neurologia

Páginas: 13 (3149 palavras) Publicado: 28 de outubro de 2014
EXAME NEUROLÓGICO – PROF. THOMPSON

MATERIAIS
1 - Martelos:
- Taylor: borracha triangular
- Dejerine: borracha cilíndrica (clássico)
- Babinski: borracha redonda

2 - Lanterna: reflexos fotomotores e exame de cavidades;
3 – Estilete: sensibilidade dolorosa;
4 – Pincel ou chumaço de algodão: sensibilidade tátil;
5 - Diapasão: sensibilidade vibratória e audição;
6 - Fita métrica:perímetro cefálico, circunferência abdominal e caixa torácica;
7 - Abaixador de língua: reflexos de tosse e vômito
8 – Perfume ou aroma: teste de sensibilidade do nervo olfatório
9 - Diferentes ingredientes e vários sabores: teste do paladar;
10 – Objetos diversos: sensibilidade estereognósica;
11 – Estetoscópio: ausculta geral;
12 – Esfigmomanômetro: teste de sensibilidade periférica;
13 –Oftalmoscópio: exame de fundo de olho.

EXAME CLÍNICO

1) Inspeção
Inicia-se quando o paciente entra na sala. Deve ser feita uma avaliação geral deste.
Avaliar disposição de cabelos, simetria facial, possível desvio de comissura labial e
sincronia ao piscar.
Observação do crânio: forma, simetria, cicatrizes e proporção.

Verificar possíveis atrofias e se há manchas na pele:(neurofibromatose, D. de Sturge-Weber-Dimitri e D. de Bourneville).
Analisar a marcha do paciente ao entrar na sala e se dirigir à cadeira.

FACOMATOSES

2) Equilíbrio
- ESTÁTICO
Para avaliar a capacidade do paciente se equilibrar sobre as duas pernas com base de
sustentação estreitada.
O paciente deve estar com os pés descalços. Pede-se para ele juntar os pés (para
diminuir a base de sustentação) edeixar os braços caídos ao longo do corpo. Em
seguida ele deve ficar de olhos fechados.
O examinador deve colocar-se em posição de proteção ao paciente em caso de queda.
Observar o paciente por 15 a 20 segundos.
Em caso de dúvida, pedir para o paciente colocar um pé em frente ao outro e, após,
fechar os olhos e repetir o exame.
OBS: Pequenos balanços sem perda do equilíbrio são normais.ALTERAÇÕES:
Distúrbios de equilíbrio estático são tendências à queda:
1- LESÃO VESTIBULAR: tendência a perder o equilíbrio para o lado afetado. Pode
acontecer de a marcha tender para o mesmo lado que está afetado.
2- LESÃO CEREBELAR: grande dificuldade em se sustentar com base de sustentação
estreitada; oscila o tronco o tempo todo e os pés fazem com que os tendões da
musculatura se contraem erelaxem de acordo com o movimento = SINAL DA
DANÇA DOS TENDÕES.
3- LESÃO CORDONAL POSTERIOR MEDULAR: de olhos abertos há bom equilíbrio, mas
ao fechá-los o paciente perde o equilíbrio ABRUPTAMENTE = SINAL DE ROMBERG

- DINÂMICO
Compreende o exame da marcha.
Pede-se para o paciente ficar descalço e andar pela sala de um lado a outro na
distância máxima possível. O examinador deve apontar ocaminho a ser seguido.
Observa-se a postura, o balanceio dos membros superiores em harmonia com os
membros inferiores.
A atitude do tronco tem que ser observada durante a marcha.
Atentar para os movimentos de membros inferiores: APOIO, IMPULSÃO, CHEGADA,
FLEXÃO NORMAL SOBRE O QUADRIL E EXTENSAO NORMAL DOS PÉS.
A marcha normal: compreende a flexão da coxa sobre a pelve e da perna sobre a coxa.ALTERAÇÕES:
1- Marcha em estrela: o paciente tem a tendência a desviar para um lado ao andar.
Formando assim um desenho de “estrela” no chão. Ocorre em lesões vestibulares,
neste caso o paciente desvia o trajeto para o lado afetado.

2- Marcha escarvante unilateral: Ao andar o paciente flete a coxa em exagero para
compensar a “queda do pé” - neuropatia periférica onde há marcha escarvante (háum leve chute). Em caso de marcha apenas UNILATERAL pode indicar lesão do
nervo fibular. Ex: hanseníase.
3- Marcha escarvante bilateral: marcha característica de polineuropatias.
4- Marcha anserina: o paciente possui uma fraqueza proximal por comprometimento
das cinturas. A marcha é caracterizada por: acentuada lordose lombar (glúteos
arrebitados), “jogar” as pernas com a bacia e não...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Neurologia
  • Neurologia
  • Neurologia
  • Neurologia
  • Neurologia
  • neurologia
  • Neurologia
  • neurologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!