Observação participante

Páginas: 7 (1624 palavras) Publicado: 2 de junho de 2011
A Observação pode ser encarada como: um exame de certa forma minucioso sobre um fenómeno, uma situação ou mesmo em algo que nos deparamos, como um todo ou apenas em algumas das suas partes, no entanto, transforma-se numa captação precisa do objecto analisado.
Ao longo do semestre, esta disciplina foi aquela que me facultou, uma maior aproximação ao mundo da sociologia, em que eu próprio tinhaas minhas dúvidas e no qual em conversas de bar acabava por manifestar a minha relutância, possibilitou ainda a compreensão da forma como a perspectiva teórica, centrada em conceitos, passa para o concreto e visível, mostrando o quanto é importante analisar o que nos rodeia em que por muitas vezes, nós próprios não temos noção.
Quando partimos para o terreno para uma investigação sociológica, e nonosso caso, para uma observação, temos de ter em conta que o nosso objecto de estudo, não pode ser analisado em laboratório, ou seja não é um objecto isolado, adquirimos a consciência que se trata de um fervilhar de relações e situações que ocorrem no mundo social.
Na aplicação da metodologia qualitativa o campo de estudo não é pré-estruturado nem pré-operacionalizado, sendo um processofundamentalmente indutivo. O observador deve-se submeter às condições particulares do terreno e estar atento a dimensões que se possam revelar importantes. Tratando-se assim num procedimento incitador que parte da observação do terreno. Na sua base encontra-se uma pesquisa exploratória, fase aberta na qual o observador situa-se como um verdadeiro explorador, familiarizando-se com uma situação ou umfenómeno e tenta descrevê-los e analisá-los. Este tipo de procedimento deve ser adoptado quando o objecto teórico visado é descrever ou explicar situações, cujas dimensões são ao mesmo tempo objectivas e simbólicas, ou seja, para abordar realidades concebidas como internas aos actores, apesar de socialmente produzidas, realidades que nos são apresentadas sob diversas designações como as representaçõesdos actores, modelos culturais, ethos, habitus, etc.
Quando levamos a cabo uma observação a ruptura com o senso comum deve ser progressiva, duma forma contínua e permanente, entre a compreensão, a escuta atenta, a distância e análise crítica. Este modo de construção do objecto é típico dos métodos qualitativos, que são confrontados com uma enorme riqueza informativa do terreno, o que desenvolve umapostura de curiosidade, de atenção e abertura. O terreno não é apenas o instante de verificação de uma problemática pré-estabelecida, mas sim o ponto de partida para a problematização de toda a nossa investigação, pois por muitas vezes ao longo da nossa vida e como investigador, somos confrontados com situações que permanentemente ocorrem no mundo que nos rodeia sendo assim o ponto de partidapara a elaboração uma teórica.
A perspectiva compreensiva defende que tanto o ser humano como o espaço de análise tem muito para nos ensinar, não sendo apenas simples agentes portadores de estruturas mas sim produtores activos do social, depositários de um saber importante. Segundo a concepção de Kaufmann, a “conversa” compreensiva, segundo a concepção de Kaufmann, pretende combinar, de formaestreita, o trabalho de terreno e a fabricação concreta de teoria.
Malinowski defende que o investigador deveria ir viver com o grupo que pretendia estudar, durante longos períodos de tempo. Ora, se esta opção nos parece fazer todo o sentido quando se trata de estudar grupos ou povos longínquos, o mesmo não nos parece fundamental, quando o investigador está geograficamente próximo do grupo que vaiestudar ou mesmo estudando situações ocasionais, ou mesmo espaços. A presença contínua de um estranho nas actividades de um grupo ou num espaço é certamente menos tolerada que as questões colocadas numa entrevista de uma hora. É mais fácil mentir a um entrevistador do que dissimular o que se está a observar. Nesta situação é muito importante conseguir ser aceite, existindo por vezes a necessidade...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • observação participante
  • Observação Participante
  • Observação Participante
  • Observação Participante
  • Observação participante
  • Observação participante
  • Observação Participante
  • Observação participante

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!