OS POVOS ORIGINÁRIOS NA ARGENTINA E SUA LUTA PARA SE TORNAR UM SUJEITO DE DIREITOS

Páginas: 14 (3285 palavras) Publicado: 24 de fevereiro de 2015
OS POVOS ORIGINÁRIOS NA ARGENTINA E SUA LUTA PARA SE TORNAR UM SUJEITO DE DIREITOS
Yohana



Resumo
Busco com este trabalho analisar de maneira geral em que contexto se dá na Argentina a inserção dos povos originários como sujeitos de direito em uma sociedade que durante séculos excluiu sistematicamente esses mesmos sujeitos de sua estrutura. Como, em um país onde existia uma política deestado de dizimação daqueles considerados bárbaros, é vista a luta e a inserção dos Direitos Humanos e sua aplicabilidade a esta categoria de sujeito. De que maneira se dá a integração e a coexistências destes direitos dentro de um Estado que possui ainda tão cristalizado uma ideia de homogeneidade nacional.
Palavras-chave: Povos originários; Política Indigenista; Direitos Humanos.
AbstractI seek with this work analyze in a general way in which contexto the original people inserts itself in Argentina as a subject of rights in a society that through the centuries sistematicly excluded this same subjects in its structure. How, in a country where there was a state policy of decimation of those considered barbarians, its seen the fight and the insertion of Indian Policies and HumanRights and its applicability to this category of subject. In which way its given the integration and the coexistence of this rights in a State that have still so candied an idea of national homogeneity.
Key-words: Original people; Indian policy; Human Rights.

Introdução
A história da Argentina e de seu processo de colônia a Estado-Nação se insere dentro de um contexto Latino Americano que teveinício em 1500. Não iremos cometer aqui o grande mal da generalização e afirmar que o processo “civilizatório” argentino (questão que trabalharemos mais a frente) foi o mesmo em toda a região pois não foi, ele foi marcado por singularidades que o tornou único, e que por causa destas singularidades construiu o país que conhecemos hoje como a República Argentina.
Este país, como segundo maior daAmérica do Sul, é naturalmente privilegiado, possui 23 províncias e uma cidade autônoma, Buenos Aires, distribuídas em uma grande variedade de relevo e clima, e favorecidos pela natureza na distribuição de seus recursos; faz fronteira com Uruguai, Paraguai, Bolívia, Brasil e Chile, com saída a leste para o Oceano Atlântico. Seu nome, Argentina, deriva da palavra argentun ou prata em latim, metaleste que era encontrado em abundância naquela região. Este nome foi dado pelo poeta Martín Del Barco Centenera em seu poema La Argentina sobre a história do Rio da Prata, dos reinos do Peru, Tucumán e Brasil, aquelas terras novas e exóticas recém descobertas.
No último censo realizado no país, calculou-se que a população totalizava em mais de 40 milhões de habitantes, dos quais 149 mil seautodeclararam afrodescendentes e 955 mil indígenas2, dados estes que nos levam a refletir sobre a população argentina. Como em um país Latino Americana, nos dias atuais possui menos de 2,5% de sua população original? Para responder essa pergunta temos que voltar na história, até o seu processo de colonização, para entender sua composição étnica e os grandes desafios enfrentados hoje por essa minoria dapopulação que teve seus direitos constantemente ignorados ao longo dos séculos e que agora lutam pelo reconhecimento e por seus Direitos Humanos como uma minoria em uma sociedade que os exclui sistematicamente.
1. O índio como sujeito de direitos na Argentina
Sem me delongar descrevendo a colonização da América Espanhola aqui, sublinharei alguns fatos importantes para nos ajudar a entender aArgentina hoje, e sua população. Sabemos que quando os espanhóis aportaram aqui, o que se seguiu, não foi somente um genocídio da população original, mas um etnocídio daquelas muitas tribos que viviam por aqui. Podemos falar de como desumano e predatório foi este processo, mas isso seria um trabalho para outra hora. O que queremos aqui é estabelecer logo de início a postura tomada pelo então...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Minha luta
  • A Luta Dos Povos Ind Genas
  • O Povo negro e a luta pela hegemonia
  • Sujeito do Direito, Sujeito do Desejo
  • A esperança de um povo que luta
  • Sujeitos De Direito
  • Sujeitos de Direito
  • Sujeitos do direito

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!