oi oi oi oi

Páginas: 692 (172777 palavras) Publicado: 4 de setembro de 2014
1

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Programa de Pós-Graduação em História Social
Departamento de História
UM MONGE NO DIVÃ
O adolescer de Guibert de Nogent (1055-1125?):
uma análise histórico-psicanalítica
David Léo Levisky
Orientador: Prof. Dr. Hilário Franco Júnior

Universidade de São Paulo – 2004

2
DAVID LÉO LEVISKY

UM MONGE NO DIVÃ
O adolescer de Guibertde Nogent (1055 - 1125?):
uma análise histórico-psicanalítica

Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em
História Social, do Departamento de História da Faculdade
de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de
São Paulo, para a obtenção do título de Doutor em História.

Orientador: Prof. Dr. Hilário Franco Júnior

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
2004

3AGRADECIMENTOS
O primeiro agradecimento é para o Prof. Dr. Hilário Franco Júnior, meu orientador, e
hoje, amigo. Sua generosidade, dedicação e sensibilidade estiveram presentes durante toda
essa longa trajetória. Soube escutar, elaborar, transformar e sinalizar para mim, andaimes,
vãos, materiais fragmentados ou rigidamente consolidados, de modo a favorecer a
construção de novos conhecimentos e espaçoscriativos, dentro das características do
pensamento acadêmico.
Aos amigos, Prof. Dr. Pierre Ehrlich e Profa. Dra. Armelle Le Bars que tiveram a
paciência de me ouvir, ler, sugerir, comentar horas a fio, oferecendo experiência, carinho,
incentivo e amizade. Aos Drs. Neumara e Ricardo Arcoverde Credie, amigos constantes.
Aos amigos e Professores Drs. Berta Waldman, Yara Fratteschi Vieira,Francisco
Murari Pires, Flávio de Campos, Isaac Kruglianskas, Luz M. Porras, Marlene Guirado,
Nelson da Silva Júnior, Renato Mezan, Ricardo Azevedo.
Aos amigos Clara e Maurício Knobel, Professor Emérito de Psiquiatria da Faculdade
de Medicina da Unicamp, sempre presentes em minha trajetória.
Ao mestre em História João Gomes da Silva Filho pela ampla bibliografia específica
sobre Guibert deNogent que gentilmente selecionou e me ofereceu após sua estada em
Paris.
Um agradecimento especial à Profa. Dra. Viviane Veras que se debruçou

em

dedicação, presteza e amizade na revisão desse texto.
Ao departamento de História da FFLCH e de Psicologia Social da USP por terem
aberto suas instalações e cursos para o desenvolvimento deste trabalho.
Meus agradecimentos ao corpo defuncionários das bibliotecas dos Departamentos de
História e Geografia, da Psicologia, da FFLCH da USP, do Mosteiro de São Bento. Às
minhas colaboradoras – Vera Sevestre e Irene Pereira – bibliotecárias da Sociedade
Brasileira de Psicanálise de São Paulo, o meu muito obrigado pela disponibilidade e

4
amizade. Todos, de forma eficiente, ofereceram seus préstimos e orientação na busca do
materialnecessário para essa obra.
Ao jovem Luciano Sewaybricker, que no fervor de sua idade, tem se desdobrado,
auxiliando-me nas questões de informática, na pesquisa das referências e digitação do texto.
Às também, não tão jovens, Ynaê Lopes dos Santos e Marina Weiss que colaboraram nos
primeiros tempos dessa aventura.
À Iza Franco, minha nova amiga, que tanta paciência teve em suportar os inúmerostelefonemas. A todos os amigos que me incentivaram e me acompanharam nessa longa
jornada, entre eles as mestras Dora Blatyta e Edith Rubinstein, e ao meu querido amigo Levi
Rubinstein, presente em todas as horas.
À Luba e ao Milton, meus “correspondentes internacionais” que colaboraram no
encontro do material proveniente do exterior, e ao Hélio, que me ofereceu o suporte afetivo
ao sedisponibilizar no cuidado de questões pessoais.
Aos meus pais, que tanto se dedicaram para dar carinho e formação aos filhos, mas
que, infelizmente, não puderam aguardar por mais esse momento de realização. E, à minha
querida tia Cecília Maiberg que, firme e forte, continua torcendo por mim, com todo o seu
amor.
Aos meus filhos queridos Flávia, Ricardo, e Adriana com suas duas pérolas, minhas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • oi oi oi oi oi
  • O oi do oi como o oi no oi
  • Oi oi oi oi
  • oi oi
  • oi oi oi
  • Oi oi oi o ioi oi
  • OI OI OI
  • OI OI OI

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!