obstetrícia

Páginas: 5 (1098 palavras) Publicado: 27 de março de 2014

O que é obstetrícia

A obstetrícia é o ramo da medicina que estuda a reprodução da mulher. Investigando a gestação, o parto e o puerpério em seus aspectos fisiológicos e patológicos.

História da Obstetrícia

No início o parto era considerado um fenômeno natural e fisiológico. A mulher ficava sozinha para parir sem nenhuma assistência ou cuidado. A história do parto tem início no momentoque as próprias mulheres se auxiliam e iniciam um acúmulo de saberes sobre a parturição. Assim o parto passa a ser o momento mais importante da vida da mulher, então as mulheres das comunidades com mais experiências eram identificadas como parteiras.
Ocorre uma grande transformação na obstetrícia no século XVII, que foi a introdução dos cirurgiões na assistência do parto, onde a mãe deixa de sero centro da atenção para dar lugar à equipe médica. Outra mudança foi à posição da mulher que passou de vertical para horizontal, com a regalia que a posição reclinada era mais confortável para a parturiente e para o profissional que está realizando o parto.
A enfermagem moderna, com suas bases de rigor técnico e científico começou a se desenvolver no século XIX, através de Florence Nightingalena Guerra da Criméia (1852- 1856), mas o relacionamento entre enfermagem e parteiras não eram suaves, as enfermeiras achavam que as parteiras não tinham conhecimentos e não tinham higiene, já as parteiras viam as enfermeiras como assistentes de médicos.
Porém a enfermagem teve várias modificações no meado do século XIX e assim ganhou muito espaço e respeito no campo da saúde, principalmente noque diz respeito à saúde da mulher.
Mas a história da enfermagem obstétrica no Brasil e no mundo teve um caminho muito lento e árduo, com muitas conquistas e dificuldades para o enfermeiro. Então no século XIX no Brasil foi formalizada a educação profissional das parteiras, junto às escolas médicas, até meados do século XX. E com o surgimento dessas escolas médicas contribuiu para a instinção dasparteiras, assim as enfermeiras passaram a ser treinadas em obstetrícia e se envolvendo com os propósitos governamentais para aumentar a qualidade da assistência materno infantil, com atuação no espaço das parteiras tradicionais e o parto hospitalar começando a substituir o parto domiciliar.

As dificuldades da enfermagem

O Ministério da saúde lança medidas estratégicas como a inclusão doparto feito por enfermeiro obstétrico na tabela de pagamento do SUS, e as instituições de centros de partos normais sob a direção dos enfermeiros obstétricos, Buscando garantir a melhoria ao acesso, a cobertura e a qualidade no acompanhamento do pré-natal, da assistência ao parto, puerpério, as gestantes e ao recém-nascido.
Isso teve um confronto com a categoria médica, pois os médicos nãovalorizavam e não reconheciam o trabalho do enfermeiro obstetra dificultando seu trabalho. A resistência dos médicos obstetra em partilhar as responsabilidades dificulta o trabalho em equipe, que contribui para as restrições da atuação do enfermeiro obstetra. Dificultando a implantação da política de humanização e a inserção da enfermagem nessa prática, o grande impasse é o processo de desmedicalização queimplica na perda do poder médico.
E virtudes disso, os enfermeiros obstetras começam a se sentirem excluídos, desvalorizados e explorados, tendo a ideia de estar atuando para aliviar o trabalho do médico e assim não conseguem inserir-se, alcançar a confirmação, aprovação e o reconhecimento profissional pelos outros profissionais e pela instituição hospitalar.
Com o não reconhecimentoprofissional, o enfermeiro sente-se limitado em relação ao trabalho e passa a atuar em outros setores da maternidade, devido o impedimento da instituição para realizar o parto. A falta de liberdade desse profissional diz respeito à participação do não médico, é coadjuvante, uma vez que o parto é considerado um ato médico, assim forma uma relação assimétrica, na qual a decisão é tomada pelo o médico e cabe...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • obstetricia
  • Obstetricia
  • OBSTETRICIA
  • Obstetricia
  • obstetricia
  • obstetricia
  • GINECO-OBSTETRÍCIA
  • Drogas e obstetrícia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!