Oração

Páginas: 18 (4381 palavras) Publicado: 5 de agosto de 2013
Texto: Mateus. 6.9-13

INTRODUÇÃO:
Martinho Lutero declarou: ”tenho tanto o que fazer que não posso prosseguir sem passar três horas diariamente em oração.” Disse também João Wesley: “Deus nada faz em resposta à oração”. Todo cristão consciente de suas convicções, sabe que a oração é um dos meios pelos quais podemos ter um relacionamento mais íntimo com Deus. Os apóstolos demonstraram essaconvicção quando foram tentados a se envolver com outras responsabilidades. Eles entenderam que não era razoável deixar a palavra e a oração, para resolver questões sociais (At.6.4).
Certa vez, um dos seus discípulos pediu a Jesus que lhe ensinasse a orar, e seu ensinamento foi o mesmo de Mt. 6. 9-13 (Lc. 11.1). No entanto, falhamos quando deixamos de colocar Cristo como centro de nossas orações,e passar-mos a centralizá-las no homem, tornando-a uma oração antropocêntrica. Então, qual o modelo de oração que Jesus espera dos seus discípulos, e qual deve ser a motivação do nosso coração quando orarmos ao senhor? Gostaria de compartilhar com os amados irmãos o ensinamento de Jesus à cerca da oração que nos aproxima de Deus.
EXPOSIÇÃO:
1. É UMA ORAÇÃO QUE VÊ A SANTIDADE DE DEUS (v.9b).Ela não leva consigo o pecado da arrogância espiritual (fariseus), mas busca a santidade (v.9b). A frase “santificado seja o teu nome” ensina que o cristão deve se aproximar de Deus em oração tendo convicção de sua natureza pecaminosa com capacidade de enxergar numa visão espiritual, a santidade de Deus. A parábola do fariseu e do publicano (Lc 18. 9-14), nos dá luz, para compreendermos melhor, oque o Senhor Jesus espera ver no conteúdo de nossas orações.
Enquanto o fariseu se auto-justificava em sua oração, menosprezando o publicano e se exaltando (v.11,12), o pecador cobrador de impostos vendo a santidade de Deus, não queria nem levantar os olhos ao céu, mas batia no peito pedindo a Deus misericórdia (v. 13). A disposição do publicano na sua oração de reconhecer seu estado de pecadorrecebeu resposta positiva da parte de Jesus. Ele ensina aos discípulos nesta parábola, que o publicano voltou justificado para sua casa (v.14).
A atitude do publicano de pedir misericórdia, reconhecendo sua incapacidade de se aproximar de Deus, inclusive na oração, foi o bastante para que Jesus o ouvisse. Ao contrário do fariseu, que se auto-justificava, se exaltando , confiando na observânciada lei (v.12), o publicano em sua oração mostra uma atitude de humildade quando bate no peito, e reconhece o seu estado de pecador (v.13).
O salmista Davi em meio aos salmos e orações expressou bem essa verdade bíblica. Ele entendia que o conteúdo das orações e dos salmos que escrevia, não poderia estar vazio de palavras que reconheciam a santidade de Deus (Sl 20.6;22.3;30.40;97.12;99.3-9;103.1).IMPLICAÇÕES PARA NÓS:
Semelhantemente, em nossas orações, devemos nos aproximar de Deus olhando para a sua santidade, reconhecendo nosso estado de pecador. Não devemos confiar em nosso conhecimento a cerca das escrituras e nem pelo fato de termos certo tempo de conversão, mas orarmos com humildade, confessando ao senhor nossos pecados, com desejo sincero de buscar a santidade.
Orações que sãomotivadas pelo orgulho espiritual, em que o orador invoca todo poder e autoridade, trazem consigo o pecado da exaltação. Não seria esse tipo de oração que temos visto em nossos dias nos oradores de movimentos neo-pentecostal, onde em meio às orações derrubam os irmãos com o “sopro do espírito”, o paletó com poder de fazer toda uma igreja cair, e outras manifestações estranhas ao ensinamento donovo testamento?
Creio que um cristão genuíno pode ser tomado pelo espírito santo e sentir sua presença de forma poderosa, no entanto, Entendo que se deve avaliar a origem dessas manifestações e ver qual a motivação dessas orações. Jesus disse a Nicodemos que semelhantemente como o vento que é imprevisível e invisível (sopra aonde quer), o espírito santo opera e usa os seus servos segundo a sua...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • oracao
  • oração
  • oraçao
  • oração
  • Oracao
  • Oração
  • Oração
  • o que uma Oração

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!