Napoleão Bonaparte

Páginas: 9 (2047 palavras) Publicado: 11 de março de 2014
Em 2 de Dezembro de 1804 o general Napoleão Bonaparte (1769-1821), que
exercia as funções de Primeiro Cônsul Vitalício da República Francesa, colocou sobre a sua cabeça a coroa de Imperador dos Franceses, tendo dado início ao regime absolutista que, ao longo dos dez anos seguintes, mudaria a feição da França republicana emergida das sombras da Revolução e alteraria substancialmente aconfiguração geopolítica da Europa, ao instaurar uma monarquia sobranceira às demais, numa espécie de Bloco Continental, como o próprio Napoleão gostava de definir o novo sistema por ele implantado. Não poderíamos deixar passar em brancas nuvens tão importante acontecimento que, diga-se de passagem, reforçou na cultura luso-brasileira a velha herança pombalina do despotismo ilustrado. Porque se bem é certoque Pombal antecedeu com a sua aritmética política ao sistema napoleônico de poder unipessoal alicerçado na ciência, o Imperador dos Franceses consolidou o modelo de ditadura regeneradora que seria adotado como ideal político por Henri-Claude de Saint-Simon e pelo seu discípulo Augusto Comte, os quais, pela sua vez, deram início ao arquétipo de ditadura científica que polarizou o debateantimonarquista no Brasil do século XIX, tendo passado a inspirar diretamente as nossas Instituições Republicanas.


Victor Hugo, em discurso pronunciado na Academia Francesa em 3 de junho de
1841, caracterizou da seguinte forma a grandeza e a força de Napoleão 1o: “No início deste século, a França constituía para as nações um magnífico espetáculo. Um homem a enchia então e a tornava tão grandeque chegava a ocupar a Europa. Esse homem, saído das sombras, tinha atingido, em poucos anos, a mais alta realeza que talvez jamais tenha
assombrado a história. Uma revolução tinha-o gerado, um povo tinha-o escolhido, um Papa tinha-o coroado. A cada ano, ele alongava as fronteiras do seu Império... Tinha apagado os Alpes como Carlos Magno e os Pirineus como Luís XIV; tinha construído o seu Estadono centro da Europa como uma cidadela fortificada, dando-lhe como bastiões e fortificações avançadas dez monarquias que ele tinha feito entrar ao mesmo tempo dentro do seu Império e dentro da sua família. Tudo nesse homem era sem medida e esplêndido. Ele pairava por cima da Europa como uma visão extraordinária”.


Napoleão repete, na sua gesta, o caráter superlativo das realidades e dasidéias
políticas na Europa continental, fato que levou a que a sua influência fosse mais decisiva
sobre as nações latino-americanas do que a temperada experiência inglesa de monarquia
constitucional. A propósito dessa força das novidades históricas no mundo germanoromânico,escreveu Guizot: “Nos Estados do Continente, cada sistema, cada princípio,tendo desfrutado do seu momento e dominado damaneira mais completa, mais exclusiva, o seu desenvolvimento produziu-se em muita maior escala, com mais grandeza e brilho. A realeza e a aristocracia feudal, por exemplo, comportaram-se na cena continental com mais audácia, amplitude e liberdade. Todos os experimentos políticos, chamemo-los assim, foram mais exteriores e mais acabados. Daí resultou que as idéias políticas – falo das idéias gerais e nãodo bom senso aplicado à direção dos negócios – elevaram-se a maior altura e desenvolveram-se com maior vigor racional. Cada sistema, pelo fato de ter-se apresentado, de certa forma, sozinho e de ter permanecido durante muito tempo em cena, pôde ser considerado no seu conjunto, pôde-se remontar aos princípios, descer até as últimas conseqüências e estabelecer plenamente a sua teoria” [Guizot,1864: 383-384]. A gesta napoleônica foi superlativa, como foram superlativos também a Revolução de 1789 e o Terror que a seguiu. Talvez esse caráter extraordinário, presente na história da França e no seu primeiro Imperador é o fator que mais chamou a atenção de um pensador como Nietzsche, que escrevendo no final do século XIX, frisava: “O século que está parachegar seguirá as pegadas de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Napoleão Bonaparte
  • Napoleão Bonaparte
  • Napoleão Bonaparte
  • Quem foi Napoleão Bonaparte
  • Napoleão bonaparte
  • Napoleao bonaparte
  • Napoleão Bonaparte
  • Napoleão bonaparte

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!