, Origens da sociologia, do livro Sociologia Clássica: Marx, Durkheim e Weber, de Carlos Eduardo Sel.

Páginas: 6 (1493 palavras) Publicado: 6 de agosto de 2014
Resumo do cap. 1, Origens da sociologia, do livro Sociologia Clássica: Marx, Durkheim e Weber, de Carlos Eduardo Sel.
No primeiro capítulo do livro, o autor trás a temática da origem da sociologia, que ocorreu no século XIX e é um conhecimento científico que reflete as preocupações e as necessidades dos homens do seu tempo se ligando a fatores históricos e sociais, também constitui umdos meios pelo qual a modernidade tomou consciência de si mesma, e tem seu surgimento relacionado a transformações na estrutura da sociedade (fatores históricos) e na maneira de pensar e abordar a realidade (fatores epistemólogicos).
Encontra-se os elementos que foram marcantes para o surgimento da sociologia. Como; a Revolução Industrial, Revolução Francesa e a Revolução Cientifica, estes trêsmarcos históricos trazem acontecimentos de ordem econômica, ordem política e ordem cultural que mexeram profundamente nas estruturas da sociedade, desencadeando novas relações econômicas, novas formas de organização política, e ainda novas concepções e representações culturais. Assim, esses fatores mudaram a visão de mundo e deram início a realidade em que vivemos atualmente.
Eduardo Sellrelaciona estes acontecimentos aos primeiros estudiosos a responderem as problemáticas que tanto afligiram a sociedade na época, estes autores foram Marx, Durkheim e Weber, que formularam um conjunto de conceitos para explicar a mudança histórica que estava ocorrendo naquele período. No texto é destacado a importância destes pensadores como grandes interpretes do mundo moderno, que segundo o autor,buscavam explicar as diferenças do mundo moderno com a sociedade do passado e entender os motivos destas mudanças.
Marx, Durkheim e Weber baseavam suas interpretações, sobre três problemáticas fundamentais, que eram as características da sociedade tradicional, os fatores de mudança da sociedade e as características do mundo moderno. Várias questões se deram em cima das transformações emudanças que ocorreram na época, que geraram problemas novos e assim reclamavam interpretações e soluções inovadoras.
A sociologia nasceu da consciência da intensidade das mudanças em curso. Nesse sentindo, pode-se afirmar que a sociologia é uma ''ciência da crise'', como argumenta Robert Nisbet, em A tradição sociológica (2005). Em seu estudo ele mostra como os principais conceitos da sociologiaclássica são justamente noções que apontam para a busca de uma nova harmonia social. E que os pares conceituais que estruturaram a sociologia em sua fase inicial foram: Comunidade x Sociedade; Autoridade x Poder; Status x Classe; Sagrado x Profano; Alienação x Progresso.
Discordando dessa visão, e propondo um entendimento diferente das origens sociais da sociologia é Anthony Giddens (2001,p.181-216). Sua explicação estaria fundamentada em quatro mitos: Mito do problema da ordem; Mito das origens conservadoras da sociologia; Mito da grande cisão; Mito da divisão entre integração x coerção.
Apesar dos dois autores terem visões diferentes sobre o papel da ''crise social'' dos séculos XVIII e XIX no processo de gênese da sociologia, ambas as reflexões nos mostram a importância dosacontecimentos sociais daquele período para a formação de uma ciência dos fenômenos sociais.
Esta ciência muito tempo confundida com sua antecessora a filosofia política, teve seus laços separados e diferenciando com o método experimental, graças a estudiosos como Galileu Galilei e Isaac Newton, que buscavam encontrar a realidade de uma maneira totalmente nova para época. Embora ambas sejamformas racionais de explicar o mundo, somente pode ser considerada ciência aquela forma de conhecimento que busca conduzir sua investigação utilizando-se de teses empíricos para comprovar a veracidade ou falsidade de suas teorias.
Ainda hoje, os epistemólogicos divergem sobre o modo como a validação empírica das teorias científicas deva ser qualificada. Para um determinado grupo, por exemplo,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RESENHA LIVRO: SELL, Carlos Eduardo. Sociologia Clássica: Marx, Durkheim e Weber
  • Sociologia clássica, Marx, Durkheim e Weber de Carlos Eduardo Sell
  • Sociologia clássica: marx, durkheim e weber.
  • Sociologia
  • SOCIOLOGIA Durkheim Weber Marx
  • Sociologia marx, weber e durkheim
  • Clássicos da sociologia: marx, durkheim e weber
  • Trab Sociologia Marx Weber e Durkheim

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!