Negro

1166 palavras 5 páginas
UNEGRO de luta e de história
O IV Congresso Nacional da UNEGRO, que se realiza neste mês de novembro, é mais um sinal de fortalecimento e crescimento da entidade. Cerca de mil delegados se reúnem em Brasília, movidos pelo desejo de pensar sobre os rumos do movimento negro e o desafio de transformar o poder e incorporar nas estruturas decisórias homens e mulheres que vivenciam a problemática do racismo.

Desde o seu nascimento em 1988, durante as fortes mobilizações que nos levaram à conquista da criminalização do racismo, na Constituição Federal, a UNEGRO vem-se expandindo pelo Brasil. Esse ano foi também marcado pelo caloroso debate sobre o centenário da abolição da escravatura e a insuficiência da Lei Áurea, para a reparação das profundas chagas abertas por mais de três séculos de escravidão, tão bem descritas em Navio Negreiro, de Castro Alves.

Mas por que criar mais uma entidade no movimento negro? A resposta a esta pergunta passa pelo reconhecimento de que as diferenças de concepção política é parte de todos os movimentos sociais. Diferente de muitas organizações, o referencial ideológico da UNEGRO não empresta valor absoluto à raça e não é avesso ao reconhecimento das desigualdades de classes como um dos principais fatores de produção das desigualdades. Ao contrário, a entidade concebe a luta contra o racismo entendendo-a articulada com a luta pela emancipação das mulheres e com a construção de uma sociedade capaz de superar o capitalismo e promover e elevar o sentido da vida, do bem-estar e da solidariedade entre as pessoas.O desafio é transformar o mundo para além de “terra,trabalho e pão”, lembrando o querido poeta negro José Carlos Capinan.

Valorosos militantes se abrigaram no escudo da União de Negros pela Igualdade, mas a luta pela erradicação do racismo e pela transformação estrutural do Brasil precisa ser de milhões. Por isso há que se ter persistência na ação cotidiana, argumentos para conscientizar nossos irmãos e irmãs, negros e negras,

Relacionados

  • Os Negros no Pará
    1902 palavras | 8 páginas
  • negros
    3481 palavras | 14 páginas
  • os negros
    528 palavras | 3 páginas
  • Negro
    435 palavras | 2 páginas
  • NEGROS
    2109 palavras | 9 páginas
  • O NEGRO
    642 palavras | 3 páginas
  • Negros
    3602 palavras | 15 páginas
  • Negros
    717 palavras | 3 páginas
  • NEGROS
    425 palavras | 2 páginas
  • negros
    582 palavras | 3 páginas