Os cinco saberes do pensamento complexo

Páginas: 12 (2776 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2013
Os Cinco Saberes do Pensamento Complexo
(Pontos de Encontro entre as obras de Edgar Morin, Fernando Pessoa e Outros Escritores)


Humberto Mariotti

(Comunicação às 3as Conferências Internacionais de Epistemologia e Filosofia
Campus Acadêmico de Viseu, abril, 2002)



Refletir quer dizer, ao mesmo tempo: a) pesar, repesar, deixar descansar, imaginar sob diversos aspectos o problema, aidéia; b) olhar o seu próprio olhar olhando, refletir-se a si mesmo na reflexão. É preciso alimentar o conhecimento com a reflexão; é preciso alimentar a reflexão com o conhecimento.
EDGAR MORIN

A vida é breve, a alma é vasta.
FERNANDO PESSOA


O esforço para a reforma do modelo de pensamento que hoje predomina em nossa cultura tem várias vertentes. Muitos são os seusproponentes e diversificadas as suas propostas. A obra de Edgar Morin está entre os pontos altos desse empreendimento. Em especial, destaca-se a sua mais importante concepção epistemológica, o pensamento complexo. Nele não predomina o raciocínio fragmentador (o modelo mental binário do “ou/ou”: ou amigo ou inimigo; ou bem ou mal; ou certo ou errado; ou ocidente ou oriente; etc.). Tampouco prevalece outopismo da primazia do todo — o sistemismo reducionista.
Uma visão de mundo abrangente deve nascer da complementaridade, do entrelaçamento — do abraço, enfim — entre esses dois modelos mentais. Assim Morin denomina o pensamento complexo: o pensamento do abraço. Eis por que proponho, neste texto, falar sobre o que chamo de cinco saberes do pensamento complexo: saber ver, saber esperar, saberconversar, saber amar e saber abraçar. Todos estão inter-relacionados, abraçados, e por isso dependem uns dos outros para ser vividos em sua plenitude. Vejamos como.

SABER VER

Jean-Paul Sartre, entre outros, percebeu que nossa existência é confirmada pelo olhar do outro. Mas não é necessário ser um filósofo para chegar a essa conclusão. Peter Senge1 relata que entre certas tribos do Natal, na Áfricado Sul, o principal cumprimento é a expressão Sawu bona, que quer dizer “eu vejo você”. As pessoas assim saudadas respondem dizendo Sikhona, que significa “eu estou aqui”. Ou seja, começamos a existir quando o outro nos vê.
E mais: existe, entre tribos africanas que vivem abaixo do Saara, a ética ubuntu, que vem da tradição Umuntu ngumuntu nagabantu, que em zulu significa “Uma pessoa se tornauma pessoa por causa das outras”. Para esses povos, quando um indivíduo passa por outro e não o cumprimenta, é como se houvesse se recusado a vê-lo, o que significa negar-lhe a existência.
Saber ver é antes de mais nada saber ver os nossos semelhantes. De fato, a localização anatômica dos nossos olhos mostra que eles estão orientados para ver o mundo — isto é, para ver o outro. Todos sabemos quehá certas partes de nossa anatomia que só podemos enxergar em ângulos muito precários, e outras que não podemos ver de modo algum.

Convém notar que a unidimensionalização da visão — que nada mais é do que o resultado da apropriação do olhar pela cultura dominante — é um dos fenômenos mais alienantes do nosso cotidiano. A iconização da sociedade, isto é, o fornecimento de um mínimo de palavrasescritas e um máximo de imagens padronizadas, conduz a uma diminuição do contato com a razão — o logos. Disso resulta a restrição ao acesso das pessoas ao imaginário, o que as leva a ver o mundo de modo concreto e literal.
Essa é uma das principais causas da redução da capacidade de lidar com a palavra e, por conseguinte, de conversar. É uma forma de dificultar a formação de consensos derivados daexperiência e perpetuar a unidimensionalização. Trata-se de reprimir o imaginário e a diversidade em todas as suas dimensões: na linguagem escrita e falada, na expressão corporal, na produção de imagens e símbolos, enfim, em todos os meios pelos quais o indivíduo pode se opor à massificação.
As imagens e os símbolos veiculados pela linguagem tendem a quebrar a linearidade do nosso pensamento....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RESUMO: OS CINCO SABERES DO PENSAMENTO COMPLEXO
  • Os cinco saberes
  • Pensamento complexo
  • Pensamento Complexo
  • pensamento complexo
  • Pensamento complexo
  • Pensamento Positivista X Pensamento Complexo
  • Morin e o pensamento complexo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!