os miseraveis

Páginas: 7 (1614 palavras) Publicado: 13 de julho de 2014
1.0 Resumo
Durante os processos históricos e principalmente no século em questão, a miséria sempre acompanhou grande parte da sobrevivência da maioria do povo francês. As políticas econômicas do governo não foram aptas para reduzir esta mazela social, e a industrialização fez com que ela se estendesse por todo território nacional com grande força. Pois, a indústria abaixava os salários (pelaenorme quantia de mão-de-obra disponível) dos operários e ao mesmo tempo deixavam os artesãos das manufaturas na ruína e sem emprego. Isso pela concorrência, nos quais os produtos industriais tinham maior aceitação e preços razoavelmente acessíveis em vista dos manufaturados, ganhando assim um amplo mercado consumidor. Podemos destacar como causa desta mazela, outros fatores que são a crise econômicae agrícola que abatia a França constantemente, entre outras.
Mas principalmente esse pagamento pelo serviço precário e o desemprego realizava uma baixa enorme no nível de vida e alimentar da população, arrastando-as a cada dia a afundarem na miséria socioeconômica. E esta pode ser observada em diversos aspectos da vida do homem em “Os Miseráveis”, começando pela sua moradia, que nos mostraclaramente sua péssima condição de vida.
(...) uma pequena casa, de um único andar, com uma janela iluminada. Bem grande pintado de cal, com um leito coberto com chita estampada, um berço em um canto, algumas cadeiras (...). No centro uma mesa posta, onde um lampião de cobre iluminava a toalha branca, um congirão de estanho, cheio de vinho, reluzente como prata e a sopeira fosca, fumegante. (HUGO,2002, p. 80.) 31
Note-se a miserável existência dos operários, através de sua habitação rudimentar, que na maioria das vezes eram alugadas, de um único cômodo que se agrupava quarto, cozinha, quarto do bebe, etc. Isso era um dos vieses que a miséria proporcionava a sociedade. Também podemos observá-la através de sua alimentação, que geralmente era regrado a pão, queijo e um caldo, carne coisararíssima graça o seu alto custo monetário. O pão na maioria das vezes tinha aspectos enegrecidos, pelo seu baixo custo, isso possibilitava o povo de obter. Quando estes possuíam algo para se alimentarem.
Sabemos que a miséria é um mal que se alastra e evolui para outra forma que damos o nome de fome. Esta leva homens ao desespero, que acabam por levarem a um caráter ilícito, o roubo! Para possuírem arefeição de cada dia. O furto de alimentos neste período eram uma constante, principalmente de pão (alimento básico da época) e a punição para este tipo de “crime” era sempre rigorosa (já que era normal a prisão nas galés de Toulon e serviços forçados, pelo roubo de alimentos independentes de sua espécie).
Sempre a vida difícil empurrando o homem a cada pôr e nascer do sol no sofrimento e pobreza.Pode a sociedade humana ter o direito de sacrificar seus membros, ora pela incompreensível imprevidência ora pela impiedosa previdência, acorrentando indefinidamente um homem, entre esta falta e esse excesso, falta de trabalho e excesso de castigo (...). (HUGO, 2002, p. 99.) 32
Esta era a solução que o povo francês, se submetia por causa da miséria. Outro fator que nos leva a vê-la na sociedadeda França, esta impregnada na figura feminina, pela qual denominamos de prostituição. Com a falta de trabalho, a fome e a cada momento a pobreza se agravando, esta se vê obrigadas a vender o seu bem mais precioso, o corpo! Para conseguir um prato de comida e o sustento próprio. Agüentando todas as ofensas e injurias do povo, principalmente daqueles que viviam em situação parecida com a destas.Esse caráter miseravelmente deprimente da mulher na França se encontra transfigurada em Fantine no romance “Os Miseráveis”.
A que se reduz toda essa história de Fantine? É a sociedade comprando uma escrava. Para quem? Para a miséria. Para a fome, o frio, a solidão, o abandono, a nudez. Doloroso comércio! Uma alma por um pedaço de pão. A miséria oferece a sociedade aceita (...). Costuma-se dizer...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Os miseraveis
  • Os miseráveis
  • Os miseraveis
  • Os miseráveis
  • Os miseráveis
  • Os miseraveis
  • Os Miseráveis
  • Os miseraveis

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!