nova concepção familiar atividades complementares

Páginas: 24 (5955 palavras) Publicado: 14 de setembro de 2014
UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO – UNAERP CURSO DE PSICOLOGIA



A NOVA CONCEPÇÃO FAMILIAR





Pesquisa desenvolvida como exigência dadisciplina Atividades complementares, ministrada pelo professor:




Ribeirão Preto - 2014



INTRODUÇÃO
E
OBJETIVO DA
PESQUISA REALIZADA










O termo “família” é derivado do latim “famulus”, que significa “escravo doméstico”. Este termo foi criado na Roma Antiga para designar um novo gruposocial que surgiu entre as tribos latinas, ao serem introduzidas à agricultura e também escravidão legalizada. Desse modo, foi o que se manteve em cada concepção de família, tanto nas mais antigas como nas mais modernas, em que cada indivíduo representa um papel dentro de casa, porém, conforme a concepção muda, junto se alteram os papéis de cada representante.
Existiram então, vários modelos econcepções, como: a família na pré-história com papéis muito bem definidos (pela capacidade e força de cada um); a família romana de modelo paternalista / patriarcal, com papéis estabelecidos pelo pater; a família aristocrata com papéis impostos por rígidas tradições; a família camponesa de que mulheres cuidavam das crianças e da casa, teciam e cozinhavam, enquanto os homens cuidavam das plantações,das construções e do comércio; a família classe trabalhadora, em que a Revolução Industrial homens e mulheres compartilhavam afazeres na indústria e os filhos perambulavam pelas ruas e a família moderna com a valorização da mulher no mercado de trabalho.
Ademais, a família moderna ainda se modifica pelo grande número de separações e divórcios, através da grande perda de forças da religião emsua constituição não mais conseguindo segurar casamentos com relações insatisfatórias. Entretanto, muitos consideram essa mudança como uma crise na instituição familiar. Além disso, veem também a União Homoafetiva, legalizada Projeto de Lei PL1151 como um dos fatores dessa crise, em que o casal homoafetivo tem os mesmos direitos e deveres que a legislação brasileira já estabelece para os casaisheterossexuais, como por exemplo, a adoção de crianças (o que gerou mais debate). Portanto, com o intento de investigar as considerações dos sujeitos sociais acerca de família, por ser tema gerador de grandes divergências ideológicas, desenvolvemos a presente pesquisa, objetivando, através da análise dos dados coletados, verificar os conceitosque se mantiveram, os que passaram por alterações e sua aceitação por parte da população.












QUESTIONÁRIO
UTILIZADO









1) Indicação de data e hora.
2) Sexo.
R: Feminino / Masculino
3) Idade.
R: 16-24; 25-32; 33-40; 41-48; 49-56; 57-64; Acima de 65.
4) Reside em qual cidade e estado?
5) Defina, de acordo com suas próprias concepções, o que é “família”.6) Quais são os integrantes de seu atual núcleo familiar?
7) Dentre as opções abaixo, marque aquelas que correspondam a modelos familiares que você aprova ou considera salubres:
R: Tradicional; Monoparental; Recasadas; Ampliadas; Homoafetivas.
8) Você tem ou pretende ter filhos biológicos?
R: Sim / Não
9) Você pretende ser pai/mãe adotivo?
R: Sim / Não
10) Tem preferências quanto à idade doadotado?
R: Recém-nascido a 1 ano; 2 a 4 anos; 5 a 9 anos; 10 a 14 anos; Acima de 15; Idade é irrelevante; Não pretendo ter filhos adotivos.
11) Você se relacionaria amorosamente com uma pessoa que possui filhos?
R: Sim / Não
12) Você construiria uma família com esta pessoa, adotando, portanto, seus filhos?
R: Sim / Não
13) Você considera como família um indivíduo que habite sozinho uma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Atividades complementares
  • atividade complementar
  • Atividades complementar
  • atividade complementar
  • Atividade complementar
  • Atividade complementar
  • Atividades complementares
  • atividade complementar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!