OBTENÇÃO DE DIAGRAMAS DE ESFORÇO NORMAL, CORTANTE E MOMENTO FLETOR EM VIGAS APS

Páginas: 20 (4962 palavras) Publicado: 25 de maio de 2015


INSTITUTO UNIFICADO DE ENSINO SUPERIOR OBJETIVO
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL







ATIVIDADES PRATICAS SUPERVISIONADAS


ALEXANDRE DA SILVA GONÇALVES
02290002868









Goiânia
2015





OBTENÇÃO DE DIAGRAMAS DE ESFORÇO NORMAL, CORTANTE E MOMENTO FLETOR EM VIGAS





ALEXANDRE DA SILVA GONÇALVES02290002868
















Goiânia,
Maio de 2015
































1. Introdução
A Resistência dos materiais é um ramo da mecânica que estuda as relações entre cargas externas aplicadas a um corpo deformável e a intensidade das forças internas que atuam dentro do corpo.
Esforço Normal é um dos esforços estruturais, estudados pela engenharia estrutural, que podem ocorrer (esforçocortante, momento fletor, flector, e momento torçor de torção são os outros) em uma peça. Ele é definido para uma dada peça pelo somatório de todos os esforços vindos de um mesmo lado da seção, incluindo suas projeções, que passam pela normal à seção em estudo.
O esforço cortante representa o efeito de força cisalhante em uma seção transversal de uma barra. O momento fletor representa o efeito deflexão (ou dobramento) em uma seção transversal de uma barra.

Denomina-se viga a estrutura formada por uma barra, submetida a carregamentos contidos no plano da estrutura. Apoio articulado fixo – Não permite deslocamento em nenhuma direção, permitindo entretanto um momento da viga em relação ao apoio.
Os diagramas são uma parte muito importante da Resistencia dos materiais, com eles possamoscompreender como uma estrutura funciona, por isso iremos iniciar uma demonstração de como obter esses diagramas.
















2. Esforços axiais e tensões normais
Já foi visto que esforços normais (axiais) em barras estão associados ao desenvolvimento de tensões normais. O termo normal é utilizado pois tanto os esforço axial quanta a tensão a ele associada são perpendiculares (normais) à seçãotransversal da barra. O esforço normal é um esforço integral da seção transversal de uma barra.

O esforço normal é um esforço integral da seção transversal de uma barra. A tensão normal associada representa a solicitação em um ponto da seção transversal da barra onde atua o esforço axial. A tensão normal associada é obtida pela divisão σ = N / A, sendo N o esforço normal na barra e A a área da seçãotransversal. Dessa forma, está sendo considerado que as tensões normais provocadas por esforços normais são constantes ao longo da seção transversal. Esta consideração é conseqüência de três hipóteses: • O esforço normal tem uma resultante que passa pelo centro de gravidade da seção transversal. Isso caracteriza o que é chamado de esforço normal puro. • A deformação da barra submetida a esforçonormal é tal que as seções transversais da barra permanecem planas e perpendiculares ao eixo da barra. • Relação linear entre tensão normal e deformação normal: σ = Eε , sendo E o módulo de elasticidade do material e ε a deformação axial. As duas primeiras hipóteses impõem que todos os pontos da seção transversal de uma barra submetida a esforço normal puro tenham o mesmo valor de deformação axial:Da terceira hipótese resulta que as tensões normais provocadas pelo esforço normal puro são constantes em todos os pontos da seção transversal.

3. Flexão pura, simples e composta
A flexão de uma barra pode ser classificada em três tipos: Flexão pura: quando o único esforço interno é o momento fletor. Isto é, na seção de uma barra onde ocorre a flexão pura o esforço cortante e esforço normalsão nulos. Flexão simples: quando o esforço normal é nulo. Isto é, na seção de uma barra onde ocorre a flexão simples existem dois esforços internos: o esforço cortante e o momento fletor. Na viga mostrada abaixo, no seu trecho central entre as cargas concentradas, o esforço cortante é nulo e a flexão é pura. Nos trechos das extremidades, entre os apoios e as cargas aplicadas, a flexão é simples....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Cálculo Reações de Apoio, Momento Fletor e Esforços Cortante.
  • Esforco Cortante e Momento Fletor Aula 1
  • Resumo de diagrama de força cortante e momento fletor
  • Esforco Cortante E Momento Fletor Aula 2
  • Momento fletor e força cortante
  • CONSTRUÇÃO DOS DIAGRAMAS DE: FORÇA CORTANTE E MOMENTO FLETOR, COM SOFTWARE MDSolids
  • Vigas com cortante
  • momento fletor

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!