segunda parte do trabalho foi a revisão de literatura dos grandes pedagogos:
Froebel, Pestalozzi, Montessori, Dewey. O que esses autores falam de rotina? Depois
procurei na literatura brasileira contemporânea o que se fala sobre rotina.
Eu vou um pouco por aí, fazendo umadistinção entre rotina e cotidiano. O cotidiano
é o tempo vivido pela gente; a rotina é uma construção que se faz para organizar o
cotidiano. Tento separar porque existe muita gente usando rotina e cotidiano como
sinônimos.
METODOLOGIA
Fiz um trabalho de observações participativas em 3 escolas: duas públicas e uma
privada. Penso a rotina a partir do tempo: como é vivido o tempo na rotina?PEDAGOGIAS DAS ROTINAS
Chego a diferentes tipos de pedagogias: nas pedagogias das rotinas. Aí eu trabalho
um pouco com a antinomia1 das pedagogias. Geralmente é assim: ou ela é flexível ou é
inflexível; ou ela leva em consideração mais a natureza, a assistência, a higiene, a limpeza
ou mais a cultura, a questão da informação...
1

Antinomias que permeiam as práticas discursivas da EducaçãoInfantil:
Segurança & Imposição; Cuidado & Educação; Coletivo & Individual; Trabalho & Brincadeira; Criança &
Aluno; Iniciativa & Obstáculos; Fixo & Transformáveis; Homogêneo & Heterogêneo; Ação & Contenção;
Separação & Encontro; Livre E Dirigido; Atenção & Controle; Imposição & Proposição; Cultura Da Infância
& Cultura Infantil; Prazer & Desprazer; Repressão & Resistência; Submissão À Uma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha: por amor e por força, rotinas na educação infantil
  • RESENHA – POR AMOR E POR FORÇA: ROTINAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
  • Resenha do Livro Por amor e por força: Rotinas na Educação Infantil
  • Rotina na educação infantil
  • A rotina nas pedagogias da educação infantil dos
  • Rotina na educação infantil
  • A rotina na Educação Infantil
  • A importancia da rotina na educação infantil

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!